quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Em Busca da Maioridade da Alma



Querer ser bonzinho é fácil, difícil mesmo é ser justo. (Chico Xavier)

Buscar a bondade em todos os sentidos é um objetivo e mesmo uma construção permanente do espirito em sociedade, ao longo do progresso existencial aperfeiçoamos o nosso comportamento e as nossas atitudes em busca do objetivo que é a salvação e o nosso franco estabelecimento no reino de Deus.

Ser bom não é apenas demonstrar com atos para com seu próximo e para que uma multidão possa aplaudi-lo pelo feito generoso que é nosso dever cumprir o que é determinado quanto a nossa postura frente ao universo que nos acolhe, de certo que a máxima desta virtude pulsando na veia de nossa alma passa por um processo mais profundo, ou seja, a bondade que tanto se almeja deve acima de tudo começar pela postura ética e honesta para conosco frente à sociedade, muitos buscam querer ser bons; excelente; mas muitos ainda não se desprendem dos vícios mais condenáveis para com a real construção desta virtude.

Diversos atos errôneos que são praticados por muitos a começar pelos pequenos atos, mas que são nocivos e que acabam formando uma avalanche descontrolada montanha abaixo, em que poderão acometer seriamente muitos inocentes a sua volta diante aos atos e dos impulsos incontroláveis que são praticados por estes irmãos, pequenas atitudes como barganhar vantagens indevidas sem mérito com a intensão de enganar o teu próximo crendo ser mais hábil do que este, querer enriquecer-se ilicitamente a todo o custo colocando em risco a sua moralidade e a mesmo a sua evolução, ao contrair amizades com o único intuito de explorar o que este de melhor tende a oferecer como vantagem a si, a se de relacionar com o teu próximo simplesmente para atender os desejos mais profanos, a usar da boa fé alheia para ludibria-lo e a tomar para si diversas posses indevidas, a usurpar e a humilhar o teu próximo pelo fato de se encontrar numa posição hierarquicamente superior perante este, a não ser humilde em reconhecer seus erros buscando o perdão e a superação, a difamar o seu semelhante pela cadeia invejosa, egoística e presunçosa pelo motivo deste não ser como creem que deveriam ser, a não respeitar as escolhas quanto à ordem doutrinária, pessoal e afetiva, como também escarnar e zombar do outro por este ser de etnia, nacionalidade, condição social e sexualidade “ditas” diferentes.

E entre todas essas prerrogativas que apontamos, há uma das mais graves atitudes que o homem pode praticar na sua existência, o de usar o santo nome e a graça de Deus em vão a querer ludibriar o seu semelhante para atender as suas necessidades mais egoísticas e esdruxulas da matéria, onde estes acabam por servir a mamon e creem servir ao Criador, onde dizem trocar indulgencias e bênçãos em troca obrigatória de contribuições financeiras e que acabam escondendo e omitindo ao desesperado da esperança de que para ir até Deus basta o arrependimento verdadeiro, nada demais, afinal, o Criador é o nosso Pai e criador e não nos cobra valores para termos o direito daquilo que nos é devido e também de estarmos junto a ele, e ele não precisa disto, Ele é o criador de tudo que existe, assim como todos nós, e para irmos até ele basta ter a obediência sob a sua vontade. E se essas e demais outras atitudes errôneas acabam prejudicando o senso da verdadeira justiça, em que todos nós temos a nossa contribuição, e se não reconhecer estas mazelas e não procurar mudar, não estamos prontos para recebe o tesouro que não esta nas riquezas pecuniárias, mas na eternidade no reino de Deus.

E muitos praticantes destas injustiças que acabamos de apontar e que buscam querer praticar algo de bom ao seu próximo, mas buscando os aplausos indevidos e um reconhecimento vazio entre os homens e que oferece algo com a mão direita e faz de tudo para a esquerda saber, não estará cumprindo para com o seu dever, pois o confete que se joga a si mesmo não mais o representará na eternidade.

A maioridade da alma esta na busca e na conquista do equilíbrio permanente em que todos; independentes da sua evolução; devem praticar no seu cotidiano a cumprir com as leis e a vontade de Deus para que possamos receber o que é justo quanto a sua proporcionalidade, e compreendendo sempre que, se hoje você ou quem tanto ama passa por qualquer dificuldade e se os obstáculos estão mais difíceis de serem superados, é porque cada momento deste é fundamental para o seu resgate e para o seu crescimento na fé, onde a batalha permanente da perseverança aliada à disciplina e a persistência se formará a justiça que se alcançará o êxito através do merecido mérito, por isto irmãos sejam honesto sempre a começar pelas menores situações e façam crescer no espírito a irradiação do progresso e sejam exemplos para que outros mais possam seguir na mesma direção.

Busquem romper com as barreiras limitadas dos desejos palpáveis e elevem-se na imaterialidade da felicidade através dos atos modificando de verdade os sentimentos mais íntimos e transformando em ações naturais para com a vida, e lembrando que no planeta de expiações estão todos os espíritos que necessitam se moldar a alcançar a regeneração, mas para isto é preciso o arrependimento de todos os pecados e eliminação dos excessos buscando acentuadamente a maturidade da alma e trabalhando para cada vez serem mais justo em todos os aspectos a iniciar por si mesmo.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário