quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

No meio de nós



Agora que vocês sabem estas coisas, felizes serão se as praticarem. (Jesus)

Irmãos,

Anunciado pelos profetas em suas escrituras Jesus nasce e vive no meio de nós. Amparados pela misericórdia do Senhor homens de elevada sensibilidade entoavam o amor por meio de suas profecias quanto aquele que viria a libertar-nos de nossas prisões.

A palavra se fez carne no meio de nós, cumpriram-se as escritura e eis que se fez verbo diante a humanidade. As leis pregressas justificava a conduta de todos diante a sociedade a serem merecedores de tamanha graça a salvação.

A fé de Simeão ao ver o menino teve a confirmação da misericórdia divina ao sentir em sua alma a verdade diante seus olhos dando gloria ao Senhor na sua fé, e talvez o que teve a graça maior, pois sua alma reconhecera sem a necessidade de provas.

Abraão teve a sua fé levada ao limite de sua capacidade quando fora pedido pelo Criador que oferendasse o sangue de seu filho, e fé o fez ir até o alto da montanha no proposito de cumprir o pedido de Deus.

Irmãos, essas são duas pequenas citações que devem servir como força para nossa caminhada e manutenção da fé frente aos percalços de nossa jornada. Quando colocamo-nos em mesma frequência destacamos que não há hierarquia entre nós, pois encarnados e desencarnados tem a mesma necessidade de prosperar na purificação, e nenhuma criatura estará imune à própria reflexão e depuração, e evidente que a cada um a mesma oportunidade a fazer o melhor e merecer a graça divina.

Para muitos irmãos há a necessidade de uma comprovação física e carnal da criação divina quanto a sua obra diversificada em diversos elementos. E a voz que clama e aconselha em sua alma muitas vezes é recebida com desconfiança, pois muitos ainda não aprenderam a escutar a voz da divindade em sua alma, necessitando, pois de uma comprovação para elevar-se na fé e fazer o bem em toda sua magnitude.

Muitos desejam ver a imagem de Cristo, mas será que conseguiria reconhece-lo? Pois, infelizmente, há muitos irmãos que ainda não conseguem olhar ternamente para outro irmão com tal. Quantos líderes se destacam nas diversas doutrinas a ensinar a lição divina e são achincalhados e zombados por outros que praticam as mesmas tarefas, mesmo que em linguagem diferentes e quanto às possibilidades disposta pelo divino. Como aqueles sacerdotes do templo que anunciara a vinda do Messias e mesmo diante de todas as provas físicas, não o reconheceram.

A fé meus irmãos a que devemos praticar para a salvação deve ser como a da entrega do Centurião, que fora atrás do Mestre clamando pela saúde de seu servo, e que pela fé e pela palavra de Jesus obteve a sua graça sem que houvesse a necessidade da presença física do Mestre para que o servo fosse curado.

E diante esses exemplos havemos de estar sempre atentos as nossas condutas e acreditar na fé que transforma e saber que sim, podemos fazer o melhor sem a necessidade do espetacular visual. Sim, ele veio pelo amor de Deus a nos salvar e vive no meio de nós.  

A fé verdadeira deve cega aos olhos para que a alma possa enxergar o horizonte feito de amor e caridade a que nos levará a felicidade plena. Não queira ver para crer, creia para ver.

Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

30/12/2015.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Simplicidade Superior



Se eu não te lavar, não tens parte comigo. (Jesus)


Irmãos,


Não cessa o trabalho de Cristo em ensinar a todos a virtude sagrada da humildade, instituto este capaz de transformar o mundo em berço do equilíbrio e do desenvolvimento da fraternidade e do amor perante a humanidade.

Anseia a sociedade a passos contínuos a transformação para um mundo regenerado, as tecnologias e as conquistas humanitárias têm facilitado a pratica das ações positivas diante às condutas e os sentimentos pessoais em favor deste progresso. De certo que o avanço social é positivo, mas em muitos momentos confronta com a prática que tem acompanhado o homem por gerações, ou seja, a ganancia pelo consumismo que tem incidido em uma grave doença existencial entre nos seres, aonde a busca pelas riquezas materiais tem afastado a caridade das comunidades.

A enfermidade existencial tem afetado os povos ao longo de uma historia, como demostrado pelo Mestre em sua missão planetária, em que as riquezas têm retirado, por arbítrio, a oportunidade dos homens a felicidade plena, pois o imediato tem ocasionado desde então a falta de perspectiva por algo maior e suscetível ao eterno.

Demandar a oportunidade aos acúmulos materiais, bem como as riquezas de bens pecuniários, não é um sacrilégio condenável às trevas, ao contrario, partindo do pressuposto dos princípios e da obediência à vontade divina e elencados a obra maior de amor na doação e no compartilhar, a busca pelo conforto será consequência deste merecimento, afinal o Criador não quer-nos miseráveis e necessitados, mas sim plenamente felizes.

Ser simples não é ser vulnerável e muito menos tímidos aos desejos e ao combate as injustiça contra si e contra teu próximo, mas é viver intensamente a voz das pequenas coisas na alma que oferecem a sustentação para uma busca de algo maior. Um grão de areia parece insignificante aos nossos olhos, mas unidos formam a base do grande oceano. A união de grãos é a força da base solida que jamais morre e por isto que a união de irmãos e de povos no amor será capaz de sustentar as adversidades e elevar os sentimentos divinos na sociedade.

Quando Jesus abaixou para lavar os pés de seus discípulos, Pedro quisera recusar, então o Mestre sabiamente afirmou: “Se eu não te lavar, não tens parte comigo”, ou seja, se não deixarmos que o Mestre lave-nos por completo, não poderemos fazer parte do único caminho, verdade e vida. Por isto é preciso deixar que Jesus possa lavar-nos por completo, não recusem essa dadiva, pois somente asseados do pecado, do preconceito e de todas as misérias é que seremos salvos por completo.

Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

28/12/2015.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Salva-nos Senhor



Agora o meu coração está angustiado, e o que direi? Pai, salva-me desta hora? Mas foi precisamente para esta hora que eu vim. (Jesus)

Irmãos,

Situações adversas surgem no destino de muitos por razões diversas, a oscilação em que muitos viverão na encarnação e mesmo em toda a sua existência traz o desafio de custear a manutenção da fé frente ao pessimismo frente à força do mal que perturba o equilíbrio de nós filhos de Deus.

A colheita nem sempre terá a fartura desejada, há momentos em que conseguiremos apenas o alimento básico para a manutenção, e em outros, por razões diversas, toda a safra poderá se perder tendo-nos a necessidade de buscar a alternativa no amor e na caridade de nossos semelhantes. Esses momentos de expiações e provas nos traz a lição de que a nossa estrada poderá traçar situações inesperadas o que nos remete a lição do Mestre que nos reúne em nos elevar na humildade para que possamos ter a hombridade de pedir sempre o auxilio a um irmão diante os nossos apuros.  

Compreendendo meus irmãos que as necessidades que possam nos apresentar as nossas provas e expiações não se restringe apenas aos bens materiais, a nossa existência é um elemento grandioso que se completa em todos os instrumentos e ferramentas para a obra eterna, sendo o material o menos importante neste complexo de situações para o objetivo da salvação eterna.

É notório que as paixões aos bens de consumo têm desviado muitos do verdadeiro sentido da existência, o que tem provocado uma reação negativa em sua evolução e retardado o seu avanço. As posses têm vedado os homens à grandiosidade das obras eternas nas mais simples situações dispostas.

Essa realidade material ao longo de uma historia tem feito os homens desacreditarem na existência de Deus e de cumprir os seus mandamentos a favor do bem, pois a estes que da abundancia palpável vivem não são capazes de sentir as sutilezas de a brisa divina inundar-nos de toda possibilidade e oportunidade de paz e serenidade proporcionando o equilíbrio.

A estes se arguirem o que é preciso fazer para merecer a salvação e obterem a resposta de que bastam praticar o bem respeitando uns ao outros e a vontade divina, e diante das dificuldades continuarem a labutar e esperar, certamente as respostas de muitos será de que essa pratica é o obvio, pois para crerem é preciso enxergar fenômenos e terem as provas palpáveis o que levam a muitos a depressão, pois quem faz da matéria o sentido de vida haverá sempre um vazio em sua existência que não se completarão.

De certo meus irmãos que a paz, a felicidade e a salvação se encontram no obvio e exposta na lição divina, e para alcançar a vitória não há segredos, basta colocar em pratica a vontade de Deus. Jesus veio para nos salvar e quando se sentir só chame por ele e terá seu coração acalmado.

Não espere que algo te surpreenda para colocar sua fé em pratica, olhe para céu e vislumbre a sua composição, olhe para a terra e veja os frutos e olhe para ti e enxergue o reflexo do Criador e terás a certeza de que tudo faz parte do obvio, ou seja, de tudo que esta a nossa visão e dos elementos de Deus que compõe a vida e que nos impulsiona a fazer sempre o melhor.

Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

16/12/2015

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Filhos de Deus





Amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como amas a ti mesmo! (Jesus).


Irmãos,

Concebidos no amor pautamos a existência sob a força do Criador que nos insere no mundo a labutar pelo próximo a favor do bem e em busca do encalço do anjo a nossa realidade. A alma viverá novas experiências na matéria no proposito de seu conhecimento a ser uma exímia trabalhadora de Deus a serviço da humanização e purificação de todos os seres possíveis. Avançamos por terras distantes com a afinidade de irmãos que se completarão ao nosso aprimoramento, e saiba o que nos é ausente se complementa em outro irmão.

Ao longo do tempo e passagens sagradas fomos liderados por homens enviados pelo Criador a tomar a nossa embarcação no rumo mais alto da colina ao encontro da depuração e edificação da verdadeira igreja de Deus de amor e caridade em nossa geração.

A tecnologia traz a encarnação o favorecimento dos seres a tornar possível o mandamento maior de amor, entre suas atribuições a oferta de paz em trabalhos edificantes aos dons divinos que é uma realidade em nossa estrutura. Todos nascem espíritos santos de Deus tomados pela liberdade de escolhas, pois não há um espirito que não tenha sido planejado a pratica maior.

A vinda de Jesus no meio de nós veio celebrar e confirmar a eterna aliança de Deus para conosco. Como os espíritos necessitam viver experiências que poderão viver somente na matéria, houve-se a necessidade do espirito de Deus fazer-se presente como homem em meio aos homens diante as suas crenças e suas misérias para a finalidade da paridade como irmãos afastando as desigualdades defronte ao proposito em fomos criados.

Variegado são as necessidades da alma, sendo que há um único caminho para a salvação, o reino de amor, como também há o reino das trevas compreendendo o livre arbítrio como a nossa lei maior. E quando o Criador ofertou seu filho entre nós teve a necessidade de um bom pastor para guiar suas ovelhas frente aos desmandos e a deturpação de sua vontade formada por homens de pouca fé, mas de vaidade e orgulho palpitante, pois estes mesmos homens que pregavam a vinda do Messias, mas de impostor o chamara e o crucificara, pois no coração não tinha amor, apenas miséria mesmo diante de tamanha fortuna.

Havemos a todo instante de galgar novos degraus na eternidade, como o estudante em que para concluir os seus estudos superiores necessita passar por toda a base se capacitando e adquirindo conhecimentos para formar a sua estrada ao diploma maior.

De certo irmãos que as oportunidades estão expostas e possíveis a cada um de nós a tornar possível o abrigo na eternidade. Exemplos e lições em nossa caminhada têm diversos, busque assemelhar a sua caminhada a exemplo de outro irmão, identifique-se com a caminhada e a obra de alguém tornando o seu espírito espelho e cada vez melhor, e para isto é preciso exercer o maior dos mandamentos, o amor, pois é amando que alçaremos o ponto mais alto da existência.

Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.
15/12/2015.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Doutrina Maior



Assim como o Pai, que vive, me enviou, e igualmente eu vivo pelo Pai, também quem de mim se alimenta por mim viverá. (Jesus).

Irmãos,

É fundamental aos homens unirem-se em igreja na busca do melhoramento em suas estações neste infinito universo ao qual pertencemos como sementes de Deus espalhadas sobre a relva brotando vida eterna. Não poderemos ir ao Pai sem antes estudar e viver na acústica o evangelho de Jesus em sua proposição. Compreendendo que a doutrina maior de Cristo é única, ou seja, amar, amando a todos como Ele nos ama e assim amando a vida como a si mesmo.

A prática do amor torna-se um desafio aos homens principalmente diante as misérias manifestadas nas diversas condutas errôneas que se testemunham por esta vastidão. Não havemos de cessar a caminhada por conta do fracasso moral de muitos, é preciso confiar em si e buscar fazer sempre o melhor, como resgatar almas perdidas no pecado por conta dos desejos e paixões escusas. Havemos sempre de fazer o melhor sob o direcionamento do evangelho maior.

Se você e ou mais pessoas estiverem reunidas em nome de Cristo também Ele estará reunido consigo. Sabendo que seu evangelho não é exclusividade de nenhuma doutrina humana, afinal o seu evangelho é universal do amor que fora ensinada a todos sem patente.

Elevado ao sentimento do amor que transcende quaisquer fronteiras e rompe com o sentimento recôndito abarcando a todos sem distinção reunida na mesma nau a um único rumo, o Reino dos Céus.

De certo que o Criador designa lideranças a terra para reunir homens ao caminho do bem entendendo que em cada doutrina há o seu líder com a responsabilidade de elevar o evangelho de amor proporcionando um caminho amplo para o bem e a caridade. E aquele que toma do seu conhecimento do evangelho deturpando o seu verdadeiro sentido para excluir um irmão e ridicularizando por este não comungar de sua ideologia e não respeita o caminho por este tomado, usa das passagens sagradas para fins egoísticos em nome de um poderio injusto e improprio, de certo que este estará servindo outro Senhor e não o verdadeiro Pai de amor, misericórdia e bondade que acolhe todos como somos e perdoa os pecados daqueles que de fato se arrependem.

O evangelho de Cristo é o caminho da transformação do homem conforme a vontade de Deus, e se na sua doutrina terrena o faz um homem de bem, continue nesta estrada, e respeite incondicionalmente o caminho de teu irmão como desejas ser respeitado no seu. E compreendendo que seja onde estiver a sua fé há de praticar a maior doutrina, ou seja, o amor sentido e praticado na sua acústica.

Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

09/12/2015.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Terno Gratidão




Portanto, Eu vos recomendo: Usai as riquezas deste mundo ímpio para ajudar ao próximo e ganhai amigos, para que, quando aquelas chegarem ao fim, esses amigos vos recebam com alegria nas moradas eternas. (Jesus)

Irmãos,

É importante plantar sementes de amor no latifúndio da alma em todos os seres que compartilham da mesma jornada evolutiva, sabendo que não há um irmão que venha a ser melhor que o outro mesmo que um venha absorver de conhecimentos mais privilegiados em pontuais matérias, de certo haverá sempre alguém para complementar o vazio de nosso ser.

A semente para brotar a vida e o alimento necessita da terra que por sua vez necessita da água dos céus para manter-se viva e saudável a poder ofertar o melhor de si, e esta mesma terra necessita do homem para cuida-la e aduba-la que também dela depende para colher o fruto do seu alimento, e é a mesma terra que será responsável pelo acolhimento da matéria orgânica do homem no final de sua missão carnal.

Quando o homem valoriza a terra que lhe dá o sustento e também a sua morada este elemento lhe será grato e proporcionará que seus alimentos cresçam fortes e sadios e tratará de fortalecer a base de sua vivenda para nunca se ruir.

A existência em toda constância é um eterno precisar, a dependência de instrumentos e mãos amigas é essencial ao crescimento neste universo de Deus. Entenda que não há como atingir a morada eterna caminhando solitariamente, havemos de estar amparado e cercado de testemunhas e fazer amigos por toda eternidade para que possamos estar seguros e sempre amparados.

O planeta está gravemente enfermo e em perigo dos sentimentos mais ruinosos proporcionado pelo mal que persuade os homens a fazer parte do seu contingente de executores da perversidade em escalas magnânimas a perder as ovelhas do rebanho pelo abismo das trevas, iludindo-as a atalhos considerados os mais fáceis.

Diante esta realidade não podemos nos entregar a omissão e a inercia, o mal não pode sobressair ao bem mesmo que sua força aparente perceba de uma agressividade assustadora, havemos de usar do conhecimento e da fé para resgatar ovelhas a recondução ao rebanho de Cristo e a condução a morada eterna. E mesmo que sua missão possa a priori se frustrar, a persistência deve ser constante e nunca se entregar a ansiedade e ao descredito, pois também estaremos sujeitos a esta máxima podendo suplicar um alento. E quando uma ovelha resgatada reconhecer o seu engano certamente lhe será amiga fiel por toda eternidade, pois aquele que estende a sua mão estende em si a mão de Deus a lhe segurar e abençoar, pois assim agindo tornamos apóstolo do bem.

A jornada é como a terra meus amigos quando cuidamos para sua qualidade ela nos devolverá em qualidade, e se não zelarmos por ela corre-se o serio risco desta ser contaminada com as pragas mortífera que poderá torna-la infrutífera, mas quando persistimos e acreditamos que esta possa se recuperar certamente lhe dará a gratidão no alimento e no abrigo necessário para sua eternidade.

Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

01/12/2015.