segunda-feira, 20 de julho de 2015

Porta ao lado


 

A morte não tem mais nada de assustador; não é mais a porta do nada, mas a da libertação, que abre para o exilado a entrada de uma morada de felicidade e de paz. (Allan Kardec). 

A dimensão da vida que faz a ligação entre a terra e o plano espiritual é uma porta que esta logo ao lado e que divide a realidade da vida e do universo de Deus. Entendendo que para que possamos ter o direito de abrir esta passagem é fundamental uma importante e profunda metamorfose quanto às mudanças ao nosso comportamento perante a vida que nos serve de oportunidades múltiplas a merecer a aquisição desta chave certa para a realidade do reino sagrado de Deus. 

Cercados estaremos de todas as possibilidades de crescimento e também de estagnação da caminhada envolto ao comodismo que possa assombrar a evolução tornando a vida um verdadeiro caos de tristezas e pesadelos quanto a luz da esperança que não vem. O acaso não existe, nem mesmo a injustiça divina, todo quinhão de lagrimas e dificuldades vem-nos como tarefa de superação a expiar os próprios pecados a merecer a regeneração em galáxias mais elevadas.  

Ao desembarcar no planeta, os espíritos são acoplados a carne para expiar as próprias dificuldades e prover a elevação de suas habilidades tornando a caminhada mais acessível e também formando o bonde dos aliados a testemunhar a sua qualidade evolutiva e os álibis quanto às obras proferidas.  

O períspirito que forma a imagem estará nele refletido todas as vias que o espírito há de galgar e expiar a si para merecer a elevação de suas possibilidades no universo de Deus. Havemos de conquistar a autoconfiança no objetivo de reconhecer os méritos e mesmo compreender o adiamento de um objetivo pessoal. Mas entendendo que a felicidade e a paz é o mérito conquistado pela própria vontade. Poderá todo o universo querer o nosso sucesso, mas senão fizermos a nossa parte e querer, de nada proverá toda torcida a favor, se formos adversários de nós mesmos, seremos os obsessores da própria salvação que fará com que os sonhos se tornem utópicos e distanciando a caminhada ao objetivo final. 

Os irmãos planetários ainda necessitam de paciência e mais confiança na fé a romper com as cercas que instalam na própria existência. Os sentimentos e ações inferiores que são as maiores causas dos impedimentos aos bônus meritórios, ainda são os maiores adversários pessoais, e se aliado as forças do pessimismo que se permite que se faça morada, a inércia e todos os sentimentos contrários ao bem proliferarão toda desestrutura pessoal e social.  

Ao receber do Criador a missão de elevação na forma encarnada, sejamos gratos a confiança praticando o melhor do evangelho obrado a vida que nos serve de várias formas e sentidos. E na condição desencarnada e livre da obsessão da carne, sejamos ainda mais gratos por saber que existimos no amor intrínseco e na pureza. E ao juntar a carne e o espírito têm-se a confirmação do ministério da regeneração de propor a purificação e provar que podemos ser merecedores de receber a graça da eternidade feliz.  

Basta fazer a nossa parte e querer, juntando-se a verdade já consagrada no evangelho do Cristo vivo. 

Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

20/07/2015.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário