sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Antecipe



Aquele que crê em mim nunca estará sozinho. (Jesus Cristo)

Fraternos, entendam que cada estação que desembarcamos é repleta de um profundo aprendizado eterno ao histórico de nossa existência. Nenhuma ação da criatura é esquecida ou desprezada, renascemos a expiar e a depurar, se ao desperdiçar esta oportunidade, quando tempo será preciso para recuperar um instante perdido?

Não deixemos para outra ocasião o que a consciência nos impulsa a realizar neste momento. Não seja covarde a própria felicidade por não enfrentar a vaidade e o orgulho que o inibe a prática da humildade reconhecendo as fraquezas e do amor pedindo e dando o perdão misericordioso a viver o equilíbrio em sintonia com as virtudes sagradas.

Quantas vezes somos covardes em não amar quando podemos amar; perdoar quando podemos perdoar; sorrir quando podemos sorrir; ajudar quando podemos ajudar; orar quando podemos orar; abraçar quando podemos abraçar; brincar quando podemos brincar; proteger quando podemos proteger; preferimos em muitos momentos o rancor, o ódio, a mágoa a atender ao chamamento do ego ofendido querendo impor uma falsa imagem de superioridade.  Em momentos importantes, oportunidades nos são disposta, havemos de aproveitar a ocasião a descansar a consciência no travesseiro da paz e do equilíbrio. Se um irmão comete algum erro contra si, lembre-se que também estará sujeito ao acometimento, não exija irascivelmente do seu semelhante aquilo em que também esta vulnerável, dome a cólera e aproveite o calor e o ímpeto de uma discussão em dialogo e superação; pare e respire; e busque curar o espírito e não mais se enferme nas dores do tempo desperdiçado.

Assim como Jesus acalmou a tempestade e a agitação do mar que amedrontava os seus discípulos, ele também pode acalmar a sua tempestade, tenha fé, assim como os apóstolos clamaram ao Senhor, clame por ele. Não enfrente a fúria dos mares para não ser acometido pelas grandes ondas a submergir a vida nas profundezas do abismo e se perder pelos vales da morte e da desconhecida solidão, não perca as oportunidades, agarre-se a nau da salvação de Deus, segure com a fé inabalável da transformação. Tenha a asserção que com Cristo estarás seguro mesmo diante das tormentas.

Ame sempre, perdoe sempre, sorria sempre, ajude sempre, ore sempre, abrace sempre, brinque sempre, proteja sempre, não deixe para depois o que pode ser resolvido agora, amanhã já poderá ser tarde, não desperdice oportunidades, pois ela logo pode passar sem hora para voltar e o remorso sendo a desagradável companhia por um longo período.  

Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

04/09/2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário