sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Felicidade


 
A nossa felicidade será naturalmente proporcional em relação à felicidade que fizermos para os outros. (Allan Kardec)
 
Compreendemos que somos espíritos únicos, concebidos pelo amor incondicional do Criador. Somos a unidade da vontade divina unidos em confraternização universal evolutiva distinta e com a missão de praticar o amor da compreensão quanto às diferenças que ativamente ronda a nossa realidade e nos faz instrumentos da benevolência e da caridade em toda sua interpretação.
 
A necessidade de evolução pessoal passa pela mesma condição  de nossos semelhantes, e já nos faz entendimento que somos páreo diante da vontade divina, e que trazemos em nossa historia a proporcionalidade daquele comportamento e daquele sentimento praticado e que decisivamente afetará o momento presente de nossa realidade para que façamos o melhor e superemos os obstáculos impostos por nossa própria vontade ao nosso caminhar e a poder avançar na dianteira do progresso.
 
Desde a criação do universo, tem-se muito difundido a busca da felicidade, mas o que seria de fato esta virtude na sociedade? E como podemos vivenciá-la na qualidade em nossa realidade? Ser feliz não é uma condição em que encontraremos prontas nas mais vastas teorias literárias difundidas nas diversas linguagens e interpretações deste globo. A felicidade não é um manual pronto e uno. Nas escritas podemos encontrar e ate ser indicado a uma interpretação genérica, sendo que essa busca, como diversos outros sentimentos elevados, fazem parte da construção unida da nossa própria vontade. E compreendendo o que pode ser condição de felicidade para um irmão, para outro não. E com base neste universo devemos praticar a tolerância e o respeito ao próximo e não exigir dele ter  a mesma concepção de êxtase de alegrias como  a nossa, mas na mesma sintonia podemos ser o condutor da felicidade alheia, proporcionando ao próximo as condições para que este possa elevar  o seu espírito as mais altas camadas benevolentes da existência.
 
A busca a essa sagrada riqueza deve ser permanente, fazendo-se entender que o planeta de expiações e provas faz parte deste processo, ou seja, nele não estará a plenitude desta graça, mas será nele que efetivamente cravaremos a nossa condição para o próximo degrau.
 
A nossa liberdade nos permite conhecer diversas matérias a atender as exigências da nossa curiosidade sobre este universo, de certo haverá situações que poderemos extrapolar certos limites e até mesmo cometer sérios enganos para com o meio em que fazemos parte, mas sabendo que haveremos de ter a humildade de reconhecer os enganos procurando acertá-los.
 
A construção da felicidade passa por este processo de equilíbrio e ajuste de nossa conduta sob a existência, mesmo no plano espiritual, onde também os seus habitantes estão vulneráveis a diversos erros como nos apontam os estudos sobre a vida na  espiritualidade encontradas nas obras de Allan Kardec e diversos outros irmãos espalhados pelo universo.
 
Quando erramos e conhecemos dos nossos enganos, trazemos a definição do discernimento a entender a proporção dos determinados atos cometidos e com a instrução recebida de Jesus de sermos mansos e humildes de coração, reconhecendo seus erros e buscando se nivelar a vontade de Deus para seguirmos adiante em nossa prospera felicidade.
 
Cada sentido de alegria e de paz que podemos proporcionar ao nosso semelhante é uma matéria prima fundamental para a edificação de nosso espírito nesta elegante e elevada busca da felicidade. Por isto vamos fazer mais para com o universo que se chama o próximo, e quanto mais o sentido da felicidade se tornar possível na caminhada alheia, mais será o reflexo da nossa real condição.
 
Vamos aproveitar as oportunidades e construir as moradas eternas, e faça a sua parte que o Senhor certamente faça a sua parte ao nosso merecido beneficio existencial.
 
Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos
27/02/2015

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Sabedoria




Os espíritos protetores nos ajudam com os seus conselhos, através da voz da consciência, que fazem falar em nosso íntimo - mas como nem sempre lhes damos a necessária importância, oferecem-nos outros mais diretos, servindo-se das pessoas que nos cercam. ( Allan Kardec)
 

Quando somos concebidos da vontade de Deus, recebemos o compromisso de elevar a nossa evolução galgando a grandeza na natureza do criador a nossa disposição e a fazer sempre o melhor a si e a todos que nos cercam e para onde somos designados para cumprir com a determinada e contínua evolução. 

Todos recebem missões e em todo ambiente que é disposto a auxiliar o progresso existencial a toda forma vital, ou seja, encarnado ou desencarnado, todos tem a suas reais obrigações, bem como a liberdade de ação ou mesmo omissão e compreendendo que responderemos na proporcionalidade de nossas escolhas. 

É importante compreender e entender que a nossa evolução passa pelo processo de auxiliar uns aos outros como a si mesmo, não progredimos egoisticamente sem se ater para com as necessidades sociais, como a construção da nossa felicidade que passa pelo processo da fraternidade. Não há como sermos elevados pela individualidade e sem saber ouvir e falar nos momentos onde somos convocados a trabalhar sob a vontade do Senhor. 

Todos os seres são dotados da faculdade de escolhas, conseqüentemente merecedores da colheita da semeadura proporcional da terra de Deus disposta sob a nossa vontade, alem de recebermos sempre o constante amparo do Criador nas mais diversas formas de comunicação, principalmente soando em nossa consciência através de anjos afins que se dispõe a nos acompanhar e a nos auxiliar na evolução.  

Como todos os seres são dotados da faculdade de escolhas e da busca de suas ditas verdades coerentes, o planeta de expiações; escola fundamental de todos os espíritos; os homens se adotam pelo discernimento da função para fazer sempre o melhor. Para confrontar o bom senso a ação do mal tem agido desde então com bastante astucia a perder as ovelhas do Senhor e a causar uma famigerada onda de pecadores e sofredores de todas as espécies.  

Entre as faculdades divinas está a comunicação que há entre as duas dimensões. Em atenção a liberdade que nos é lei e atrelado as ações do maligno, nascem os perversos e injustos preconceitos, onde muitos não buscam o conhecimento e a sensibilidade de encontrar os sinais divinos e que tem levado a muitos a impedir  o próprio desenvolvimento e principalmente em não dar importância ao anjo invisível que sempre o acompanha. 

A busca da verdade, principalmente das possibilidades de Deus, é preciso saber estudar e conhecer sem determinados dogmas egoísticos e preconceituosos e se permitir um devido conhecimento mais aprofundado e sincero. Para poder evoluir efetivamente, é importante essa busca do conhecimento livre para que possa possibilitar o melhor acesso a Deus em todos os seus caminhos, e para saber e compreender as obras de Deus é preciso sabedoria e vislumbrar no outro a sua verdadeira essência as lições e o conhecimento que este traz e que possa referenciar a sua verdade.  

Mas quando há a efetiva gerência em conduzir a vida com a devida grandeza  e possibilitar sua evolução buscando com o efetivo auxílio do outro e pelo seu real conteúdo e não vislumbrar o seu semelhante como inimigo, mas sim como irmãos nas mesmas necessidades de evolução, estaremos preparados para compreender a Deus e saber que nada existe por acaso e que tudo há uma razão de existir e que a voz da nossa consciência estará sempre alinha a nossa vontade, ao criador através dos anjos que sempre nos seguem nos instruindo ao caminho do bem, por isto escute sempre a voz que ecoa dentro de você e que realmente sejam felizes. 

Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos

26/02/2015

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Transformar


 
Os homens semeiam na terra o que colherão na vida espiritual: os frutos da sua coragem ou da sua fraqueza. (Allan Kardec)
 
A cada estação que desembarcamos na vida material trazemos uma bagagem repleta de todas as ações e sentimentos ao qual cultivamos ao longo de nossa existência, onde a vida não cessa com a morte do corpo físico quando devolvida a mãe terra na ocasião do cumprimento do tempo terreno determinado pelo Criador. Dentre essas faculdades desembarcamos em cada estação trazendo resgates e missões a serem cumpridas no tempo designado, alem do arbítrio de adquirir tudo que nos faz livres para experimentar o novo nosso de cada dia, alem de termos a responsabilidade de domar os próprios atos e impulsos, bem como moldar um caráter sugerido para a continuação de nossa jornada existencial servindo-se de bons servos de Deus que nos instrui sempre a fazer o que é melhor para si e para o bem da coletividade.
 
A liberdade existente em todos nós, confiados pelo Criador, faz com que a lei da atração do bem e do mal seja um arbítrio exclusivo de cada individuo, compreendendo que ambas trazem conseqüências distintas que afetarão com propriedade a caminhada célere da jornada contínua que o sentido da vida nos impulsiona a dianteira, e conseqüentemente se refletirá em nosso presente o resultado de toda uma semeadura e colhendo os respectivos frutos. O que nos faz esperançar é a chance que Deus nos proporciona a oportunidade de fazer novamente uma nova escrita, com o aprendizado pretérito a fazer melhor o instante momento na preparação do novo horizonte.
 
A cada etapa vivida na escola da vida aprendemos as lições da eternidade do espírito, onde a cada oportunidade lhe é favorecida novos momentos e novas experiências para se tornar verdadeiramente bons amantes da vida, seja em qual ambiente a vontade permitir.
 
O planeta de expiações é a escola mais importante que o nosso espírito passa, pois nele gravamos nossa mais importante marca, a da superação pelo amor, e cada semente plantada com este importante sentimento será a nossa colheita para a eternidade, por isso cada oportunidade de fazer e propagar o bem é fundamental para nós que se refletirá em toda sociedade que caminha no mesmo progresso, afinal temos responsabilidades uns com os outros, não somos uma ilha, somos irmãos da mesma vontade, a do amor e Deus e que trazemos importantes missões para a fraternidade.
 
Seja qual for à vontade e escolha, o Criador sempre respeitará, mas compreendamos todos que alem da lei do livre arbítrio, temos a lei de ação e reação, ou seja, a sentença da nossa decisão.  
 
O que decidimos se refletirá em  nós, onde sugerirá a somatória dos bônus das tarefas cumpridas quanto ao nosso destino e se for o caso dos débitos da nossa divida ao qual haveremos de saldar até o ultimo centavo a merecer o progresso desejado e em um momento oportuno.
Não deixe que a depressão e os males do sofrimento invada o sucesso da sua caminhada por causa dos obstáculos que hoje a realidade venha lhe proporcionar. Afinal, é fruto da própria escolha, e lembre-se que se a safra não for boa, lhe será oportunizada um novo plantio para ofertar o melhor.  Por isso faça o agora valer realmente a pena e cultive a grandeza de sua riqueza imperecível, a salvação através do amor, da compreensão, da disciplina, da perseverança, da persistência e da fé.
 
Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.
25/02/2015
 

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

No Tempo da Justiça Divina





Tudo que é seu encontrará uma maneira de chegar até você. (Chico Xavier).


Meu Deus quando vou ter a graça que tanto busco? Quanto vou ser curado da minha enfermidade? Quando vou conseguir neste momento tão difícil me encontrar? Porque trabalho tanto e não consigo ter aquilo que quero? O que o Senhor quer de mim?
Amados irmãos,
Vamos começar essa nossa conversa refletindo em nossa alma quantas vezes questionamos o nosso Criador pelos diversos acontecimentos, principalmente os mais árduos, de nossa existência, ao longo destes capítulos entendemos que nada que ocorre conosco é por acaso ou injusto, tudo se reflete em face de toda nossa busca ao longo das estações que desembarcamos ao longo dos ciclos que constantemente iniciamos e encerramos na historia e levando toda a nossa essência para a eternidade, onde seremos submetidos à prestação de contas da consciência diante das verdadeiras obras realizadas no período e como aproveitamos as oportunidades que tivemos para saldar as dividas e cumprir com as missões designadas a prosseguir prosperando pelo universo de Deus.

A ansiedade em muitos momentos poderá ser a nossa maior adversaria na busca do entendimento e mesmo da realização e da vivencia da paz e da felicidade, compreendemos que somos seres que avançamos na eternidade trazendo marcas em nossa alma a serem trabalhadas e superadas para que tenhamos a chance de viver toda a grandeza destas virtudes. Quantos de nós já arguimos e mesmo já não se chateou com o Criador que não atendera a nossa expectativa e a nossa vontade no instante em que almejamos alguma graça no nosso tempo e quantos irmãos se desertaram das fileiras divinas a se aventurem pela falsa imagem de crescimento que o maligno nos oferta com o único proposito de fazer crescer o seu contingente de soldados do pecado, onde a maior arma que será disposta é o desequilíbrio de uma sociedade transformado em guerras múltiplas, desrespeito, desonra aos pais e toda contravenção as leis de Deus que esta a disposição de todos e onde o maligno nos incita a fazer tudo na rebeldia a andar na contramão do bem.

Para tudo é preciso aguardar o tempo necessário para o desenvolvimento em todos os aspectos, e principalmente no estagio planetário, onde os acessórios se fazem determinantes na condução do progresso individual e de toda a sociedade, mas muitos buscam a abonança de todas as formas e mesmo que para isto seja necessário cometer sérios danos como a deslealdade, a humilhação, os roubos, os assassinatos, a incredulidade, enfim, é uma cadeia desproporcional a tudo aquilo que o Senhor quer que postemos frente aos nossos irmãos e sejamos exemplos para a engrenagem eclética do bem.

Uma árvore para poder ofertar o seu fruto primeiramente deverá esperar a sua semente germinar, seu tronco crescer, seus galhos aflorarem e seu organismo ficar preparado para frutificar. Como uma criança que nasce que deve passar pelo processo natural do seu tempo para desenvolver o seu caráter, a sua personalidade e também o seu espirito em uma nova roupagem, mas para recomeçar novamente o seu estagio fundamental até atingir a condição maior de merecer a regeneração dos mundos mais felizes será preciso o desenvolvimento natural; e que não há como antecipar este tempo; e quando os princípios inferiores tomam a frente do nosso equilíbrio e do nosso arbítrio quem sofrerão as consequências serão nós mesmo, ou seja, os protagonistas da própria vontade e que decisivamente não se encontrará no universo, criando em si uma famigerada depressão existencial onde afetará sua paz e a construção plena da felicidade causando as ruinas da consciência lhe apontando as oportunidades perdidas e se questionaram quanto tempo serão necessários para reconstruir um instante perdido.

Compreendam que o processo que hoje se faz realidade em sua existência não existe por acaso, se os obstáculos do presente desafiam a sua paciência e a sua tolerância procure ficar calmo e saibam que sem estas virtudes nada poderá ficar a contento no prazo esperado, mas enquanto a chama da fé, da persistência e do trabalho permanecer viva na alma sempre haverá a esperança de um novo raiar do sol num tempo esperado, mas se a plenitude ainda não chegou até você, continue o seu processo de progresso com resignação e nunca pare a labuta, pois no tempo certo havemos de vivenciar e ter tudo aquilo que nos é de direito e mesmo que não seja nesta existência, pois aqui é a apenas uma passagem, uma etapa da construção maior da nossa salvação ao reino eterno, mas que havemos a todo o momento de nos graduar para a eternidade em todas as matérias do presente que são fundamentais para o merecimento da justiça quanto o todo progresso virtuoso.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Confiar em Deus





“Em todo instante, confio em Deus. No que faço, penso em Deus. Com quem vivo, amo a Deus. Por onde sigo, sigo com Deus. No que acontece, Deus faz o melhor. Tudo o que tenho, é bênção de Deus.” (Chico Xavier).



Por todos os lados há um sinal de Deus nos acenando e nos mostrando que tudo a nossa volta é fruto da sua vontade e que tudo que nos acontece e nos favorece é resultado desta vontade divina que traça o proposito da nossa purificação para a salvação eterna no reino sagrado dos céus.

Tudo ao redor se transforma conforme a sua vontade, na caminhada eterna vamos esbarrar com diversos irmãos que são porta vozes do Criador em forma humana nos mostrando que com boa vontade e persistência no coração podemos alcançar a confiança divina e fazer-nos instrumentos da sua vontade e em diversos ramos da vida planetária, onde entendemos que para sermos bons servos de Deus não necessitamos estarmos enclausurados e escondidos do universo que pulsa neste momento nos mais perversos encantamentos do maligno invadindo o livre arbítrio dos irmãos a fazer do seu submundo o reino do pecado entre os homens, e estes irmãos vem justamente para provar-nos que somos capazes de atingir o reino dos céus através da nossa conduta e que também podemos ser profetas de muitos irmãos espalhados pelo globo e a servir como exemplos de superação quanto a resistência das tentações que surgirem pelo caminho.

Somos responsáveis pelos rumos a se seguir e os únicos condutores do próprio caminho, onde Criador na sua infinita misericórdia e amor nos oferta o livre arbítrio justamente para caminharmos conforme nos convenie, seja por qual caminho decidirmos, ele nos respeitará mesmo que o sentido seja tortuoso, e neste mesmo sentido Ele estará com os braços abertos a ampara-nos e nos acolher no seu amor quando nos arrependermos sinceramente, e lembrando que mesmo se arrependendo dos males e voltando para o caminho do bem, haveremos de saldar todos os débitos que criamos, onde muitos destes arrependidos temem e creem que o caminho do bem seja mais difícil, mas não vislumbram a própria responsabilidade e de que havemos de saldar até o ultimo centavo de nossas dividas; conforme Cristo nos ensinou; para atingirmos a prosperidade eterna e sermos livres de toda forma pecaminosas, e se não fosse desta forma não seria justo com todos aqueles que são realmente fieis e obedientes ao Pai, e a estes pecadores bastariam fazer o mal e se arrepender sem qualquer consequência, desta feita não prevaleceria à verdadeira justiça, por isto a compreensão de que tudo que nos acontece não é por acaso, é simplesmente fruto de nós mesmos.

O mesmo sol que brilha para o justo reluz para o injusto, pois o Criador não os impede de desfrutar do seu reino que se inicia no planeta para que todos tenham a mesma condição de galgar a sua felicidade e merecer o reino dos céus, mas para isto sabemos que a nossa vontade é a única condutora desta realidade e das consequências das nossas escolhas pelo caminho, mas sempre há uma porta aberta para o caminho da eternidade, que é Jesus que nos convoca a seguir com ele rumo a Deus.

Seja qual for o seu problema, fale e confie sempre em Deus, ele vai lhe ajudar de todas as maneiras e sempre nos amparara nas quedas e nos confortará nos choros e nas tristezas, nos dará a certeza nas duvidas e a cura nas enfermidades, nos dará anjos de todas as formas a nos auxiliar nos momentos mais difíceis e nas nossas muitas dificuldades, como também nos dará o sorriso nas conquistas e a esperança do amanhã e nos dará a oportunidade para a salvação eterna através das beneficias ao nosso dispor por merecimento como o perdão e o amor e onde todos poderão compreender que nada e nem ninguém será capaz de seguir sozinho. E sem essa certeza no próprio espirito não haverá o refletir da luz, que sempre deverá estar acima de nós iluminando todos os ambientes e caminhos.

Para alcançarmos a plenitude da salvação em Deus não necessitamos somente dos sagrados templos religiosos espalhados pelo planeta nas suas inúmeras linguagens, para irmos até ele basta-nos querer e ser obedientes a sua vontade e amar uns aos outros como a ti mesmo começando por compreender a sua miséria buscando melhorar e reconhecer pela humildade de que somos todos iguais e entender que aquilo que nos é dado em excesso como o conhecimento e a matéria será do nosso dever amparar as necessidades alheias sem confetes e sem cobrar taxas de reconhecimento, afinal o que é seu por mérito encontra uma maneira de chegar até você sem precisar se corromper ou mesmo forçar uma situação inconveniente. Acredite sempre em Deus e não importa como venha vislumbrar a sua imagem, para isto basta ver refletidas em nossa imagem os gestos mais sinceros para com todo o bem e será onde se refletirá a sua verdadeira imagem.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Em Busca da Maioridade da Alma



Querer ser bonzinho é fácil, difícil mesmo é ser justo. (Chico Xavier)

Buscar a bondade em todos os sentidos é um objetivo e mesmo uma construção permanente do espirito em sociedade, ao longo do progresso existencial aperfeiçoamos o nosso comportamento e as nossas atitudes em busca do objetivo que é a salvação e o nosso franco estabelecimento no reino de Deus.

Ser bom não é apenas demonstrar com atos para com seu próximo e para que uma multidão possa aplaudi-lo pelo feito generoso que é nosso dever cumprir o que é determinado quanto a nossa postura frente ao universo que nos acolhe, de certo que a máxima desta virtude pulsando na veia de nossa alma passa por um processo mais profundo, ou seja, a bondade que tanto se almeja deve acima de tudo começar pela postura ética e honesta para conosco frente à sociedade, muitos buscam querer ser bons; excelente; mas muitos ainda não se desprendem dos vícios mais condenáveis para com a real construção desta virtude.

Diversos atos errôneos que são praticados por muitos a começar pelos pequenos atos, mas que são nocivos e que acabam formando uma avalanche descontrolada montanha abaixo, em que poderão acometer seriamente muitos inocentes a sua volta diante aos atos e dos impulsos incontroláveis que são praticados por estes irmãos, pequenas atitudes como barganhar vantagens indevidas sem mérito com a intensão de enganar o teu próximo crendo ser mais hábil do que este, querer enriquecer-se ilicitamente a todo o custo colocando em risco a sua moralidade e a mesmo a sua evolução, ao contrair amizades com o único intuito de explorar o que este de melhor tende a oferecer como vantagem a si, a se de relacionar com o teu próximo simplesmente para atender os desejos mais profanos, a usar da boa fé alheia para ludibria-lo e a tomar para si diversas posses indevidas, a usurpar e a humilhar o teu próximo pelo fato de se encontrar numa posição hierarquicamente superior perante este, a não ser humilde em reconhecer seus erros buscando o perdão e a superação, a difamar o seu semelhante pela cadeia invejosa, egoística e presunçosa pelo motivo deste não ser como creem que deveriam ser, a não respeitar as escolhas quanto à ordem doutrinária, pessoal e afetiva, como também escarnar e zombar do outro por este ser de etnia, nacionalidade, condição social e sexualidade “ditas” diferentes.

E entre todas essas prerrogativas que apontamos, há uma das mais graves atitudes que o homem pode praticar na sua existência, o de usar o santo nome e a graça de Deus em vão a querer ludibriar o seu semelhante para atender as suas necessidades mais egoísticas e esdruxulas da matéria, onde estes acabam por servir a mamon e creem servir ao Criador, onde dizem trocar indulgencias e bênçãos em troca obrigatória de contribuições financeiras e que acabam escondendo e omitindo ao desesperado da esperança de que para ir até Deus basta o arrependimento verdadeiro, nada demais, afinal, o Criador é o nosso Pai e criador e não nos cobra valores para termos o direito daquilo que nos é devido e também de estarmos junto a ele, e ele não precisa disto, Ele é o criador de tudo que existe, assim como todos nós, e para irmos até ele basta ter a obediência sob a sua vontade. E se essas e demais outras atitudes errôneas acabam prejudicando o senso da verdadeira justiça, em que todos nós temos a nossa contribuição, e se não reconhecer estas mazelas e não procurar mudar, não estamos prontos para recebe o tesouro que não esta nas riquezas pecuniárias, mas na eternidade no reino de Deus.

E muitos praticantes destas injustiças que acabamos de apontar e que buscam querer praticar algo de bom ao seu próximo, mas buscando os aplausos indevidos e um reconhecimento vazio entre os homens e que oferece algo com a mão direita e faz de tudo para a esquerda saber, não estará cumprindo para com o seu dever, pois o confete que se joga a si mesmo não mais o representará na eternidade.

A maioridade da alma esta na busca e na conquista do equilíbrio permanente em que todos; independentes da sua evolução; devem praticar no seu cotidiano a cumprir com as leis e a vontade de Deus para que possamos receber o que é justo quanto a sua proporcionalidade, e compreendendo sempre que, se hoje você ou quem tanto ama passa por qualquer dificuldade e se os obstáculos estão mais difíceis de serem superados, é porque cada momento deste é fundamental para o seu resgate e para o seu crescimento na fé, onde a batalha permanente da perseverança aliada à disciplina e a persistência se formará a justiça que se alcançará o êxito através do merecido mérito, por isto irmãos sejam honesto sempre a começar pelas menores situações e façam crescer no espírito a irradiação do progresso e sejam exemplos para que outros mais possam seguir na mesma direção.

Busquem romper com as barreiras limitadas dos desejos palpáveis e elevem-se na imaterialidade da felicidade através dos atos modificando de verdade os sentimentos mais íntimos e transformando em ações naturais para com a vida, e lembrando que no planeta de expiações estão todos os espíritos que necessitam se moldar a alcançar a regeneração, mas para isto é preciso o arrependimento de todos os pecados e eliminação dos excessos buscando acentuadamente a maturidade da alma e trabalhando para cada vez serem mais justo em todos os aspectos a iniciar por si mesmo.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Roda da Vida



Auxilia aos outros, tanto quanto puderes. Cada pessoa que hoje te encontra talvez seja amanhã a chave de que necessitas para a solução de numerosos problemas. (Chico Xavier)

Não somos uma ilha inexplorável onde ninguém seja capaz de ter acesso a nossa mais intima vontade, compreendendo que somos seres únicos viventes em comunidade para auxiliar o progresso universal de todos aqueles que compartilham da mesma vontade, ou seja, do amor divino, que nos faz a sua imagem a se refletir quanto a nossa oferta perante o bem e a missão a se cumprir neste mistério mundo de Deus, ao qual somos instrumentos importantes para este processo que tem o Criador como principal regente de toda a nossa caminhada.

Nenhum auxilio ao próximo pode-se considerar menor ou mais importante; independente da magnitude do amparo; e compreendendo que toda forma de servir é uma benção, buscando no sentimento toda a vontade atenta ao ápice da sua atividade real e sendo anjos uns para com os outros. Divergências, evoluções e toda forma de diferenças farão realidade em nossa caminhada, mesmo nos mundos mais avançados, cada um tem sua peculiar forma de viver e buscar a sua felicidade conforme seus desejos, a liberdade existente ao nosso arbítrio nos permite explorar o universo com bastante proficiência e adquirir novas tentativas de se habilitar a novas atividades a poder servir ao próximo nas suas necessidades e dificuldades que surgirem pelo orbe de Deus.

Os aplausos da vida quanto a sua doação e qualquer forma de auxilio expressada como forma de agradecimento de um irmão ou de uma comunidade perante a sua prestação não deve ser absorvida como se fosse algo espantoso quanto a pratica de qualquer bem, a gratidão quanto ao reconhecimento deve ser sensibilizado por todos nós quando somos cumprimentados por algum feito, mas jamais servindo como instrumento curricular de sua missão, a benevolência em todas as esferas deve servir de lição a todo o momento de que não somos suficientemente detentores de todo um imaginário poder, mas sim professores e estudantes da mesma unidade, tendo uns maiores conhecimentos do que o outro para justamente ampara-los nos seus desconhecimentos.  E aquele irmão que busca os aplausos e as congratulações do outro homem quanto a sua oferta, já não terá de Deus a obrigação quanto ao verdadeiro bônus da vida eterna, pois este já o terá tido no meio dos homens, entendendo que seu ato fora munido da vaidade a alimentar o seu ego e ao desejo de ser condecorado através de um ato que simplesmente é nosso dever praticar com maturidade.

Independente de qual seja à magnitude da sua oferta para com o bem o faça incondicionalmente dentro das fronteiras do seu limite e sem extrapolar o equilíbrio e o respeito para com o outro e não fique a espera das gratulações do homem, o bem que praticas deverá ficar apenas entre você e Deus.

Busque através dos seus verdadeiros atos para com o bem os bons aliados para que tenha mãos gentis e solicitas pronta a ampara-lo quanto aos obstáculos que surgirem pelo seu caminho, mas para isto a sua oferta deverá ser honesta e desprendida de qualquer interesse sórdido a atender os desejos mais egoísticos que tende apenas a atender a ânsia das barganhas e das vantagens ilícitas, principalmente a riqueza perecível da matéria, em que aqui permanece e aqui ficará e que não servirá de defesa do espirito no momento de sua prestação de contas para com a corte celeste que o arguirá: “o que você fez para si e para com o próximo” e se não tiveres na consciência a eficiência do bom trabalho e se não tiveres a gratidão de seu próximo a ser seu testemunho, a própria consciência já será a sua maior sentença causando as dores existenciais que o purgará por um longo tempo lamentando as oportunidades que poderiam ter sido mais bem aproveitadas se os sentimentos inferiores fossem extirpados por sua vontade da sua pratica e fosse os principio divinos a direção de todos os seus atos e sentimentos. E compreendam irmãos que mesmo os erros fazendo parte da nossa realidade; afinal sendo criaturas em franco desenvolvimento estamos fadados aos erros; mas fazendo a nossa parte e quanto mais rápido compreender e cumprir o designo de Deus, sendo obedientes a sua vontade e buscando sempre acertar mais favorável será a nossa posição neste universo.

Aproveite as oportunidades e faça o bem sem olhar a quem, busque fazer a bondade e compreenda essa proposição que representa a mais pura verdade, e que nada mais é que a nossa postura neste universo. E buscando ser fiel as orientações de Jesus saibam que todos terão o verdadeiro tesouro no céu a espera.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Superação Diária




Não desanime em razão da crítica. Se a censura é serviço cabível a qualquer um, a realização elevada é obra de poucos. (Chico Xavier).


Somos a todo o momento exposto a toda forma de julgamento por parte dos nossos semelhantes em razão as nossas escolhas pessoais difundidas nas mais variadas formas de comportamentos e condutas diante a sociedade aonde todos os irmãos caminham em busca da sua propriedade e evolução neste universo que oferece a todo o instante as oportunidades de elevação e superação, desde que sérios princípios benéficos façam parte da consciência e do objetivo de cada um nesta existência rumo à salvação prometida por Cristo que nos instruiu a arrepender dos nossos pecados e não mais pecar.

Toda forma de censura e critica mesmo tendo a inveja e o egoísmo como o sentimento maior daqueles que nos cercam e nos atacam com as suas ferozes e afiadas garras com o único propósito de nos ferir arduamente como trunfo e manifestação da sua mais profunda miséria e buscam querer mostrar uma força que não possui, fazem permanecer em seu intimo sentimentos inferiores através das forças maléficas que tem o sentido de perder-nos do caminho do bem, devemos encarar como o filtro principal para a nossa essência em busca do bem e do próprio progresso, ou seja, as oposições que nascem em nossa caminhada nos apontam muitas vezes atitudes e sentimentos aos quais podemos traçar como manutenção do bem que produzimos ou mesmo eliminar os excessos que nos fazem extrapolar o senso maior do equilíbrio.

A busca do bem jamais deve se objetivar a unanimidade entre os homens, pois entre eles muitos externarão o que há de melhor e também de pior nos seus sentimentos através de seus impulsos, e muitos irmãos benevolentes que tem a sensibilidade e a ingenuidade para com o bem e que não estão preparados para filtrar e defenderem-se destes ferrenhos ataques poderão se prejudicar quanto a sua própria existência, onde o sentimento da ingratidão poderá chicotear severamente a sua consciência e até mesmo a permanência dos atos desta virtude em toda a sua obra. Testemunha-se pelo infinito universo a ordem considerável de irmãos descrentes para com o homem e muitos até comprometem seriamente o seu destino a rumos tortuosos por aguardar demais uma postura do outro ao invés de praticar seus atos livres de qualquer espera e reconhecimento.

A importância do bom trabalho é pratica-lo com desprendimento para com o bem da coletividade e com que há de melhor no seu coração e não esperando as condecorações que não vira e o que será sempre a sua melhor opção para que se cumpra o que lhe é determinado, por isto execute o seu dever com honestidade para consigo e a sua consciência, e por mais que possa receber os severos golpes da sua existência, mas tendo fé, a paz de Deus estará sempre consigo dando-lhe a inspiração para continuar a sua missão com jubilo, e saibam que todo o bem que se pratica é uma realidade entre você e o Criador e tendo essa certeza o impacto negativo quanto à frustração para com seu semelhante na obra que se propõe será bem menor.

Não deixe que a crítica o entristeça e que lhe faça frente quando a busca da sua vitória, e não permita que ela venha frustrar todos os seus objetivos para com a busca e a construção da própria felicidade, compreendam que a oposição fará sempre parte da caminhada do bem de todos nós, por isto ela deve ser encarada com coragem e superação e quanto mais frutos uma árvore possa produzir, maiores serão os ataques que ela receberá para que muitos destes possam desfrutar do seu melhor e mesmo assim ela permanecerá sempre forte e intacta, pois ela acredita na sua força e sabe que os ataques serão seu trunfo para produzir muito mais frutos cada vez melhores e mais sadios, pois ela; a árvore; não se preocupa com as pedras que receberá, mas se preocupa em produzir sempre os melhores frutos que há na sua raiz.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos. 

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Não Reclame




O homem caminha em meio as suas próprias obras, portanto se o caminho se encontra áspero, não adianta reclamar a Deus. (Chico Xavier)

Não é incomum ouvir as reclamações de nossos semelhantes em meio às dificuldades que se encontram pelo caminho, bem como muitos arguem ao Criador o motivo de tantas desigualdades no planeta azul, onde as famigeradas diferenças são cada vez maiores e desafiadores ao senso de justiça em que muitos creem não haver por parte de Deus nesta máxima.

Compreendido nos é que somos exclusivamente responsáveis por nossas obras e assim com as consequências que desenhamos a nossa realidade e que colhemos conforme nossa vontade. Há muitos irmãos que passam pelo planeta de expiações trazendo débitos a serem saldados, mas muitos acabam encerrando a sua encarnação mais devedor e a este será levado ao conflito da consciência individual do tempo desperdiçado por um considerável período, onde este passará por um período de reflexão até adquirir novas condições para retornar com a sua cartela de débitos e missões designada a atingir o alivio e o cerceamento de todos os seus débitos.

Se nos é dado pelo Criador o poder do livre arbítrio de fazer e agir livremente conforme a nossa vontade e escolha e tendo a vida nos oferecendo as duas únicas direções, ou seja, o bem e o mal, bem como suas reais consequências, não há como dirigir-se ao Pai e questiona-lo o motivo de tamanhas dificuldades que lhe é imposto pelo caminho. Quantos irmãos em desespero culpam o Pai pelo peso de sua cruz, mas não são capazes de reconhecer em si a responsabilidade única pelas suas escolhas, e ao invés de buscar a superação se entregam a lamentação e a reclamação sem qualquer ação a seu favor, e muitos nesta proposição serão capazes de arguir ao Criador o porquê de suas ovelhas se desgarrarem para viver as irresponsáveis aventuras e que não há a sua proteção divina, de certo pelo mesmo motivo em que muitos escolhem seguir com ele, a liberdade, afinal Deus não nos obriga a seguir com ele, simplesmente nos oferece a liberdade de escolha, mas nos alertando quanto às consequências destas opções.

O discernimento das nossas escolhas é a faculdade da existência sendo a chave fundamental em que cada espirito venha a tomar o rumo que melhor o convenie, tendo todos os seus atos e sentimentos acompanhados pela verdadeira justiça divina que prontamente oferecerá a cada um a perfeita medida de suas praticas, mesmo que muitos possam passar a vida terrena praticando o bem e tendo muitas dificuldades pelo caminho como a perseguição, a calunia, a ingratidão e famigerados atos contrários ao bem que produz, mas saibam que há uma razão essencial para essa ocorrência, por isto mesmo que se encontre nestas condições, não reclame e continue a praticar o bem, pois são nas dificuldades de hoje que farão os escolhidos de Deus a seguir na prosperidade.

Ao voltar à era sagrada vislumbramos Jesus encarnado como homem onde esteve ao lado daqueles considerados a escoria da sociedade pelos hipócritas e os considerados os poderosos e doutores da lei para serem salvos, sendo que até as estes foram ofertados a mesma oportunidade da salvação, mas sem ferir o seu arbítrio e sem qualquer obrigação a tomarem o rumo do arrependimento de seus pecados a seguir na vida eterna; como aquele jovem rico que lhe fora dada a opção de vender todos os seus bens, dar aos pobres e entrar na vida eterna, mas não teve coragem; mas muitos foram os que se arrependeram e foram curados dos seus pecados e seguiram em paz e de fato tornaram os verdadeiros santos do bem. Compreendendo que cada um poderá alcançar essa condição sem ter de provar por determinados milagres a santidade do seu espirito santo de Deus a serviço de todo o bem, mas para isto basta apenas arrepender-se de todos os seus pecados e seguir com Jesus e corrigindo todos os seus males sem se privar da sua liberdade.

Pegue a sua cruz e caminhem com fé perdoando os seus ofensores e buscando reparar o seu erro com aqueles com quem errou e se não tiver como, ore por este, pois a oração verdadeira chegará a este coração que apiedará de você e busque não pecar mais contra ti, contra o teu próximo e contra o Deus Pai, busque amar a todos, seja leal, verdadeiro, honesto, respeitoso, temente ao Pai e obediente a sua vontade, não reclame se o seu momento é de turbulências, afinal ele existe por sua única escolha e para que se purifique para a salvação, por isto trabalhe para superar cada obstáculo, e lembre-se das palavras de Jesus que nos disse que o Reino de Deus é para todos, mas que para merecê-lo é fundamental cada um fazer a sua parte e recebê-lo com uma criança.

Vamos caminhar com Cristo e conforme nos orientou e nos orienta seguimos com ele e tendo por merecimento toda graça divina, e saibam que para que a cruz que venha a carregar não pese cada vez mais em cada estação da nossa existência busque se arrepender de verdade.

Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.




Forças Caritativas



A caridade é um exercício espiritual... Quem pratica o bem, coloca em movimento as forças da alma. (Chico Xavier)

Fora da caridade não há salvação, com essa afirmação Allan Kardec difundia uma das mais importantes obras do universo, a prova da existência de um mundo espiritual.

Praticando as lições de Jesus em nosso eterno espírito aprendemos que o evangelho do bem está na busca de uma realidade quanto à difusão da alma na pratica da verdadeira caridade em que possamos exercer uns aos outros como o dever de propagar a bondade em toda sua esfera.

O espiritismo, obra principal das nossas atividades terrenas, jamais poderá ser considerado a mais importante ou a melhor doutrina entre as outras, ao contrario, ela é simplesmente um dos caminhos como demais outras religiões predominantes no planeta com o proposito de difundir as lições de Cristo com disciplina na busca de um lugar merecido e feliz neste infinito universo.

A prática da caridade tão popularizada entre os homens traz uma significante confusão quanto a sua verdadeira extensão, ou seja, será que se eu ofertar algo estaria assim contribuindo para a caridade? Certamente quem será beneficiado com este ato poderá recebê-la como tal, mas pergunta-se (...) será que o coração está aberto para essa realidade? Será que doar algo não estaria contribuindo para a elevação da vaidade em querer ser admirado e aplaudido por aqueles que assistem a essa ação? E qual é o verdadeiro sentido de doar? É apenas dar algo ao menos favorecido? De certo há diversas teorias que possam ser interpretadas pelos seus atores, mas a verdadeira caridade é algo que não se define em poucas gramaticas, pois sua extensão é infinita.

Pode-se praticar a caridade em todos os aspectos, na profissão ou fora dela, a verdade o sentido da caridade esta em ser bom e buscar a bondade e propagar essa virtude por todos os lugares e formas, não será apenas dando algo que receberá as benéficas do céu, ao contrário, a verdadeira colheita dos bens divinos estará  na pratica diária para com o bem, o olhar generoso para a conquista alheia, o olhar benevolente sob as necessidades dos nossos irmãos mais necessitados, do olhar atencioso a uma criança que descobre o mundo pela magica da pureza, do auxilio aos animais na condução da sua evolução, no zelo a toda forma de natureza presente em nosso ambiente, o honrar nossos pais, a amar o outro como a si mesmo, perdoar as ofensas e pedir perdão quanto aos erros praticados, arrepender-se dos pecados, oferecer oportunidades a quem pede qualquer auxilio, na liderança e na condução de uma nação em trabalhar para amenizar a pobreza material e levar dignidade para um povo sem que haja interesses egoísticos e longe dos atos corruptíveis, respeitar profundamente todas as diferenças existentes no planeta, compreender as fraquezas do outro que caminha na evolução sem exigir dele algo que não seja capaz de oferecer o mínimo, prestar conhecimento ao ignorante da matéria ao qual domina sem cecear por muitas vezes este não lhe proporcionar os respectivos honorários, a escutar uma angustia bem como uma alegria, enfim, o que nos faz a certeza de que o exercício da caridade nos leva a pratica-la em todos os momentos da nossa jornada, nada nos impede, seja em qual estação desembarcamos, pois toda sua pratica é possível a cada um de nós, e ao levarmos toda forma de alivio ao próximo já estará exercendo um ato de caridade, onde ninguém poderá retirar de nós o instigar deste impulso que simplesmente nos cabe dar o primeiro passo rumo ao exercício da obra máxima da caridade.

Busque praticar todo o bem que puder exercer, busque superar todas as expectativas próprias de elevação e crescimento, busque surpreender a si mesmo elevando cada vez mais a lição de Deus por todos os cantos, onde poderão testemunhar com gratidão o florir do bem no coração alheio e sendo fundamentais na colheita destes frutos quanto ao bem que ajudou a produzir, entendam que ao praticarmos toda forma de caridade e o bem que dispomos a praticar, tenha na fé a certeza de que todos os atos verdadeiros serão o nosso eterno advogado na eternidade.

Por isto seja bem vindo à vontade de Deus.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Controle das Emoções




Fico triste quando alguém me ofende, mas me sentiria ainda pior se fosse eu o ofensor, magoar alguém é terrível. (Chico Xavier)


A existência humana colocam os espíritos eternos em constantes transformações e capacitação em face do progresso natural de cada estação que nos é permitido desembarcar para poder continuar o processo de purificação e salvação, mas antes haveremos de vencer diversas situações para poder merecer um degrau significativo nesta infinita caminhada em que todos nós, na engrenagem universal do existir, deveremos vivenciar para justiçar e valorizar todas as conquistas e sabendo identificar cada sinal de Deus nas mais variadas formas e condições ao nosso testemunho.

Em cada etapa haverá suas distintas dificuldades e facilidades, aos quais todos irão deparar ao longo da sua infinita caminhada o resultado desta realidade que nos acompanhará por toda jornada, entendendo que a realidade presente serão as consequências das escolhas se refletindo no momento em que cada um haverá de arcar com suas peculiares opções, onde se o caminho escolhido for o do bem, mesmo enfrentando diversas dificuldades, haverá sempre consequências afins, mas se a escolha for por estradas tortuosas não há como ser diferente a referida colheita e por mais que haja uma aparente riqueza material que possa impressionar, mas haverá sempre um vazio significativo e determinante na existência deste autor que causará transtornos múltiplos em sua realidade.

E nesta direção nasce à simpatia e ou mesmo a antipatia que causamos ao meio em que estamos inseridos, o impacto da nossa presença quanto aos nossos atos que causamos a sociedade diante das ações praticadas e mediante ao sentimento que há em nosso intimo se refletirá nas situações reais da existência presente, não há como desejar ser uma unanimidade entre os homens, mas o que ofertamos ao nosso meio ambiente causará o impacto e o momento de confraternização ou mesmo isolamento dependendo apenas do caminho a se percorrer. Essa proposição não visa inibir a manifestação dos sentimentos quanto há vários momentos de nossa caminhada, afinal, a acidez de determinadas palavras em muitos instantes serão necessárias para refletir no outro que há sempre um limite quanto aos seus atos e exageros que devam ser respeitado e buscando o incentivo para as suas melhorias, bem como afagar com elogios o seu semelhante quando se fizer necessário. E se o mau humor ofender de forma gratuita e desacerbadas o seu próximo ou ti ser o injusto ofendido, saibam que cada um deverá arcar com as consequências dos seus atos, afinal é de nossa responsabilidade do que ofertamos ao próximo e a sociedade quanto às situações que se é praticada e tendo-nos o repto como causa. E buscando compreender na razão da consciência de que quando se é magoado o tamanho que é a verdadeira magnitude da sua tristeza que se é sentida no seu intimo e no que podemos causar no outro quanto ao magoa-lo, sendo que cada um receberá de forma diferenciada a ofensa deferida e de que forma responderá a si.

Diante uma palavra ou um ato mal praticado poderá custar uma seria divida para com o seu próximo e trazer um grande dano a consciência e as situações diversas diante das consequências e ao qual poderá atrasar por um longo período a evolução para mundos mais felizes, em que estes deverão renascer quantas vezes forem necessárias para se equilibrarem e atingirem o ponto de ideal de equilíbrio para seguir na prosperidade.

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, mas qualquer um pode voltar e refazer um novo fim, e são nestas palavras que encontramos a essência do verdadeiro perdão para com as nossas dividas aos quais poderemos a qualquer instante e pela grandeza da humildade pedir ao nosso ofensor e ao ofendido essa máxima e buscando sempre nas oportunidades ofertadas corrigir os nossos erros cometidos e mesmo que a confiança seja perdida e que fiquem os vestígios de magoas como as cicatrizes quanto às feridas causadas, mas o verdadeiro pedido do perdão já é o cumprimento da sua parte ao que é determinado pelo nosso Pai para com a nossa salvação, o arrependimento.

Quando o arrependimento é verdadeiro e mesmo que não traga a mesma harmonia de antes com pessoas e situações, a sua importância ao proposito de qualquer mudança voltadas exclusivamente para o bem é uma significativa e importante evolução que o espirito adquire para sua eternidade, e sabendo aproveitar a oportunidade de fato e praticar essa nova fase e viver a nova situação, saibam que os novos horizontes que percorrerão não permitirão o cometimento dos mesmos erros e também inibirá outros, mas para que isto aconteça na sua grandeza será fundamental ser honesto consigo mesmo nos seus atos e sentimentos buscando sempre o controle das suas emoções.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Espalhe Sementes



"Cada dia que amanhece assemelha-se a uma página em branco, na qual gravamos os nossos pensamentos, ações e atitudes. Na essência, cada dia é a preparação de nosso próprio amanhã." (Chico Xavier).

O caminho do progresso individual passa por diversas etapas de nossa existência ao qual desempenhamos tarefas necessárias e essenciais para o próprio desenvolvimento que se refletirá em nossos irmãos mais próximos e também na sociedade em comum que se formam ao nosso redor e nos auxiliam neste contínuo processo buscando sempre o êxito no seu resultado e ao qual dependerá exclusivamente de nossa postura de qual será a safra do amanhã e se o desejo for de colheitas fartas e sadias então preparemos o solo com o melhor dos fertilizantes que é a dedicação, a fraternidade, a doação, a clemencia, a bondade, a sinceridade, a verdade, o afago, o carinho, o respeito, o perdão, o trabalho, a perseverança, a atenção, o zelo e o mais importante, o amor permanente para com toda a estrutura que requererá periodicamente nossa postura estável em busca da melhor oferta, mas se o empenho for de uma colheita sem qualquer perspectiva de grandes lavouras poderá até acontecer de essa semente germinar algum broto em alguma espaças de terra, sendo que a qualidade dos frutos será de acordo com a capacidade do adubo que ofereceremos ao latifúndio do sentimento e das ações coletivas, compreendendo também que não poderemos exigir dos grãos da vida o fruto desejado quando a realização da plenitude dos sonhos pretendidos e almejados.

Não existem segredos ou mesmo formulas ocultas que são do exclusivo conhecimento do nosso Criador para viver a paz e a felicidade dos seus desejos e da qualidade da sua caminhada, ele já nos proporcionou e proporciona a vida repleta de estímulos para o bem e compreendendo que somos os únicos responsáveis pela qualidade de nossa existência, bem como as experiências que nos são necessárias vive-las na acústica para saldar todos os nossos débitos no sentido da purificação e da salvação de caminharmos para mundos mais desenvolvidos e mais privilegiados de alegrias e paz, mas o caminho até esta condição passa por este processo de renovação da vida humana ao qual nos faz realidade da alma as experiências fundamentais de cada processo evolutivo, não há como escapar das nossas responsabilidades, pois o que possa parecer injusto aos nossos olhos, é indispensável ao espírito a experiência de suas dificuldades e mesmo facilidades, afinal refletimos em nosso amanhã o que plantamos hoje e trazemos do passado junto às ferramentas do progresso e do trabalho a seguir por este caminho rumo ao objetivo fundamental a todos nós que é o reino pleno do Deus pulsamos todas as possibilidades em nossa alma.

A sociedade terrena passa pela ordem do desenvolvimento na busca da plenitude da felicidade individual e coletiva, engana-se que essa virtude se encerra e se limita ao planeta, mas é a fase necessária para a sua realização plena, entendendo que o sistema do avanço de nosso espírito passa pelo processo da superação de cada obstáculo que vamos deparar pela caminhada em diversas situações, justamente para fazer por merecer os frutos do amanha, afinal o Criador nos oferece terras férteis para plantar sementes, mas também nos fará plantar entre rochas onde não há aparentemente qualquer possibilidade de desenvolvimento de vida justamente para testar a nossa fé na sua grandeza, e será onde ao acreditarmos plenamente em nosso Pai no que ele de fato é e deixar-se escutar a sua voz ecoar dentro de nós e assim ignorar todo o pessimismo do mal nos dizendo que é impossível a construção da felicidade e ao romper com essas teias mortíferas dos nossos sonhos, creiam que estaremos prontos para elevar os olhos para o Criador e vislumbrar em nós toda a oportunidade de viver e construir a fortaleza da felicidade e de vivenciar a essência da paz invadindo o nosso animo e elevando a fé há nos instigar para continuarmos sempre honestos e como bons e verdadeiros filhos de Deus e vislumbrar em todos os nossos semelhantes os nossos verdadeiros irmãos para assim poder ser livres de fato para a regeneração.

Agradeçam sempre o dom do existir e oferte sempre a vida o que deseja dela de retorno.

Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.


segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Aproveite Melhor o seu Tempo




Não reclames, nem te faças de vitima; antes de tudo, analisa e observa; a mudança está em tuas mãos, reprograma tuas metas, busca o bem e viverás melhor, embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim! (Chico Xavier)


Qualquer excesso que se possa praticar nesta caminhada poderá surtir como efeito contrário quanto a sua pretensão, principalmente quanto a pratica do bem que deva acima de tudo ser celebrada e praticada incondicionalmente em nosso dia a dia com o intuito de propagar todo o bem estar de uma sociedade independente de credo, etnia, nacionalidades e quaisquer escolhas individuais onde o respeito deve ser praticado naturalmente por cada um de nós sem os seus interesses egoísticos quanto a uma barganha adiante.

Conhecemos que o mal se propaga levando sempre para o excesso de suas táticas quanto as suas ações e os sentimentos que podem por sua vez contaminar nocivamente um individuo e uma sociedade quanto a pratica diversa que afastam os bons homens do cordão do amor e do respeito mutuo entre todos na busca da salvação e da vivência da felicidade nas buscas pessoais.

Desejar o progresso é louvável em qualquer situação, material e espiritual, compreende-se que a busca do conforto pessoal como resultado do esforço honesto e fraterno desempenhado em suas atividades é praticado e almejado por todos os filhos do Criador, mas para isto é fundamental dosar todas as ações e emoções diante das atividades de nossa caminhada em todas as suas possibilidades para se viver na serenidade por todo o caminho.

Vemos por todo planeta homens de elevada posição buscarem através do excesso do trabalho a realização dos seus variados sonhos e ambições para seu conforto e acumulo de bens materiais para si e seus herdeiros, como também vemos irmãos de diferentes posições sociais labutarem com todo ardor para sua subsistência e a busca de seu conforto e de sua tranquilidade, bem como a pratica nefasta dos atos de violência onde muitos as praticam na ânsia de satisfazer suas vontades através dos excessos temporários e contínuos de seus ímpetos e todos estes de diferentes qualificações e importância acabam por afastar dos sinais de Deus nas mais singelas formas de felicidade e alegria de sua alma que poderiam o engrandecer ainda mais, mas a busca pelo consumismo tem afastado os homens destas virtudes e de outras mais para a construção do seu império de paz, e o que temos visto é uma notável guerra existencial onde que pela lei do progresso material e da falência espiritual tem trago para si as doenças famigeradas do planeta, fato este que aliado à ganância pelo poder, pelas riquezas a todo modo tem levado ao excesso do egoísmo e ao isolamento das famílias e das amizades que pela marcha deste processo que tem feito dos seres verdadeiras ilhas inexploráveis e de poucas emoções para com o melhor e o mais simples da vida, transformando-se nas dores e nos sofrimentos a todos os homens de bem.

Devido à realidade desta situação e à proporção danosa dos excessos em escala crescente exercidos pela humanidade, que a busca do equilíbrio e da dosagem em todas as atividades é fundamental para o exercício de a alma obter e manter a boa saúde para o físico e para o espírito e para que não venham a sofrer com as dores agudas e incuráveis da dor da consciência lembrando que o tempo passou e que o bom da vida poderia ter sido mais bem aproveitado se da nossa parte tivesse havido o controle e se não houvesse o excesso e da construção do muro intransponível no coração a qualquer acesso da humildade e da felicidade plena em sua morada.

Muitos podem até arguir a estas pretensões, como: “- se eu não trabalhar muito não conseguirei honrar com as minhas necessidades essenciais”, mas irmão, não é deste excesso que instruímos, mas do controle de todo o excesso da ganância e para poder aproveitar melhor o seu tempo e os momentos de satisfação para fazer da sua existência um prazer de viver e mesmo que a luta seja grande, mas que a construção do bem estar em toda sua proporção dentro do lar de nossa alma e se estendendo a todos ao redor fará com que o equilíbrio apareça com louvor em sua realidade e para que se viva com a alegria da acolhida e a sinceridade do sorrido dando-nos as boas vindas, mas se os resultados de todas as tarefas for o mau humor, os xingamentos e todo mal que possam extrapolar as fronteiras contra as pretensões da paz não haverá como vislumbrar estes instantes maravilhosos de harmonia, afinal cada irmão em seus diferentes postos profissionais que escolhem por vontade quanto as suas habilidades e mesmo aqueles que são levados a exercer determinada tarefa como marcas do seu resgate e mesmo a exercer sua missão designada são essenciais agradecer a oportunidade de evolução e progresso e sem deixar de aproveitar os bons momentos de felicidade a preencher os vazios de nossa alma e fazer-nos equilibro nesta caminhada.

Por isto amado irmão, vamos sorrir mais, agradecer as atividades e a abençoa-la com honestidade e trabalho, adquirir bens com responsabilidade e esforço merecedor, passear mais com a família e com os amigos, reunir sempre em torno da mesa da alegria e da fraternidade com os amigos, auxiliar os irmãos em todas as suas necessidades, perdoar mais e ser perdoado sem a marca do rancor, amar e eliminar todo antônimo desta virtude, e orar sempre a Deus agradecendo sempre e acima de tudo o dom da existência da vida e fazer desta infinita graça o motivo maior de amar uns aos outros, pois nesta qualidade fomos criados e mais do que justo retribuir a vida no mesmo repto.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.