domingo, 17 de maio de 2015

Necessidade de Evolução



 

Ajude ao que erra;
seus pés pisam o mesmo chão, e,
se você tem possibilidade de corrigir,
não tem o direito de censurar. (Allan Kardec)

 

Eu vim para os pecadores, para aqueles que estão cansados, sem esperança e os injustiçados, não vi para os que se julgam justos, pois a estes o quinhão de seu merecimento não mais pertence aos céus, mas sim aos homens que se equivalem no mesmo equilíbrio limitado e não ao reino vasto dos céus que é para os mansos e humildes de coração.

Neste seguimento devemos e temos a missão de caminhar para merecer a nossa posição diante a eternidade. Mas antes de elevar cada sentindo desta vontade, devemos se posicionar como irmãos em evolução e não crer que somos melhores que os outros por ter melhores informações e ou mesmo maiores bens, pois nada mais é que condição para fazer o melhor. Como há aqueles em que a vida reservou um quinhão de lagrimas, mas que o Senhor proporciona a oportunidade da purificação e de poder subir com Cristo na sociedade eterna. 

A alma, nosso sentido de existir, tem a necessidade de progredir, por isto a necessidade da encarnação e a razão da destruição da matéria para se alcançar o objetivo eterno, onde todos necessitam destes ajustes perante a vontade de Deus para merecer a bônus da vida eterna. Não conseguiremos atingir o ápice da salvação isoladamente, necessitamos uns dos outros na fraternidade para aprender e a ensinar. Trazemos em nossa concepção uma passarela única de comunicação com Deus, por isto quando falamos sinceramente com o coração, Deus fala em nós. 

Vivemos ao redor de todas as oportunidades de progresso, seja na família, com os amigos, com as habilidades, com o trabalho e também nas dificuldades. Enfim, a necessidade de progredir passa por nossa obrigação de elevação e de auxiliar no progresso aos nossos irmãos, também na atenção para como os animais, os vegetais e os minerais. Não retroagimos no tempo, apenas estagnamos se não fazemos a nossa parte de perseverança para caminhar e tornar-nos bons servos do Criador a serviço do bem e na obediência a sua vontade. Mas quanto tempo poderá levar? A resposta está no esforço da nossa própria vontade. 

Eis a razão de amar uns aos outros, de compreender os nossos semelhantes como desejamos ser compreendidos. Procure não julgar para não seres julgados na mesma cólera, não condene para não ser condenado. Auxilie sempre sem esperar recompensa, ame sempre sem esperar ser amado e ajude sem exigir condições. Eis o sentido e a razão que Deus nos instrui quanto à necessidade ao progresso e a salvação, compartilhe o melhor de si sem o medo de lhe faltar, pois toda conquista é eterna e se multiplica e todo bem que praticamos é nosso advogado por toda eternidade. 

Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos

17/05/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário