segunda-feira, 6 de julho de 2015

Amplitude



Os que desejam tudo conhecer de uma ciência devem necessariamente ler tudo o que se ache escrito sobre a matéria, ou, pelo menos, o que haja de principal, não se limitando a um único autor. (Allan Kardec).


Não há como ter uma opinião sobre determinada matéria ou situação sem o devido conhecimento estudado e aprofundado sobre o considerado tema em que se busca a discussão e ou mesmo a compreensão. É comum vermos nas crianças a recusa em experimentar alimentos ditos sadios, por crerem ser ruins, mas muitas vezes não experimentam a qualidade e o gosto deste, e desejam com afinco aqueles que satisfazem o seu momento pela tendência do momento. Fazer e ou mesmo não fazer algo é fundamental o experimento, para assim expressar com justiça a sua sentença.

Reflita por um instante e creiam, se Deus aplicasse a sua justiça e tendo por princípios o gostar e o não gostar sem conhecer a nossa profundeza? Seria Ele justo? E se não permitisse a oportunidade de voltar atrás e fazer tudo novamente para merecer as melhores posições nos mundo felizes? De que adiantaria existir, fazer o bem, amar uns ao outros, praticar a caridade e ser humilde? Se ele trabalhasse avaliando as particularidades e os gostos pessoais que nos impulsionam a felicidade e não o que oferecemos de verdade a praticar o bem e se nos obrigasse a escolha ditatorial sempre ao seu lado, o porquê então do livre arbítrio?

Perguntas diversas pairam sobre a consciência de muitos neste universo em que somos todos escolhidos sob a vontade de Deus. Nada nos acontece sem a decisão do Pai nos guiando ao retorno a morada eterna. Elevando a certeza do amor celestial quanto a liberdade que nos permite a escolha pelos caminhos propostos. Fazer o bem ou fazer o mal está na decisão de cada um, compreendendo que as consequências serão justas quanto às decisões tomadas. E entendendo a misericórdia e a bondade deste pai amoroso que nos permite o recomeço a todo o momento, assim todos os dias com o descanso físico assim como o renascimento do espirito em estações distintas a viverem novas experiências ao aperfeiçoamento dos conceitos da realidade do universo em favor da paz.

Diversas oportunidades se têm quanto à liberdade disposta em desfrutar o melhor de Deus na prática do bem em todas as instancias que nos oportunizam o ambiente em que posamos nosso espirito no hangar de Cristo que nos permite a decolagem para o progresso e avanço a vida eterna, e se possível levando consigo diversos outros irmãos nesta viagem eterna.

Ampliar os horizontes para com as possibilidades de Deus é importante para o nosso entendimento quanto à vontade divina a salvação, e não se limitando somente com os escritos dispostos no código divino e debatendo-o sem ter uma verdadeira prática do que é ensinada. Colocando em prática as ações e atitudes de respeito para com as escolhas alheias, tendo como fundamental instrumento a tolerância e amor para propor o progresso universal, não somente pessoal, mas a harmonia que deve imperar e o que é esperado pelo Criador para que possamos viver e construir um ambiente favorável a se tornar um verdadeiro Cristão e proporcionar a todos o mesmo ensejo de elevação e progresso.

Ante de expressar qualquer sentimento para com seu semelhante, enxergue-o também como irmão com a mesma necessidade de evolução. Atente para com as fraquezas como também as suas, evidentemente, com suas peculiares diferenças, assim como somos. Busque conhecer o seu próximo quanto a sua evolução que traduzem nas suas atitudes e sentimentos, e antes de fazer deste um adversário que na essência nunca fora, saiba quem é ele, e se não for digno de fazer parte do seu ciclo de intimidade, por suas atitudes, ao qual cabe somente o Criador julga-lo, respeite-o sempre e nunca seja perverso como não deseja a ti e aos seus.

A engrenagem da vida passa pelo processo fundamental de aceitar o outro como ele é, e não conforme o nosso desejo, afinal, o livre arbítrio é uma graça de Deus ao nosso favor, e ao qual seremos julgados, por ele, sob a responsabilidade pessoal quanto às atitudes. Assim também seremos arguidos como auxiliamos a vida ao progresso, seja como professores ensinando àqueles que detêm um desconhecimento e aprendendo como exímio estudante desejando ser aprovado na escola universal de Deus e merecer a formação a felicidade plena.

Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

06/07/2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário