segunda-feira, 29 de junho de 2015

Estágios



Todo sentimento que eleva o homem acima da natureza animal denota predominância do Espírito sobre a matéria e o aproxima da perfeição. (Allan Kardec).


O espírito passará por diversas mudanças ao período contínuo de sua historia em busca da perfeição e da purificação ao lado de Deus na eterna sociedade da felicidade. A busca pelo melhor espaço denota-se do mérito da conquista, não apenas de uma vontade. Para se alcançar a morada eterna haveremos de atravessar longos corredores da existência a merecer a merecida chegada.

Compreendido já nos é que os homens já atingiram perante o Criador o estágio de importante posição no amparo a todos os seres em evolução que necessitam de auxílio ao seu estágio probatório, assim com nós, a atingir o tempo de sua condição angelical. Nenhuma ação da criatura será desprezada ou ignorada, tudo nos será arguido quanto a nossa obra frente à vida que nos recebe na realeza divina.

O Senhor demanda aos homens a tarefa caritativa munindo-os da inteligência a fazer da sua vontade a obra de progresso nesta importante engrenagem de amor e fraternidade em que todos estão inseridos.

Entende-se que não basta simplesmente atingir a condição humana a se considerar na predominância suprema sobre os outros seres, ainda o estágio nos remeterá a experiências de aprendizado da vida eterna, principalmente a aprender as virtudes sagradas que elevarão a nossa condição a patamares melhores neste universo aonde somos ainda mínimos quanto é a grandeza de Deus.

Pode-se muitos atingir um vasto conhecimento na sua condição de aprendiz, o que não o credenciará aos melhores lugares, mas sim a sua tarefa quanto à condição especial a favor do teu próximo. Do que adiantará ter um conhecimento aprimorado em diversas matérias, mas se priva o teu próximo à luz da ciência em comuta aos honorários pelo que adquiriu em seu progresso.

Em que consiste em ter um valioso diamante se não pode mostrá-lo ao seu próximo? Sendo seu único recurso guarda-lo no cofre e esquecê-lo com o receio de ser subtraído e quando desejar usa-lo já poderá ser tarde?

De certo que a busca pelo conhecimento passa pela vontade de acender a luz da vida em favor do melhoramento, mas se egoisticamente guardar apenas para si é melhor permanecer no desconhecimento, pois assim não terá cumprido a missão. O conhecimento sem o compartilhamento será como a semente de um fruto, ou seja, capaz de renascer em novas florestas, mas se permanecer sem a terra essencial para germinar, restará somente a sua potencialidade e perecerá sem ter cumprido o seu objetivo.

Sabe-se que o homem atingiu a condição de predominância sobre diversos elementos perante a confiança do Criador, mas não basta somente ter este privilegio, é preciso que se dê o exemplo, como não ser cruel com as demais criaturas que necessitam de nosso auxilio, em que se inclui o mineral, o vegetal, o animal e também o próprio homem, ou seja, somos responsáveis uns pelos outros. E sabendo dos desafios que os homens haveria e hão de enfrentar que o Senhor nos enviou Jesus, assim como outros irmãos que vieram e vem a nos amparar e fazer a vontade de Deus para cuidar de todo o seu rebanho e para que não se perca pelo pastoril da eternidade. O verdadeiro pastor estará sempre atento àquelas ovelhas que se desgarram com o fulcro de salva-las, mas que será possível somente se esta manifestar o pedido de ajuda. Ocorre que muitos se aventuram por terras distantes e demoram a manifestar o pedido de ajuda quanto aos perigos que correm, assim como acontece de muitos se acomodarem e permanecerem inertes nos lodos dos pântanos sem manifestar o desejo de ser amparado e voltar à melhor das campinas.

Percebemos que somos todos iguais, podemos até ter algum adiantamento privilegiado quanto a algum conhecimento, justamente para auxiliar o Senhor no resgate as ovelhas perdidas. Compreendendo que as necessidades de avanço são para todos, por isto façamos a nossa parte para que o Senhor possa ter condições de fazer a dele a nosso favor e merecimento. Aproveitemos a bondade do Senhor e sejamos como tal, bons para com todos.

E se preciso for ser enérgico para salvar o seu próximo, que faça, mas sem ser perverso quanto à condição que este já se encontra, sejamos benevolentes e que o nosso estágio seja bem avaliado.

Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.
29/06/2015

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário