terça-feira, 3 de março de 2015

Amar

 
Todo efeito tem uma causa. Todo efeito inteligente tem uma causa inteligente. O poder da causa inteligente está na razão da grandeza do efeito. (Allan Kardec)
 
A definição literária da caridade é um dos institutos mais importantes que o amor pode expressar por este universo, e a todos que se servem da nossa oferta verdadeira e caritativa receberá a graça desprendida de nossa vontade ao bem praticado.
 
O desejo de se praticar o bem muitas vezes se perde pelo choque dos interesses sórdidos da ação, muitos o fazem com o único propósito de receber o reconhecimento de um ato praticado, que nada mais é que uma obrigação moral de todos nós enquanto filhos de Deus. Qualquer beneficio que nos propomos a fazer, e se desejamos soar ao vento a sua obra, perde-se o seu imediato feito maior e já não terá de Deus a obrigação de ser recompensado, afinal, já o adquiriu sua condecoração. O que a mão direita faz a esquerda não tem que saber e nesta vertente caminhamos ao merecido progresso de nossa existência.
 
A fé é como um grão de mostarda a qualquer atividade voltada ao bem e é uma importante ação quanto a nossa obrigação e sabendo que quanto mais trabalharmos melhores serão os nossos salários, desde que observemos mais e fiquemos mais calados sem querer soar as trombetas de qualquer atividade.
 
A quantidade que se pratica pelo bem não deve ser contabilizada a números de indivíduos, pode até querer ajudar a muitos, mas poderá ocorrer de não atingir a devida qualidade do que ajudar apenas um irmão e conseguir dele a grandeza de sua obra.
 
Procuremos ajudar com qualidade cada tarefa que nos é designado, e lembre-se, não se afobe quanto a quantidade, pois é preferível cuidar bem de um irmão e com a devida qualidade do que abraçar a muitos e não atingir o mínimo de sua potencialidade ao bem, por isto vale a dica, não se desespere em querer fazer demais algo sem haver a devida paciência para com a sua capacidade, tenha calma e continue a sua tarefa com louvor e pratique o amor com a merecida qualidade.
 
Lembre-se que o bom cristão não se mede pelos suntuosos trabalhos ou pela riqueza dos ouros, mas sim pelo resultado eficaz de cada trabalho bem realizado, mesmo que aos olhos da sociedade não apareça a magnitude esperada. Compreenda que o bom servidor terá de Deus o seu merecido tesouro no céu, pois a fé em sua boa ação proporcionará a qualidade de sua posição na vida eterna.
 
Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário