sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Em busca



Ame a teu próximo como a ti mesmo e não faça aos outros o que não quer que façam contigo. (Jesus Cristo).


Pai nosso que seja feita a tua vontade, pois sabemos que em ti está majestade do conforto e da verdade de nossa realidade proporcionando-nos a oportunidade a felicidade plena e a residência fixa nossa em teu reino.

A edificação do templo da verdade inicia-se com obra trabalhada de cada dia, atos estes provenientes da oferta e da energia vital oferecida. A liberdade disposta confiada pelo divino nos permite caminhar pelas estradas da verdade ou da ilusão. Cientes da permissão para seguir o veiculo de nossa realidade como nos convém, seremos responsáveis pelo que produzimos ao ambiente vivido e construído.

Cercados de instruções pelo bem e pelo mal, o filtro do coração e da razão deverá apontar as suas reais intensões, o mal revestido de aparência cristã a desviar o rebanho de Cristo, triunfa sobre as ovelhas dispersas que não reconhecem e creem ao chamado e não atendem a lição do seu pastor. Ensurdecidos estão àqueles acometidos pelas doenças dos sentimentos nocivos que são conservados como anestesia na alma e que não permite a reação imediata dos enfermos que estão imóveis pela inércia de sua vontade.

Em busca todos estão pela salvação, mas é preciso escutar a voz do bom pastor que ecoa no coração de cada um ao chamado ao pastoreio do bem e do amor verdadeiro sem condições ou salários a fazer do campo verdejante de Deus a verdadeira relva da felicidade.

Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

(28/08/2015)

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Caminho único




Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que n'Ele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.(Jesus Cristo).


Meus filhos, quando do conhecimento das lições de edificação da alma nos princípios da depuração, recebam de Deus o seu unigênito a nos instruir o caminho da salvação, não iremos ao pai sem antes receber o Cristo vivo em nosso espírito atendendo as lições de amor e caridade.

Quem da lição divina recebe o proposto do seu caminho não viverá diante da sombra da morte, mas da luz viva e intrínseca da eternidade no caminho cintilar dos Céus. Quem não recebe o Cristo com o salvador e o unigênito? Estarão condenados as trevas? Importante reflexão deste questionamento que nos remete a nações que não reconhecem Jesus como o enviado prometido. Por razões históricas e de um povo que mantém as suas tradições milenares e prisioneiras de sua essência, por disputas históricas, ainda engatinham na sua evolução. Muitos dependem do palpável, do visível e do material, estes não compreenderam ainda a lição do homem de Nazaré. Às prisões que assim dominam os povos não os credencia ao entendimento e a compreensão dos princípios do amor e da razão da existência e da pratica vivida sob a vontade de Deus ensinada por Cristo, que é o caminho, a verdade e a vida, por isto, quem não percebe a grandeza da lição como ferramenta da edificação da felicidade no amor e na caridade ainda não é capaz de abranger e viver sob a vontade de Deus e desfrutar da felicidade plena.

A crença na lição e no unigênito não esta apenas em saber da sua existência, muitos sabem que ele vive, há quem estuda a sagrada instrução, mas não pratica o seu proposito, usam-no como instrumento da intolerância discordante a descreditar o seu semelhante pela divergência daqueles que não comungam da base seletiva quanto a discussão do evangelho em suas crenças limitadas e destoam da verdade daquele que veio para salvar todos os pecadores arrependidos.

Amplie o seu horizonte em Cristo e testemunhará de fato a grandeza de Deus e suas reais possibilidades, não limite o entendimento sagrado nas paixões perecíveis e pequenas, recordemos a passagem que nos instrui que o Reino dos céus é semelhante a uma rede de arrasto baixada ao mar e que apanha peixes de todo tipo.

A vida não se deve limitar aos rótulos e sim vivê-la na acústica de toda sua essência majestosa como filhos de Deus, criados na unidade e no amor praticando a sua vontade no bem e na caridade verdadeira.

Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

(27/08/2015)

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

A Verdade em Cristo




E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. (Jesus Cristo).

A verdade está em Cristo, ele nos trouxe a libertação pela verdade. Pois bem, o que é a verdade? Com esta arguição Pôncio Pilatos indagou a Jesus, pedindo para que ele dissesse o que é a verdade, mas o Mestre humilde e silenciosamente baixou a cabeça, pois saberia que a verdade não haveria de ser comprovada pelo argumento, mas sim pelas atitudes e pela história que de fato revelaria a prática da verdade.

A verdade começa por amar uns aos outros como a si mesmo, o amor é a compreensão e a compaixão que havemos de praticar permanentemente em nosso sentimento e ação aliada a caridade que nos permite o resgate, assim como das almas perdidas na vastidão das trevas que se perdem pelas ofertas da mentira e do pecado.

Compreenda o sentimento da salvação praticando de fato os mandamentos, este sim a vontade de Deus a sermos salvos na eternidade. 

Comece amando a Deus acima de todas as coisas, pois ele é o Criador de tudo, assim como todos nós e é ele que nos permite as oportunidades; não tomar seu santo nome em vão, principalmente em não culpa-lo pelos teus erros e responsabilidades; guardar os sábados e festa a se recolher em oração e reflexão, entendendo que não é somente um dia, havemos de refletir e nos guardar sempre a ordem e a vontade de Deus a serviço do amor; honrar seu pai e sua mãe, e todos seus antepassados e descendentes, pois são irmãos na unidade, e o desprendimento e o amor verdadeiro e despretensioso permitem o sentido da vida e as oportunidades de elevação, obedeçam e sejam gratos; não matar o seu próximo com o cerceamento da vida e muitos menos nos sonhos e progresso; não pecar contra a castidade, ou seja, zele pelo seu patrimônio sagrado, o corpo e a alma; não roubar o que não seu seja em qualquer caráter, seja material ou imaterial; não levantar falso testemunho, talvez este seja o mandamento mais complexo e mais contrariado por parte da maioria dos seres, desejar egoisticamente que o outro tenha o mesmo comportamento, pensamento e sentimento que o seu, principalmente quanto a barganhar vantagens indevidas, para muitos se o outro não comunga das mesmas ideias surgem às falácias e as calúnias, que são traduzidas sempre em guerras, e o sentido deste mandamento é a prática suprema do respeito, por isto entenda e respeite as escolhas pessoais, principalmente no que se reflete aos credos, gostos, opções e paixões, e lembrando que, somente o Criador tem a autoridade de julgar-nos; não desejar a mulher do próximo e muito menos o homem, aquele que toma para si o outro como cônjuge, há de respeitar e ser leal no pensamento e nas atitudes; e por fim, não cobiçar as coisas alheias, o que é seu chegará até você, e se deseja ter algo faça sempre por merecer.

Pois bem irmãos, eis a verdade em Cristo, eis a verdade da salvação, sabendo e fazendo a vontade de Deus encontramos a verdade.

Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

03/08/2015.