terça-feira, 30 de dezembro de 2014

O Paragrafo do Renascimento




O tempo não permite começar de novo, na procura das nossas afinidades autênticas... (Chico Xavier)


Cada dia nosso é um recomeço desta escola maior que é a vida, a nossa existência, onde caminhamos ao progresso e a evolução. Podem os dias se equiparar, mas cada momento será um renascimento onde recebemos da divindade um papel em branco para uma nova escrita em nossa eternidade. Eis a razão de aproveitarmos com eficiência cada momento que dispomos pela graça divina de existir e sermos agraciados com os méritos de que tanto almejamos.

O renascimento não acontece apenas com o cessar da vida material, ou, em uma reencarnação oportuna, recebemos de Deus a cada despertar uma nova tarefa com o proposito de atrair os benefícios divinos ao meio em que estamos inseridos e aproveitando cada oportunidade para começar um novo paragrafo sob a nossa chancela maior, o livre arbítrio.

Há em nossa existência um ponto inicial, a nossa criação que nos é dada pela vontade divina, e com o compromisso da transformação e da propagação da vontade de Deus para nós e ao meio que somos incluídos perante aos designo divinos que rege tudo em nosso existir e ao mesmo tempo recebendo a confiança eterna da liberdade de caminhar por estradas que melhor nos convenie, pois acreditando que o amor é livre e dentro deste proposito recebemos do Criador a divina graça que é a capacidade do discernimento de atrair para nós o que melhor desejarmos, e claro esperando da justiça divina aquilo que ofertamos a vida.

Quando desperdiçamos oportunidades sagradas ao progresso através das forças ocultas do pecado, deixamos de viver por um considerado período a segurança da evolução equilibrada e benéfica com as circunstancias que nos favorece o Senhor ao sagrado exercício do bem que é oferecido em paridade a todos os seres vitais.

Atraímos para a nossa realidade aquilo que construímos, e quanto mais deixarmos o tempo estagnado e ao se acomodar na inercia e na omissão a nós mesmos a caminhada será mais cansativa até atingir o objetivo da felicidade e da paz em toda sua instancia.

Somos como o leito do rio que desagua sob o oceano divino e em nossa existência não há como voltar atrás em nossa nascente, e desde que criados a nossa caminhada de oportunidades segue adiante, e os caminhos que percorreremos será aliada a vontade divina e pelo nosso livre arbítrio que nos guiarão conforme escolhemos e se seremos águas puras ou turvas por onde seguiremos.

E é importante saber que ao mesmo tempo em que a água da vida pode-se sujar e com paciência ser recuperada e voltar a ser salubre ao usufruto de todos, procurem amados compreender que qualquer tempo perdido por teimosia e por sentimentos inferiores como o orgulho e a vaidade mescladas a inveja e o egoísmo como demais outros não volta mais, e onde o conflito da consciência nos mostrará que poderíamos ter feito o melhor para nós e aos nossos semelhantes, mas a graça e o amor de Deus incondicional nos permite sempre recomeçar a fazer sempre o melhor, mas talvez um tempo mal aproveitado e mesmo recuperado não seja igual se as ações iniciais fossem mais bem utilizadas por nós no tempo oportuno.

Se a sua consciência te reporte a algo ou algum tempo perdido, não se martirize e ou mesmo desanime, aproveite o momento em que Deus nos permite o arrependimento dos nossos pecados e o ensejo para recomeçar a qualquer instante para sermos melhores, e quem sabe este novo instante poderá ser ainda melhor, mas busque aproveitar as oportunidades que o hoje lhe oferece e não queira voltar a um passado que não tem como modifica-lo, procure mudar hoje e sempre, para que as consequências do amanhã não seja o chicote de sua consciência.

Procure amar sempre e cada vez mais.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário