terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Obedientes a Vontade Divina



Ah... Mas quem sou senão uma formiguinha das menores, que anda pela terra cumprindo sua obrigação. (Chico Xavier)

Quem é que somos? Qual é a nossa função? Porque é que existimos?
Há momentos em nossa existência que nos conflitamos com estas arguições em nosso intimo, o porquê de tudo existir e porque havemos de vivenciar diversos momentos distintos de nossa história e sendo testemunhas de situações boas e ruins. De certo que a nossa posição e do que usufruiremos no universo presente reflete-se decisivamente na construção de tudo aquilo que desempenhamos sob a nossa vontade e quando cumprimos com os designo do Criador que nos habilita a trabalhar com desprendimento e desenvoltura a evolução conforme a sua vontade atraímos para nossa realidade as consequências e o salario justo do bom servo.

Diversos são as habilidades que nos é ofertada em confiança pelo Criador para que possamos auxiliar nas dificuldades de outros irmãos e para que possamos cumprir com êxito a nossa obrigação, nenhuma atividade quando exercida com boa vontade trará resultados indesejáveis ao nosso espírito, haverá situações que vamos defrontar com a ingratidão de um irmão que tanto ajudamos como ocorreu com o mestre Jesus, mas quando temos a certeza da obra bem feita e bem realizada e da consciência serena elevamos a nossa posição no mais importante degrau da vida, mesmo com os pormenores da miséria humana que caminha a sua evolução tendo as oportunidades igualitárias.

Não existimos por acaso, saibam que a nossa função e a nossa posição na vida traz o resultado da nossa importância no universo e a certeza da imortalidade da nossa alma, diversos são os caminhos de encontros e desencontros, mas quando cumprido com jubilo cada função designada e exercida com louvor na sua máxima qualidade e vivenciada com amor fará de nós candidatos a viver a verdadeira e plena felicidade do reino de Deus em nossos corações que tanto desejamos desfrutar.

Não há hierarquia entre os filhos de Deus, há a qualidade e a importância da obra em favor de todos, desde a mais complexa e destacada atividade até a mais simples, e quando praticada com honestidade de sua doação e oferta maior será a recompensa do Senhor que não nos desampara, simplesmente nos faz atores de sua obra de bondade.

Vamos seguir e cumprir com honestidade, dedicação, desprendimento e doação todo o trabalho confiado, e se neste planeta de provas e expiações a sua atividade laboral é a sua garantia de subsistência, faça o melhor sempre e jamais abuse do seu conhecimento e da sua posição para prejudicar e ludibriar o outro com o intuito de apenas receber as quantias do seu salario aos quais muitas vezes aquele irmão em dificuldade não tem o subsidio necessário para honrar o seu pão diário da sobrevivência e menos ainda abusar do desconhecimento e da ignorância alheia, afinal ninguém vem até nós por acaso, o Senhor nos condicionada sempre a fazer a nossa parte nas necessidades do outro para quem sabe receber por justiça aquilo que pedimos.

Devemos trabalhar para obter o que tanto desejamos por mérito e até mesmo para refutar a outro irmão a nos amparar nas nossas dificuldades, por isto devemos fazer sempre a nossa parte para merecer o que pedimos. Nunca desampare seu próximo e mesmo não tenham condições de subsidiar com os seus honorários, ao menos sirva de alguma forma, pois toda servidão é uma benção e que se refletirá positivamente na nossa obra quando cumprida com amor e obediência.

Sejamos como as formigas que nunca se cansam, cumprem com a sua tarefa com obediência e dedicação e mesmo enfrentando os gigantes do universo sempre compartilham o resultado de seu esforço com todas as outras. De uma oportunidade para a paz.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário