quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Generosa Saudade




Saudade é uma dor que fere nos dois mundos. (Chico Xavier)


É tão magico viver ao lado de quem se ama e desfrutar de todas as máximas de Deus a nos brindar algo tão incondicional que é o amor, aquele sentimento capaz de nos tornar cada vez mais próximos do reino sagrado da felicidade.

Deus nos fez e nos gerou no amor e nesta máxima é nosso dever caminhar inspirando e praticando o mesmo ato nas ações e nos sentimentos que faz caminharmos em progresso e desenvolvimento, e somente nesta vertente podemos alcançar a misericórdia divina.

No planeta de expiações viver a máxima do bem e do amor é uma batalha permanente, principalmente diante das misérias sociais e humanas que testemunhamos e vivemos, mas enquanto habitantes deste globo, a escola fundamental do progresso que este mundo nos oferece, seremos colocados a prova a todo o instante, seja na condição encarnada quanto desencarnada, pois nele também é a aula dos irmãos que vem para auxiliar quem na matéria permanece para se desenvolver e ser resistente quanto aos sentimentos inferiores que a realidade e a astucia do anjo negro do pecado impõe sobre os filhos do Criador, este mesmo mal que tentou Jesus, o unigênito, mas que venceu e nos mostrou pelo caminho e pela verdade que podemos ter vida vencendo a maldade a todo o momento, bastando-nos querer e seguir com o Mestre.

O contato com o mal fará parte da caminhada de todos os irmãos em suas variadas exemplificações, situações estas que seremos instigados a praticar atos que poderão machucar nossa consciência por muito tempo. E porque o Senhor permite que o mal nos atente? Justamente porque acumulamos dividas e que devemos saldar, pois nada que ocorre conosco é injusto, somos o resultado de tudo aquilo que escolhemos para nossa existência, ou seja, tudo que acontece conosco, principalmente em matérias desagradáveis de se viver, é uma escolha pessoal e ao qual viemos para liquidar toda essa fatura com a eternidade e assim merecer os degraus maiores da evolução.

A astucia do mal que muitas vezes invade o coração e a vida de muitos espíritos tomando-lhes a frente do seu livre arbítrio para que este siga as suas instruções ditatoriais do pecado, causam em seus portadores uma serie de fatores que poderão fazer a consciência purgar por séculos em uma cadeia de desafios e mesmo um martírio de lamentações e rangeres de dente por um rigoroso período de resignação e tratamento de recuperação eterna, devendo neste sentido passar por um processo turbulento com o proposito de reequilibrar as forças individuais.

Quantas vezes os irmãos encarnados são tomados por uma substancia alucinógena, mas consciente, a cometer atos nefastos para com quem se amam e a aqueles que Deus colocou ao redor para o desenvolvimento em união e fraternidade, e muitos destes somente vão se despertar da anestesia das forças do mal quando da separação temporária através do desencarne e será o momento em que muito poderão ver que a luta poderia ter sido vencida se a força de vontade tomassem as próprias rédeas, podendo assim abrir a fenda ao remorso, o que poderá pulsar na mente causando o flagelo existencial por um longo tempo.

A vida em desenvolvimento não nos permite lamentar o passado sem ações presentes, ela nos impõe o hoje para mudar e se arrepender de todo os males exercidos através de situações diversas. Eis a razão de que a luz da consciência de todos os irmãos é apagada da sua realidade passada no instante em que voltam na condição encarnada a poder recomeçar de um marco fundamental, através das vastas oportunidades que nos é oferecida a todo instante pelo Pai, a ser tornar melhor hoje do que ontem.

Caminhamos sempre para frente e deixando que a saudade benéfica invada o nosso peito e que façamos por merecer um novo reencontro, a separação temporária é fundamental a exercer o desapego egoístico que muitos exercem aos seus semelhantes, evidente que é uma dor que se sente nas duas dimensões, pois nesta realidade o Criador nos ensina que devemos tomar a condução da própria existência e crescer, bem como a aqueles que nos cercam, pois a necessidade de evolução é para todos, e importante compreender que não conseguimos nenhum progresso sem o auxilio de quem está junto a nós, independente da sua posição em nossa intimidade, como os familiares, amigos, colegas, conhecidos e aqueles que anonimamente nos auxiliam sempre, mas que cada um traz o seu tempo de começo, meio e fim de um ciclo e que levamos para a eternidade o quinhão de todos os atos e sentimento praticados na estação que nos fora consentida.

A saudade de uma separação fere o coração de todos os que têm que se despedir de alguém amado temporariamente para o destino através do designo estabelecidos pelo Criador, tanto na vida material quanto espiritual, mas saibam que não há ferida maior que o remorso de um instante que poderia ter sido mais bem aproveitado pelo amor, mas que preferiram viver o rancor por quererem ter razão a ser feliz, por talvez haver ocorrido algum engano e de qualquer natureza. Temos as nossas fraquezas, mas que nos é permitido através da humildade de reconhecer os nossos erros, pedir perdão e ser perdoados buscando sempre fazer melhor.

É tempo de baixar todas as armas do mal que persistimos colecionar em sua alma, como todos aqueles sentimentos insignificantes que trazem sofrimento, dor e a morte e que invade a vida levando as trevas e que não permite vislumbrar a luz da esperança e viver uma intensa alegria, é tempo de hastear a bandeira da paz, do amor para que a única vontade nossa seja merecer viver e estar ao lado de quem tanto nos completa neste infinito chamado amor.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

O Paragrafo do Renascimento




O tempo não permite começar de novo, na procura das nossas afinidades autênticas... (Chico Xavier)


Cada dia nosso é um recomeço desta escola maior que é a vida, a nossa existência, onde caminhamos ao progresso e a evolução. Podem os dias se equiparar, mas cada momento será um renascimento onde recebemos da divindade um papel em branco para uma nova escrita em nossa eternidade. Eis a razão de aproveitarmos com eficiência cada momento que dispomos pela graça divina de existir e sermos agraciados com os méritos de que tanto almejamos.

O renascimento não acontece apenas com o cessar da vida material, ou, em uma reencarnação oportuna, recebemos de Deus a cada despertar uma nova tarefa com o proposito de atrair os benefícios divinos ao meio em que estamos inseridos e aproveitando cada oportunidade para começar um novo paragrafo sob a nossa chancela maior, o livre arbítrio.

Há em nossa existência um ponto inicial, a nossa criação que nos é dada pela vontade divina, e com o compromisso da transformação e da propagação da vontade de Deus para nós e ao meio que somos incluídos perante aos designo divinos que rege tudo em nosso existir e ao mesmo tempo recebendo a confiança eterna da liberdade de caminhar por estradas que melhor nos convenie, pois acreditando que o amor é livre e dentro deste proposito recebemos do Criador a divina graça que é a capacidade do discernimento de atrair para nós o que melhor desejarmos, e claro esperando da justiça divina aquilo que ofertamos a vida.

Quando desperdiçamos oportunidades sagradas ao progresso através das forças ocultas do pecado, deixamos de viver por um considerado período a segurança da evolução equilibrada e benéfica com as circunstancias que nos favorece o Senhor ao sagrado exercício do bem que é oferecido em paridade a todos os seres vitais.

Atraímos para a nossa realidade aquilo que construímos, e quanto mais deixarmos o tempo estagnado e ao se acomodar na inercia e na omissão a nós mesmos a caminhada será mais cansativa até atingir o objetivo da felicidade e da paz em toda sua instancia.

Somos como o leito do rio que desagua sob o oceano divino e em nossa existência não há como voltar atrás em nossa nascente, e desde que criados a nossa caminhada de oportunidades segue adiante, e os caminhos que percorreremos será aliada a vontade divina e pelo nosso livre arbítrio que nos guiarão conforme escolhemos e se seremos águas puras ou turvas por onde seguiremos.

E é importante saber que ao mesmo tempo em que a água da vida pode-se sujar e com paciência ser recuperada e voltar a ser salubre ao usufruto de todos, procurem amados compreender que qualquer tempo perdido por teimosia e por sentimentos inferiores como o orgulho e a vaidade mescladas a inveja e o egoísmo como demais outros não volta mais, e onde o conflito da consciência nos mostrará que poderíamos ter feito o melhor para nós e aos nossos semelhantes, mas a graça e o amor de Deus incondicional nos permite sempre recomeçar a fazer sempre o melhor, mas talvez um tempo mal aproveitado e mesmo recuperado não seja igual se as ações iniciais fossem mais bem utilizadas por nós no tempo oportuno.

Se a sua consciência te reporte a algo ou algum tempo perdido, não se martirize e ou mesmo desanime, aproveite o momento em que Deus nos permite o arrependimento dos nossos pecados e o ensejo para recomeçar a qualquer instante para sermos melhores, e quem sabe este novo instante poderá ser ainda melhor, mas busque aproveitar as oportunidades que o hoje lhe oferece e não queira voltar a um passado que não tem como modifica-lo, procure mudar hoje e sempre, para que as consequências do amanhã não seja o chicote de sua consciência.

Procure amar sempre e cada vez mais.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

A Luz que nunca apaga




Não cobres tributos de gratidão. (Chico Xavier)


Praticar o bem é o nosso compromisso vital que assumimos junto a Deus desde a nossa criação, e a partir do instante que a nossa luz se acendeu começou assim a nossa missão e a nossa evolução de propagar o melhor do Criador em nossas ações e sentimentos para com o universo diante de nós.

Ao longo da existência os laços ferrenhos do pecado têm surgido com bastante astucia sobre os filhos de Deus, e saibamos que, o amor que o Senhor estabelece e nos ensina a praticar poderá acontecer do pecado corroer como a ferrugem sobre o ferro se assim permitirmos a morada maligna com todas as suas instancias em nossa alma, assim como a corrosão dos nossos sonhos e de nosso planejamento de crescimento a salvação, devido o fato de existir em nossa realidade as emoções e os sentimentos capazes de transformar tudo o que existe, bem como sentir os sinais divinos diante de tudo que os observa, e dentre estas reações surge os desejos em diversos aspectos diante às fraquezas como espíritos em constante evolução e assim ficamos vulneráveis as praticas de atos nefastos do anjo da perdição, mas quando a fé é maior, o nosso escudo fica intransponível aos ataques do pecado.

A luta do bem e do mal tendo-nos como os principais soldados de seus peculiares exércitos mostram-nos quais as probabilidades de que ambos os lados oferecem aos seus alistados, sendo que o Senhor dos exércitos, que é nosso Criador, estará sempre ao lado do bem pronto a resgatar todos os pecadores arrependidos pelo o nosso mestre Jesus e fortalecendo todos os recrutas permanentes do bem a trazer para o campo das relvas do amor todos os seus filhos a sustentar e alimentar com o mais sagrado alimento que é o amor incondicional que é capaz de transformar-nos em anjos do amor.

Existe em cada um de nós o compromisso de propagar o bem e resgatar todos aqueles que nos cercam em toda constância da vida, como também temos as nossas necessidades de sermos salvos de nossos pecados e das nossas fraquezas com o proposito de alcançar o reino dos céus, mas para merecer qualquer graça, não há demais alternativa do que praticar a autoridade do bem e sem cobrar do seu semelhante o reconhecimento que é nosso dever praticar, seja o tempo passar e as estações da vida a desembarcar sempre haverá as oportunidades de viver o bem e também para aprender e sermos salvos, e sendo leais aos ensinamentos e a Deus que espera o melhor de cada um de nós.

Quando sentimentos inferiores como a vaidade e o orgulho invadem a nossa alma é comum almejar as condecorações sobre o bem que praticamos, e também é corriqueiro nos frustrar quando não há o reconhecimento a supostos valores que creditamos a nós mesmos por algo benéfico produzido por nossa vontade, onde exigimos muitas vezes as taxas de reconhecimento tanto de nosso próximo como de Deus nas barganhas indevidas sobre algo que nos é dever exercer, e nestes aspectos as teias do maligno surgem nos engrandecendo na vaidade e colocando-nos no alto do pedestal massageando o mais perverso sentimento que se espalha como erva daninha diante do planeta nas mais famigeradas ofensas e desigualdades entre irmãos nas mais variadas nações.

Não há como fugir da realidade desta proposição que representa a mais pura verdade, praticar o bem é o nosso dever e não é algo extraordinário que devas ser usado como troféu, pois sendo assim, aquele que levanta um marco sobre o bem exercido já estará recebendo a recompensa dos homens e isentando-o assim de qualquer graça eterna por meritória conquista, pois o nosso salario eterno que nos possibilita adquirir o que desejamos na eternidade é conquistado naturalmente e em silencio, por isto seja qual área de atuação você estiver, faça sempre o melhor de si e doe aquilo que o Senhor lhe ofertou de graça e sem alarde, pois o que lhe é devido chegará até você no tempo certo.

Jamais cobre de Deus algo que ainda não lhe é devido, se trabalhou, esforçou-se bastante e ainda não veio à recompensa do que tanto desejas não se encolerize e não dê as costas ao Pai, afinal já é de nossa consciência de que tudo o que ocorre conosco faz parte da safra que produzimos por nossa vontade ao longo das nossas existências e que tudo faz parte das consequências de tudo daquilo que escolhemos para viver, por isto continue a trabalhar assiduamente sobre as bênçãos divinas, agradeça todos os dias as oportunidades em poder adquirir algo novo a ti e aproveitar às chances de arrepender-se dos pecados e subir com o Senhor na sociedade eterna da felicidade.

Não há a morte para aquele que crer no Senhor da vida e das oportunidades, não existe o fim, e sim a transformação nossa de cada dia, pois há um brilho maior em nós e por mais que possa ser abafada pelas trevas pela escuridão da duvida e do ceticismo o clarão de nossa alma poderá vencer o breu da morte que nos assombra e que nos faz crer que nada mais podemos vislumbrar neste infinito de Deus, saiba que nossa luz nunca se apagará.

Façamos um esforço maior e combatamos os nossos próprios sentimentos inferiores, ajude sempre sem esperar o reconhecimento, ame sem esperar ser amado, viva a simplicidade mesmo na abundancia material, pratique a bondade sem esperar ser compreendido e jamais se envergonhe de falar e de viver Jesus para que ele não tenha vergonha de ti diante do Pai ao interceder sobre os seus pecados, auxilie sempre e espere muito pouco, perdoe sem condições e não faça com seu semelhante o que não desejas que aconteça contigo ou com quem ama, e se mesmo assim a injusta cólera de seu semelhante por inveja ou egoísmo atacar-lhe, de certo que a tristeza irá invadir a sua consciência e o seu coração, bem como poderá brotar os sentimentos de vingança, mas é preciso lutar contra estes males a todo o momento que nos instiga a cometer num instante algum erro que poderá custar-lhe uma existência e trazendo assim um conflito existencial, por isto siga todos os exemplos de Cristo, como, ao bater-lhe na face dê sempre o outro lado a bater, afinal, Deus nos conhece e nos observa sempre e saberá o momento exato que cada um receberá a sua reconhecida remuneração.

Não se embraveça com o Senhor quanto aos momentos de conflitos e nunca desista de estar ao lado do bem e creia que se o trabalho será árduo e difícil não será maior que a recompensa de Deus que através de Cristo nos guia pelo caminho, pela verdade e pela vida ao qual diante de nós estará à escolha de segui-lo, nada demais.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Nada é Por Acaso



Ninguém cruza nosso caminho por acaso e nós não entramos na vida de alguém sem nenhuma razão. (Chico Xavier)

A folha de uma árvore não se desprende de seu galho sem que neste momento esteja à vontade de Deus atuando sobre o destino deste ser, e também não seria possível existirmos sem que a vontade divina atuasse em nós oferecendo todas as oportunidades de progresso neste fantástico universo.

Ao mesmo tempo em que a folha de uma árvore se desprende diante da vontade divina, também é possível que ela caia se atuarmos sobre os designíos vitais de sua existência interrompendo arbitrariamente a sua caminhada e progresso. Compreendamos irmãos que nenhum ser existente neste universo que nele inserido está e em franca atividade na sua importância é insignificante a vontade divina, todos os nossos atos e sentimentos é contabilizado em nossa historia, o que produzimos e o que deixamos de produzir tudo é pontuado em nosso livro sagrado e tudo fará parte da reciprocidade da nossa caminhada, o que oferecemos a vida ela nos retribuirá na sua proporcionalidade, mesmo que transponha a atual existência e havemos de salda-la numa nova roupagem.

Atravessamos por diversas pontes da nossa existência vital com o único objetivo sagrado que é a salvação ao reino de Deus, onde começamos a construí-lo em nosso coração através dos nossos sentimentos e das nossas ações que praticamos em todos os aspectos e momentos que levaremos eternamente em nossa alma, mas para se alcançar a tão almejada chegada havemos de vencer cada etapa completa de nossa realidade nesta virtuosa evolução, onde a vida nos mostra a todo o momento e com eficiência as respostas que tanto duvidamos quanto a realidade divina, onde muitos acreditam que determinadas situações seja a sorte de um momento, quanto à realidade negativa quanto positiva de uma coerência momentânea, e ainda são poucos os atribuem o reflexo do passado a sua atual situação e buscam fazer o melhor, por isto o Senhor sempre nos envia anjos a nos alertar quanto às mudanças de nossas posturas que devemos patrocinar a nossa alma.

Para se alcançar a certeza da realidade divina atuando em nossa existência é preciso um pouco mais de espiritualidade em nosso espírito e em nosso conhecimento seja ela qual for, e para se alcançar as respostas é preciso exterminar primeiramente com as disputas e as guerras religiosas que há no planeta de expiações, é necessário acabar com as guerras individuais em nome de sentimentos e desejos egoísticos com o fim de atrair noviços a uma ideia e a uma posição com o único objetivo que de aglutinar homens e mulheres aos seus desejos econômicos. E ao compreendermos que Jesus é único é para todos e não importando como será à maneira de caminharmos até ele, desde que seja repleta do espirito santo de Deus nas atitudes e no amor, podemos alcançar com proficiência a paz profunda da caminhada favorável as nossas instancias, independente de nossos desejos e crenças pessoais.

Porque existimos? Porque nascemos? Porque vivemos? Porque desenvolvemos? Porque morremos? Porque tantas diferenças aos nossos olhos? Porque há fome, há misérias, há guerras sangrentas? Enfim, são estes e demais quesitos que desafiam a nossa consciência e o nosso modo de defrontar com o destino que nos é a realidade da caminhada e mesmo inquirindo ao Senhor o porquê de tamanhas desavenças onde somos testemunhas desta famigerada vida que comungamos a evolução com demais outros irmãos e seres que confraternizam o mesmo espaço.

Muitas das respostas de nossas perguntas podemos encontrar na nossa alma, as pessoas e os acontecimentos que cruzam o nosso caminho independente da ocasião, ou seja, por um momento, por toda uma existência ou por algum relance nos é fundamental essa realidade em nossa caminhada, como a família e os amigos e bem como as pessoas que passam por nós como os colegas de trabalho, os vizinhos, os conhecidos e mesmo os desconhecidos e os enamorados, todos estes exercem uma grande influencia em nossa estrada, mesmo que não seja possível identificar algo tão visível na ocasião, mas ninguém cruza o nosso transpor sem que haja uma matéria positiva que possa nos engradecer, bem como exercermos a mesma reciprocidade.

Se no planeta de expiações os homens respeitassem mais a vontade do Senhor atendendo e praticando com humildade e sem ganancia as lições de Jesus, que é a mais sagrada aliança de Deus para conosco, certamente haveríamos mais a pratica do amor entre os homens e não presenciaríamos tantas misérias espalhadas pelo universo, como também não praticaríamos os exageros errôneos para com os nossos semelhantes e todos os seres vitais em comunhão de seu progresso para conosco.

No planeta de expiações bem como em mundos inferiores os seres sofrem constantemente com importante influencia do pecado que é oferecida pelo perverso por diversos meios e sempre com o intuito de fazer-nos perder pelo caminho do bem, e neste proposito muitos irmãos desviam o seu caminhar por crerem que o caminho do bem é mais árduo e difícil, e de certo que quando o coração é falho e a fé é pouca o caminho de Deus se torna mais embaraçoso e cansativo mesmo, pois muitos destes preferem viver o momento de astucias e das benéficas passageiras do que construir toda uma fonte de felicidade plena, pois a construção é contínua e requererá sempre o esforço pessoal, pois o Senhor nos oferece toda matéria prima necessária a trabalhar nossa obra, e cabendo-nos a liberdade da construção de nossa morada conforme o nosso exclusivo desejo.

Tudo que ocorre conosco é efeito restrito da nossa sementeira e do cuidado que dispomos ao seu amparo, os frutos que vamos colher e oferecer serão por justiça a qualidade do produto quanto ao zelo que dispomos a praticar por nossa vontade.

Quando a raiz apodrece e não é possível mais dar bons frutos é preciso desconjuntar o espirito da terra para que seja novamente replantada com as mesmas sementes sagradas que nos é devida pela graça do Criador, pois não há; por mais que seja difícil vislumbrar; que essa mesma árvore, mesmo que perca a sua qualidade de um novo e sadio fruto, que não tenha um grão sadio para que possa renascer em um novo broto e reflorescer em uma nova oportunidade de ofertar o melhor de si.

São essas as fazes da nossa existência meus amados, nascemos puros e como ótimas sementes criadas por Deus a ofertar o melhor de nós, e sabemos que durante o curso da nossa imortal verdade que é a vida que nunca cessa, podemos perder a nossa qualidade por vontade própria, mas saiba que sempre haverá em nós uma semente boa e que poderá renascer sempre quando a nossa raiz fundamental se perder pelas amaldiçoadas erva daninha do pecado, e aquele que tem fé no Criador saberá que a sua semente espalhada pelo universo sob o olhar divino o favorecerá sempre há uma nova chance de renascer cada vez mais forte e saudável na luz da eterna fraternidade.

E lembre-se de que nas formas em que poderemos renascer será a melhor alternativa que o Senhor na sua misericordiosa bondade encontrará para que possamos nos endireitar e também que consigamos aproveitar as oportunidades que temos a ofertar o melhor de nós, e que possamos aproveitar todos os ensejos para espalhar a nossa boa semente de exemplos e de amor a Deus para que possamos sempre renascer em demais jardins e que nos ofereça o melhor da nossa oferta e acreditando na providencia divina que no momento certo possamos estar renovados e preparados para a salvação.

E para que todos nós possamos evoluir será preciso nascer, viver, renascer, progredir tantas vezes quanto forem necessárias para atingir o mérito em habitar a morada de Deus com louvor colhendo os frutos por mérito próprio.

Por isto aproveitem cada momento da vida.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Sorria para Vida





A sua irritação não solucionará problema algum. O seu mau humor não modifica a vida. Não estrague o seu dia. (Chico Xavier)

É muito comum vivermos situações atípicas em nosso cotidiano, momentos de altos e baixos são naturais da evolução, compreendendo que cada experiência tem papel fundamental em nossa caminhada. Há situações que as nossas atitudes provocarão reações adversas quanto à construção e a manutenção da paz que tanto trabalhamos para vivê-la na acústica, ocorre que sentimentos inferiores que brotam na raiz do nosso coração e se que reflete em nossas ações acaba por desencadear ocasiões de tensões e mesmo a resistência quanto à continuidade equilibrada de resignação e o caminho ao reino de Deus.

Nada acontece conosco por injustiça divina, tudo que colhemos são frutos que cultivamos desde a semente, saibam o que nos é devido fora provocado por nossa própria vontade. Desembarcaremos quantas vezes for necessária nas estações da existência, trazendo em nossa bagagem tudo aquilo que devemos retirar de nossa alma e aproveitar as oportunidades para captar novas experiências de crescimento ao aperfeiçoamento as lições divinas aos quais levaremos para a eternidade, evidente se o desejo é seguir o destino ao reino de Deus, mas para isto havemos de reconhecer as nossas fraquezas e trabalhar para vencer estes e ou quaisquer obstáculos que surgirem, e já aquele que se alia a humildade para vencer todos estes desafios, e traz consigo a voz da esperança ecoando na alma estará dando passos importantes para a sustentabilidade pessoal à tão desejada e possível felicidade plena ao lado do Criador.

Ao reconhecer que somos falíveis a erros e ao mesmo tempo capazes de supera-los e trabalhando com altivez, humildade e fé consegue-se superar as dificuldades e viver em paz mesmo que surjam novos desafios adiante, ao tratar cada momento como a oportunidade de progresso e lutando bravamente para resistir às tentações do mal em suas varias ramificações, e permitindo que Deus faça parte de nós será mais favorável nos tornamos mais fortes, resistentes e preparados para vencer sempre.

Se o momento é de tempestade não se aflija, isto também passa, e é fundamental compreender que o mau humor nunca solucionou qualquer problema, ao contrario sempre nos prejudica, pois além da angustia e das incertezas pessoais e ainda assim permitindo que a irritação tome frente à razão, a fé e a confiança na solução do enigma causando em si qualquer agitação, certamente o rancor e as agressões se tornarão mais acidas e as ofensas mais calorosas, podendo ferir o coração de quem se ama e confia, bem como poderemos hostilizar quem não tem nada haver com os nossos dramas.

O mau humor é um dos maiores vilões da paz, pois ele é capaz de arruinar com a nossa caminhada, com o nosso dia, com o nosso equilíbrio e de quem esta ao redor, pois ele é um dos acessórios predileto do maligno que se deleita com a baderna que é capaz de proporcionar no coração e na vida dos homens.

Por isto amado irmão e amada irmã, por mais que os problemas vividos possam trazer dores, sofrimentos, angustias e quaisquer transtornos tenha fé e acredite que assim como as nuvens carregadas passam os problemas também passam e o sol sempre surge após as tempestades acalentando o nosso coração, pois o brilho da luz de Deus superar as maiores tormentas.

Por isto busque sorrir mais, orar mais e acreditar sempre, pois somos filhos de Deus e permanecemos no seu amor incondicional.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Apoteose da Vida





Planejar a infelicidade dos outros é causar com as próprias mãos um abismo pra si mesmo. (Chico Xavier)


A fraternidade é a união entre todas as criaturas de Deus em confraternização nesta infinita existência, cada um traz consigo uma peculiar bagagem e reflexo de prosperidade, sentimentos, vontades, emoções e sonhos a poder habitar com louvor no reino de nosso Pai.

Já nos faz compreendido que não há sequer um irmão que tenhas as mesmas razões e emoções como nós, há sim a harmonia e a simpatia de ideias, mas sempre haverá diferenças e em alguns momentos conflitos de pensamentos e ideologias diversas, sendo que estas diferenças aumentam a nossa capacidade de enriquecer os nossos conhecimentos, pois qualquer um tem a capacidade de ensinar algo, bem como a aprender sempre.

Ideias podem sempre conflitar, como também é natural haver concordância ou não de variados assuntos e pautas em debate, pois este é o sentido de nossa caminhada, há aqueles que deterão maior facilidade em alguns assuntos, como haverá quem tenha um domínio maior que o nosso, e jamais devemos invejar o outro por isto, havemos de sermos humildes em reconhecer as fraquezas, os assuntos que desconhecemos e aproveitar para aprender cada vez mais, afinal temos o poder de absorção privilegiado neste estagio evolutivo que nos encontramos.

O que tem ocorrido com bastante negatividade é a promoção de disputas ruinosas por conflitos de ideias e sentimentos, pois em muitos momentos não se pratica o respeito nos corações dos homens, aumentando assim as discussões violentas e causando sofrimentos e dores a inocentes que acabam sofrendo na maior parte das consequências da falta do amor.

Este caminho não se limita apenas a objetos de disputas entre nações em busca do poder mundial, há uma catástrofe generalizada entre irmãos que causam perturbações por discordarem do outro por diversos motivos e também por preferirem ter razão a querer ser felizes de verdade. E essa pratica nefasta tem levado muitos a escavar a própria infelicidade, e muitos de posse e armados de sentimentos como a inveja, o egoísmo, a vingança deflagram desejos negativos de infelicidade aos seus semelhantes, há aqueles que ativamente provocam algum mal ao outro e há os que alimentam o sentimento do ódio para com o outro.

Façamos uma auto reflexão meus irmãos e vislumbrem quando cometemos ou pensamos algo pejorativo contra nossos semelhantes, veja o quanto este momento causa-nos transtornos e angustias, mesmo que o sentimento esteja submerso a mais raivosa cólera. E aquele que alimenta a contrariedade contra outro irmão não consegue encontrar o próprio equilíbrio, e quem persiste nesta pratica vai arruinando a manutenção da sua paz, pois o pensamento destrutivo que por teimosia mantemos em nossa mente e em nossos corações é o veneno que nos causará as depressões e a estagnação do progresso, pois o mal que desejamos e praticamos é o auto processo de obsessão que causará a própria infelicidade.

Compreendam meus amados e passe adiante essa reflexão: não somos portadores de nenhum poder oniscientes para entender e compreender de todos os assuntos, podemos até encontrar e ser um especialista em algum tema, mas sempre haverá quem conheça ainda mais que nós, como também em momento algum estamos isentos de praticar qualquer erro ou de estarmos equivocados em nosso pensamento e atitudes, pois a grande apoteose da existência é o nosso poder de conhecimento e aprendizado, e aqueles que aproveitam todos os ensejos sem sentimentos inferiores encontrará com facilidade o caminho para a salvação, vamos discutir ideias com respeito ao outro e buscar neste sentido algo que possa favorecer o próprio crescimento em diversos aspectos.

Irmãos, procuremos nos desarmar de todos estes maus sentimentos que servem apenas para causar transtornos a todo o meio ambiente que habitamos, pois o mal desejado e praticado se reflete com a própria ruina, pois deste aspecto perdemos o próprio equilíbrio, por isto vamos respeitar o conhecimento alheio e buscar a calma para a nossa alma.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Ajudar Sempre



Lembra-te de que falando ou silenciando, sempre é possível fazer algum bem. (Chico Xavier)

Ajudar sempre e sem olhar a quem, é a nossa meta e também a nossa principal tarefa evolutiva nesta existência independente de qual mundo habitamos, não construímos a nossa habitação pelo individualismo ou pelo egoísmo, compartilhar e doar o melhor de nós é o nosso principal ingrediente para o equilíbrio e para a construção da paz entre os povos.

Tudo o que desejamos é possível, desde que façamos a nossa parte para merecer e receber aquilo que buscamos, o nosso Criador nos quer ao seu lado, mas para isto nos convoca a praticar toda a matéria de bondade a serviço da coletividade, como resgatar aqueles que se encontra em dificuldades e que nos clamam ajuda e também se alegrar junto a aqueles que nos momentos de êxitos e conquistas compartilham as suas alegrias para conosco sem inveja e sentimentos inferiores que possam desfavorecer a nossa energia.

Compreensível aos olhos do Criador é a nossa caminhada prospera em poder evoluir com as estações que atravessamos, onde devemos viver superando os próprios limites quanto ao encantamento do maligno que atiça a nossa curiosidade em muitos momentos. As ações de perversidades vêm para nos desviar do sucesso de nosso caminhar no sentido do bem, que é o sentido único que nos favorecerá a continuar virtuosos neste processo de crescimento.

Podemos nos classificar como recém-nascidos, onde requereremos sempre a atenção e o zelo fundamental para com a nossa evolução por intermédio daqueles que avançam na sua projeção, como o pai e a mãe, e é importante para o nosso conhecimento e ações que quanto mais desenvolvemos por méritos e conquistas, maior será a nossa responsabilidade confiada por Deus para aqueles que chegam e necessitam de nosso permanente auxilio.

Há diversas formas aonde podemos auxiliar e sermos fundamentais uns aos outros e o bem que praticamos jamais poderá ser medido pela quantidade a quem assistimos, e sim na qualidade do que dispomos quanto ao nosso melhor, pois haverá momentos em que necessitaremos expressar a nossa opinião e o nosso sentido a propor com o que acreditamos ser o melhor ao nosso próximo e ou mesmo quanto à mudança de postura diante da sociedade que estamos inseridos, como haverá diversas situações aonde a nossa maior contribuição será apenas escutar um desabafo, uma opinião, um sentimento, uma ideia, um projeto, uma vontade, um desejo e até mesmo um sonho, e essa virtude se estende a toda forma de vida que compartilhamos da criação divina.

Oferecer ajuda em muitos momentos trará desafios quanto à paciência e ao nosso comportamento, devemos alimentar o nosso espirito a mantê-lo forte e preparado para situações como a ingratidão, muitos sofrem com as fraquezas de outros irmãos quando não reconhecem a sua intensão ou mesmo quando o retorno vem com algum mal em detrimento a fraqueza da natureza evolutiva, e neste aspecto devemos buscar a nossa força no exemplo de Cristo, que veio para trazer a paz e a salvação e em resposta recebeu a crucificação e mesmo assim nos perdoou e nos ama incondicionalmente. E circunstâncias acontecem quando propomos ajudar alguém e este não se esforça para aproveitar as oportunidades que são oferecidas, evidente que há uma frustração por parte de quem estende a sua mão liberal, mas se acontecer não se considere culpado, tenha a certeza que a sua vontade foi cumprida, pois o ensejo de ajuda deve ser aproveitado ao máximo, e lembrando que a nossa ação é soberana de aceitar ou não à cooperação, assim como Deus respeita as nossas vontades e não nos obriga a nada diante do nosso livre arbítrio, simplesmente ele nos espera.

Toda forma de ajuda requererá paciência, tolerância, compreensão e o nosso devotamento à causa que assumimos, e ao negarmos ajuda a quem precisa ou mesmo fazer, mas com intolerância, impaciência, irritações, más vontade anulam-se a si mesmo, já aquele que necessita de ajuda será amparado pela divindade, mas quando a nossa conduta é negativa aos olhos do Criador, ainda sim teremos as oportunidades de modificar, e todo aquele que pratica algum ato falho, causa em si a própria frustração e entristece o coração de Deus que tanto confia em nós o dom da existência.

Por isto amigos ajudem sempre sem olhar a quem e sem cobrar taxas de reconhecimentos e não faça jamais de seu ato de bondade um lábaro de conquistas egoísticas, não faça dos sentimentos e das dificuldades alheias uma bandeira de promoção pessoal ou algo que não desejaria que ocorresse com você, faça de todas as suas ações tudo aquilo que deseja que aconteça consigo sempre.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Deus permanece em nós



A caridade é um exercício espiritual... Quem pratica o bem, coloca em movimento as forças da alma. (Chico Xavier)

Fora da caridade não há salvação, caminhar sobre este principio é fundamental a compreender a virtude mais sagrada do amor, este sentimento praticado e sentido é capaz de abrir todas as oportunidades para que a paz se estabeleça nos corações dos homens a promover a sua propagação a todo universo e buscando conquistar o coração dos homens a instiga-los a prática soberana da fraternidade que nos é dever estimular.

O desejo de todos, mesmo nas sujidades do pecado, é a salvação eterna e o merecimento de fazer parte dos escolhidos do Senhor, à vontade e a possibilidade é igual a todos, as oportunidades nos é dada para que este momento seja real em nossa existência, para alguns há a duvida quanto ao amor de Deus para consigo devido à situação em que se encontram diante dos conflitos diversos, muitos culpam a Deus, mas poucos reconhecem em si a própria responsabilidade de escolhas em que o momento que passa seja simplesmente as consequências das escolhas que se faz.

Deus não é vingativo, não é punitivo e não é intangível, ao contrario amados, ele é amor puro e incondicional, afinal, ele nos criou e como tal como poderia querer o pior para nós? Observem a si e veja que mesmo que esteja atravessando momentos de turbulências quantas beneficia ele conserva em todos nós, como a vida, a família, os amigos, o discernimento e principalmente os momentos que nos é favorável para reconhecer os nossos erros e caminhar junto a ele no paraíso da felicidade.

Deus é a justiça verdadeira, e ao praticarmos algo contrário aos seus mandamentos de certo que não ficaremos isentos das nossas responsabilidades, e os débitos que criamos haveremos de salda-los na íntegra, mas a benevolência do Senhor é tão soberana e o seu amor nos oferece o tempo suficiente que necessitamos para cumprir com estas pendencias, evidente que quanto mais rápido reformarmos as nossas ruinas, mas ágil será a credencial para a vida eterna ao lado do Criador desfrutando de todas as oportunidades meritórias e claras, e nesta condição progressista que nos favorece trabalhando fervorosamente para elevar a paz e ensinar a lição mais sagrada do amor uns aos outros e principalmente a aqueles que renascem para novas situações a cumprir com as suas tarefas.

Somos espíritos independentes criados na unidade do amor de Deus, e ao mesmo tempo dependentes uns dos outros nas necessidades de crescimento ao progresso pessoal, entendam que não há um irmão sequer que seja onisciente e capaz de dominar todas as matérias vitais, sempre haveremos a necessidade de auxiliarmos como também de sermos amparados e saibam que não há como construir a felicidade e de progredir vivendo no isolamento.

Somos anjos de uma só asa onde a nossa complementação encontramos em nossos semelhantes difundidos nas nossas famílias, nas nossas amizades, no nosso coleguismo profissional, nos nossos vizinhos, nos nossos desconhecidos e mesmo nos nossos desafetos. A necessidade de nos completarmos nos indica que a humildade é a nossa aliada perfeita a credenciarmos neste sentido, aonde a nossa missão de caridade se completa no amor com a compreensão em que havemos de doar sem olhar a quem, afinal nenhum irmão cruza o nosso e nenhuma situação que vivemos é por acaso, sempre vivemos a escola do aprendizado e do ensinamento que nos é devida conforme as nossas necessidades e com as habilidades que nos é dada a usa-las em beneficio coletivo.

Neste aspecto podemos vislumbrar que sentimentos inferiores que insistimos em manter vivo em nosso santuário como a vaidade, o orgulho, a inveja, o egoísmo e diversos outros comportamentos ruinosos, nos impede que a construção em equilíbrio da felicidade seja possível, afinal os conflitos que estes sentimentos são capazes de causar nos levam a cegueira quanto à vontade divina que sempre nos facilita a caminhada nesta rica existência para a elevação, e também nos enfraquece a nos arrependermos de todos os nossos pecados e caminhar à salvação como espíritos livres e a viver a realidade destas instancia nas obras do Criador. Sentimentos como estes que apontamos não permite que a humildade, que nos é fundamental, seja possível viva-la na sua acústica, muitos são os que a desdenha por crerem que a sua matéria seja incapaz de fazer com que as suas conquistas materiais lhe favoreçam o momento imediatista e com isto levando-nos a falência espiritual.

Há muitas divergências injustas quanto ao universo da virtude da humildade e a torna-la permanente em nossa existência, mas é preciso compreendê-la na totalidade da sua acústica para saber usufruí-la para engrandecer-nos em toda sua matéria.

É fundamental que pratiquemos a humildade em nossos sentimentos e atitudes, pois muitos creem que essa sensação faz tornar-nos vulneráveis ou mesmo que devemos aceitar todas as ofensas sem exercer o direito ao repito e ou mesmo que devemos permanecer inertes quanto à busca de melhorias, levando assim a falta de perspectivas em trabalhar o próprio progresso, seja no ângulo material quanto espiritual.

A verdade é que a humildade é algo totalmente contraria a essa concepção, este dom faz compreender-nos que não somos melhores que ninguém em nenhum aspecto e que as nossas necessidades em progredir são as mesmas que de todos os nossos semelhantes e que estamos no mesmo alinhamento e importância aos olhos do Criador e o que nos favorece são os conhecimentos e as habilidades que desenvolvemos para facilitar a nossa existência e dos nossos irmãos sem egoísmo e distinção. Podemos viver na simplicidade sem complicar o nosso caminho, basta seguirmos os mandamentos de Deus. O que não podemos deixar que a falência das nossas tarefas espirituais a serviço do bem ao ambiente em que estamos inseridos se sobrepõe a nossa obra e que jamais usemos o que nos fora confiado e devido a prejudicar os nossos irmãos, como recusar a atender as necessidades de quem nos procura pelo fato deste não ter nada a nos recompensar, e quem usa desta tática e destes artifícios aumenta seu debito com a corte celeste e será preciso novamente recomeçar a compreender o verdadeiro sentido do amor.

A tarefa espiritual ao qual devemos exercer não deve ser limitada apenas aos rótulos doutrinários disseminados nas mais diversas religiões do planeta de expiações, o verdadeiro trabalho espiritual que devemos operar está em poder ofertar o melhor de nós em tudo que nos é dado em confiança para a prática incondicional do bem em toda sua esfera e sem a distinção ou qualquer gênero, lembrando que somos filhos da mesma unidade e da mesma vontade do amor divino e das mesmas necessidades de amparo e evolução.

Tudo que praticamos levamos para a eternidade e quanto mais amor praticarmos maior será a nossa leveza e merecedoras oportunidades.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Bondade Verdadeira



Ninguém é bom por acaso; a virtude deve ser bem aprendida. (Chico Xavier)

A virtude da bondade é um exercício que deve ser praticado em todos os momentos e situações de nossa existência, principalmente quando somos instigados a praticar desacerbados comportamentos que nos instigam a querer que sejamos perversos para conosco e para com os nossos semelhantes.

Ser bom jamais deverá ser objeto de status ou mesmo de condecorações, as suas instancias deve ser praticada naturalmente por nossa vontade, se o desejo é alcançar a salvação eterna, pratiquemos a bondade na integra, se há situações onde reconhecemos perversidade de nossos atos e sentimentos, busquemos reformar e modificar, pois no reino dos céus é para que vive e se esforça para praticar as virtudes sagradas como o amor, a fé, a caridade, a bondade, a alegria e o bom humor que são os ingredientes principais para tornar nossa caminhada mais leve e equilibrada.

Para a renovação e progresso da vida é fundamental vivermos na iminência destas sagradas matérias e quando findamos um ciclo passamos por um processo minucioso de tudo que praticamos na vida material, o planeta de expiações é a escola de todos os espíritos a galgar um degrau neste infinito progresso e quem vence, progride e quem há algo pendente, saiba que o recomeço é possível.

Há muitos irmãos encarnados que desacreditam na continuação da vida pós o desenlace por não visualizar com facilidade a existência das dimensões do universo de Deus, mas para cada um é importante viver e se qualificar na situação que se encontram no presente, seja encarnado ou desencarnado, quem não acredita, não confia em Deus que nos mostra a todo o momento a grandeza de sua obra e a continuação da vida através das desigualdades que nossa vista é capaz de captar a todo o momento e mesmo em muitas situações que fogem da nossa capacidade de absorção e aceitamento quanto ao que testemunhamos ao longo de nossa historia.

Se aceitarmos que vida se encerra simplesmente com o desenlace do corpo, então aqueles que praticam e praticaram as suas maldades em toda a sua esfera se beneficia com o fim de tudo e aqueles que são vitimas se perdem na desilusão de que não há a esperança da justiça e quem praticou a bondade e se esforçou para viver a naturalidade de seu sinônimo viveu a ilusão de um dia merecer fazer parte o reino dos céus, e se assim fosse a nossa existência não faria nenhum sentido, como na faria sentido a existência da lua e do sol, das estrelas e dos planetas que habitam o universo e todo mistério que envolve os designo de Deus.

Amados aprendam e ensinam uns aos outros que a vida continua e para merecer a salvação vivendo a paz e a felicidade faça a reforma de nossos pecados e sejamos gratos a Cristo que nos salvou do alto da cruz e intercedeu o nosso perdão junto ao pai, mas para merecermos é preciso fazer a nossa parte.

Por isto viva intensamente as virtudes sagradas do amor.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos. 

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

A LEI É DE DEUS



Escapamos da morte quantas vezes for preciso, mas da vida nunca nos livraremos. (Chico Xavier)

Os planos de Deus para com todos nós em diversos momentos nos trará desafios e mesmo momentos de angustias, tristezas e diversos sentimentos que nos farão sensíveis nesta vasta caminhar e principalmente quanto ao nosso trabalho de desapego e desprendimento de determinados valores e até mesmo pessoas que amamos haveremos de nos afastar para poder trabalhar o progresso e sempre na expectativa de um reencontro afastado pela saudade que se estabelece em diversas situações.

Reza a lenda que nenhuma folha se desprende de seu galho sem a vontade do criador, certamente, mas se formos até a árvore e retirar a sua folha se interromperá um ciclo que essa vida deveria se cumprir sob a vontade divina e por nossa vontade causamos este aborto.

Quantas vezes causamos males a nós e aos nossos semelhantes que também caminham unidos conosco ao reino dos céus, mesmo que em instancias diferentes, mas somos únicos. O nosso Criador traça para cada um de nós o seu peculiar destino, mas nos deixa completamente à vontade para comandar as rédeas de nossa orientação com base na lei do livre arbítrio pelo amor que tem por todas as suas criações, afinal, o amor verdadeiro é liberdade e evidente que sob o amparo permanente da compreensão, mas entendendo e compreendendo quanto ao discernimento que nos é devido e que não poderemos alterar superficialmente as escolhas individuais de quem amamos e mesmo as nossas misérias, tudo quererá e será preciso disciplina, fé, perseverança e trabalho de fortalecimento para podermos alinhar-nos conforme a vontade ao nosso destino traçado e obedecendo à ordem estabelecida.

Para muitos irmãos encarnados a morte simboliza o fim de tudo, mas a verdade o desenlace do espirito à matéria é apenas o recomeço, bem como a continuação da existência, o perecimento da matéria representa a mudança com o fim de um ciclo e o recomeço de uma nova caminhada por esferas e dimensões que traçamos sob a nossa vontade e que construímos por nossa vontade sempre alinhada ao destino que nos é estabelecido pelo Criador.

Muitos temem e se conflitam intimamente nesta realidade por questões diversas, como: será que não vou ver mais quem tanto amo, será que terei tempo para realizar tudo o que quero nesta vida material, será para aonde vou e o que nos aguarda no futuro, de certo amados que são varias questões que transtornam a nossa mente e muitos até resistem e mesmo buscam querer driblar o destino por medo e incerteza, e para vencer este momento é necessário compreender que apenas estagiamos e passamos pela matéria para que possamos elevar e credenciar o nosso espirito à vida eterna ao reino de Deus.

Por isto é fundamental domarmos determinados valores e impulsos de nosso destino que nos causam muitas incertezas e para que não sejamos vitimas da própria angústia, dúvidas, incredulidades, medos, tristezas e mesmo em dores que corroem a consciência e que tudo seja transformada em saudade repleta de esperança, façamos da nossa existência a consequência que desejamos para o futuro, pois o corpo perecer, mas o espírito é único e imortal e importante compreender que das nossas responsabilidades não escaparemos, seja nos momentos de apogeu quanto das nossas misérias.

Deus é a nossa única lei e buscando seguir honestamente todos os seus princípios e mandamentos, bem como amando e compreendendo uns aos outros, alcançamos a salvação, e saiba que não será fugindo que conseguiremos realizar o que tanto desejamos sentir e viver e quem tem este comportamento simplesmente aumentarão as suas angustias.

Tudo que nos é devido por merecimento se conquista através do trabalho, por isto, mãos a obra.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Por favor, sem ódio.



O ódio não é senão o próprio amor que adoeceu gravemente. (Chico Xavier)

Há sentimentos que havemos de trabalhar para não sofrermos com as suas consequências de suas maledicências e das suas chagas que vem para desequilibrar os filhos do criador a se perder na duvida e na infelicidade dos conflitos que somente os maus sentimentos como ódio é capaz causar na vida daqueles que o tem em toda sua instância.

De certo que haverá momentos em nossa existência que vamos nos deparar com as misérias mais perversas dos nossos semelhantes, aonde seremos instigado a tomar certos impulsos ruinosos que causarão guerras e conflitos diversos que depararemos por este universo. Evidente que também somos miseráveis a ponto de aceitar estes conflitos e também causar dores e sofrimentos aos nossos irmãos, e consequentemente nos causando doenças silenciosas na mente e em nossa existência a ponto de sugar toda a nossa paz e caminhada produtiva, causando-nos sérios transtornos pessoais.

Sabemos que o sentimento do ódio é o antônimo do amor, quem é portador deste infeliz sentimento em sua alma sabe o quanto os conflitos usurpam a sua paz e a sua consciência principalmente quando estão de frente com o pilar causador de tamanha barbárie pessoal que nasce em nosso intimo causando uma infeliz catástrofe existencial.

Quando Jesus esteve encarnado entre nós mostrou-nos o caminho, a verdade e a vida ao qual devemos seguir confiantes à vida eterna, e mesmo após o seu desenlace a sua lição permanece viva entre nós e para aqueles que realmente deseja fazer parte da direita do Senhor, mas para merecermos essa graça devemos ativamente trabalhar para viver deste privilegio que é possível a qualquer um de nós, bastando-nos seguir o que ele nos ensinou: amais-vos uns aos outros.

Nesta singela e doce lição esta a apoteose de viver na plena felicidade que o Senhor coloca a nossa disposição em toda sua obra majestosa, essa virtude nos faz compreender o sentido da vida, a compreender os nossos semelhantes e qual a nossa verdadeira postura frente aos nossos sentimentos e ações que são importantes para as nossas possibilidades e com toda forma de vida existente entre nós.

Muitos irmãos estão no estagio expiatório e em franco progresso de sua existência rumo ao reino dos céus, mas para atingir este ápice da condição angelical, aos quais todos nós caminhamos e progredimos, havemos de nos moldar quanto aos nossos atos e sentimentos conforme a vontade e sendo obedientes à vontade e aos mandamentos do Senhor.

Trabalhar estes determinados valores e sentimentos em nós são importantes para alcançarmos significativos progressos em nossa rica caminhada, lembrando-nos sempre que todas as situações de conflitos que vivemos nascem de nossas próprias ações e escolhas e o que consequentemente se refletirá na proporcionalidade de nossos momentos presentes, por isto a importância de nos civilizar de todos os nossos atos, dentre eles o domínio de sentimentos como ódio, pois quando deflagramos a um irmão este perverso sentimento por questões diversas, ferimos a nossa própria alma e estagnamos a nossa evolução, e enquanto não restabelecer a paz para com este irmão, haveremos de renascer tantas vezes quanto forem necessárias até extinguir este baixo sentimento como diversos outros para viver o ápice maior que do amor incondicional a todos e sem qualquer vestígio de sujidade em nossa alma.

Aquele que vive entre o amor e o ódio vive dois extremos opostos e um abismo profundo em sua alma, o que faz com que em muitos se percam quanto às oportunidades de progredir, pois este sentimento tóxico vem alinhado a outros mais como a vaidade, o orgulho, o egoísmo, a vingança e todos os sentimentos peçonhentos do maligno a desviar os filhos de Deus quanto à salvação e condenar a este a viver no sofrimento existencial e no conflito intimo, pois estes males nos cegam a querer vislumbrar o valor da bondade num outro irmão e muitos por serem fracos na fé e de duvidar do amor e da proteção de Deus de bondade acabam se entregando as armadilhas de sentimentos como estes que apontamos e ao qual se estenderá a caminhada por mais tempo.

Admitimos que não seja fácil viver neste planeta de expiações com todos os desafios que havemos de enfrentar e vencer, a começar pela compreensão em aceitar o outro com as suas fraquezas e buscar ser benevolentes, caridosos e superiores ao mal perdoando e amando sempre. E se o nosso objetivo é a salvação e viver a plena felicidade, havemos de começar a enfrentar todos estes desafios, começando por superar a nós mesmos e determinados comportamentos que atraímos por nossa vontade como a acomodação, a preguiça e outros mais que nos impede o verdadeiro progresso e entre estes estão à vaidade e o orgulho que nos impede de realizarmos determinadas tarefas que o Senhor nos designa por crer que não seja justo viver ou mesmo de que não podemos nos sujeitar a deliberado serviço por não condizer com nossa posição social ou mesmo intelectual.

E é importante lembrar que no plano de Deus somos todos iguais mesmo com habilidades diferentes, compreendendo que nenhum irmão poderá se considerar mais importante do que o outro independente de sua graduação, até mesmo aqueles que já atingiram a condição de anjo sabe desta máxima, pois tiveram que vencer a si próprio e aos males para atingir essa condição, pois todos nós um dia estaremos juntos na mesma equivalência angelical e ninguém estará isento de precisar um dos outros e principalmente para aqueles que deflagram o seu ódio ou quaisquer outros famigerados sentimentos perversos que nos faz isolados do banquete da paz do Senhor.

Por isto amado irmão, vamos trabalhar para tirar de dentro dos nossos corações e da nossa alma todos estes males que são nocivos apenas a seus portadores e mesmo que a nossa energia possa querer prejudicar o outro, lembre-se de que o mais afetado será a própria saúde espiritual e a nossa paz.

Ame sempre, perdoe sempre e espere pouco.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

A Nossa Capacidade




Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente, que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois... A vida é construída nos sonhos e concretizada no amor. (Chico Xavier).


É importante compreender que nenhuma criatura é indigna das bênçãos divinas e das mesmas oportunidades de crescimento e evolução sob a graça do Pai, que compreende as nossas fraquezas e também as nossas necessidades de nos auxiliar sob a sua fortaleça a poder se desenvolver com eficácia para retornarmos ao seu convívio eterno.

Somos seres em permanente transformação, e quando caímos temos sempre a oportunidade do erguimento, pois o Senhor confia em nós e mesmo que o mundo possa condenar-nos nas mais severas punições e ardor das palavras e das agressões múltiplas, há dentro de nós uma força intrínseca capaz de romper com o preconceito das pequenezas das misérias do homem que muitos creem que não somos capazes de ser salvos na eternidade.

Na nossa existência não existe santos nem demônios, há seres vulneráveis a erros e acertos a se atingir a purificação, quanto na realidade encarnada quanto no momento de desenlace da matéria, o que há são irmãos obedientes a Deus que caminham conforme a sua capacidade e se instruindo das matérias sagradas de transformação, como há também irmãos que demoram a tomar o caminho e as rédeas de sua vida ao caminho da prosperidade, mas o nosso Senhor nos permite o tempo necessário a tomar sob o amparo angelical tornando-nos seus leais servos, evidente que cada qual com sua peculiar colheita diante da semente plantada, compreendem que até o ultimo centavo de nossas dividas haveremos de saldar a atingir um novo degrau em nossa evolução existencial.

Muitos irmãos saindo da condição primitiva dos sentimentos e dos atos ainda se perderão por caminhos longínquos até estarem aptos a alcançar os objetivos da felicidade plena, afinal, estamos em constante progresso, os irmãos habitantes do planeta de expiação que saindo do mundo primitivo ainda sentem os efeitos da vida regressa e ao qual ao longo das experiências de novas oportunidades vão se adequando ao momento evolutivo, altos e baixos farão escola de todos os espíritos e neste sentido e nesta realidade não havemos de cobrar perfeição de quem ainda esta em crescimento, como cada um de nós, seja na forma material quanto espiritual, e não há como exigir os frutos desejados das árvores que ainda requererão muitos cuidados até atingir a copa perfeita e estarem credenciada a ofertar o melhor de si, evidente que cada galho que nasce da nossa evolução é capaz de apresentar os nossos mais sadios néctares a sermos alvos de muitos irmãos famintos de esperança que buscam o baquete de esperança sob a nossa oferta.

Felizes são aqueles convidados para a ceia do senhor e para fazer parte dos escolhidos é necessários estarmos cientes de nossa postura frente aos homens e a natureza em toda sua espécie, havemos de trabalhar a merecer fazer parte da direita do senhor, mas para isto é fundamental a nossa transformação que somos capazes de promover a cada instante em nossa existência e aproveitando todas as oportunidades diárias que nos é favorável pelo Senhor Deus a todo o momento.

Diversos serão os caminhos percorridos por todos nós neste universo adquirindo as experiências fundamentais nas instancias do bem e do mal a poder atingir a condição necessária à realidade angelical, que é o nosso destino, como tudo da natureza caminha para o progresso.

Há irmãos que não se consideram importantes neste sagrado universo, mas para Deus cada um de nós é fundamental na sua infinita obra. E entendendo que somos incondicionalmente amados por ele, podemos nos considerar diamantes brutos a ser lapidados por nossa vontade através dos sentimentos e das nossas ações dentro do nosso progresso que é escolhido por nós conforme a conveniência que melhor nos atende dentro da lei do livre arbítrio, a cada lapidar nosso é importante deixarmos fagulhas de nosso real valor benéfico a ser reutilizado por outros irmãos que dependem de nossa evolução a poder também atingir a grandeza peculiar de suas obras e escolhas.

E mesmo que estejamos submersos ao lodo do pecado e das nossas misérias, somos diamantes criados e únicos de Deus, onde a qualquer momento, por nossa vontade, podemos soerguer para o mundo e mostrar o nosso real valor que jamais perdemos e que somente por vontade intima em muitos instantes naufragamos aos pântanos do pecado quanto à ilusão do maligno que buscam encantar-nos e nos sobrecarregar em nossos mais inferiores sentidos, ao qual havemos de trabalhar sempre a nos purificar. E mesmo estando nos pântanos das trevas, nestes locais nascem os mais belos lírios de esperança que é o amor de Deus, sabendo-nos que a sua graça nos alcança e nos protege até mesmo quanto ao nosso soçobrar das nossas mais perversas misérias e falências.

Sabendo compreender o nosso valor perante o Criador, e tendo a fé viva do amor incondicional de Deus que nos rege na sua graça e nas oportunidades que nos favorece, e percebendo que temos a capacidade de transmutar para melhor e nos credenciar aos méritos divinos a nos abençoar com o progresso e trazendo conosco todos os que amamos, certamente trabalhamos para o melhor de nós. Pois a graça de Deus nos resgata nas mais profundas águas do pecado a nos salvar, mas para isto havemos de fazer a nossa parte e arrepender-se das nossas mais abomináveis posturas pecaminosas, onde alinhada à vaidade e o orgulho ruinoso que trabalham para o maligno nos faz perder pelo universo do choro e do ranger dos dentes.

Amados, não percam as oportunidades de crescimento e evolução, alia-se a Deus agora, e em conjunto com todos os irmãos que tem as suas mãos estendidas e caridosas a nos amparar pela força do divino, estendemos também a nossa, e rogamos a Deus pela nossa salvação.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.