terça-feira, 18 de novembro de 2014

Templo do Bem




Lembra-te de que falando ou silenciando, sempre é possível fazer algum bem. (Chico Xavier)


Sempre é tempo de praticar o bem em toda sua instancia e a todo o momento, são importantes ocasiões que essa virtude nos convoca a vivê-la, principalmente nos instantes em que a nossa paciência e a nossa tolerância é chamada a pratica-la em toda sua acústica diante dos desafios e confrontos com a maledicência humana a provocar toda forma de discussões ruinosas e violências diversas.

Praticar e viver a virtude da bondade não se adquire nos bancos acadêmicos ou mesmo nas enciclopédias planetárias, são dons fáceis de adota-la, mas que em diversos momentos não sabemos usufrui-la a nosso favor, pois do mesmo modo em que ela é simples ela é instigante a homens que não se desprende de sentimentos e comportamentos inferiores que não consegue resistir por muito tempo à conduta que se deve adotar em viver a totalidade da bondade.

Estes sentimentos inferiores que dominam o homem se traduzem no individualismo e no egoísmo existencial que testemunhamos na vida planetária, é onde a ganancia e toda forma de rebaixamento moral tem transformado os filhos de Deus em inimigos gratuitos, pois estas manifestações indignas do bem faz com que as chagas da humanidade se transformam numa catástrofe silenciosa do mal e que tem atingido a muitos indivíduos ao praticar o que lhe convêm sem respeitar as fronteiras do respeito.

Mas estes comportamentos que ainda existe em muitos de nós, encarnados e desencarnados, ao qual devemos buscar a reforma permanente, ao qual havemos de trabalhar com suor e determinação para extirpar de nossa alma estes males que só vem para devastar os nossos corações e perder-nos pelos vales da sombra e da morte, mas aqueles que têm Deus no seu coração e Jesus na sua alma de nada há de temer, pois o Senhor estará sempre no meio de nós e nenhuma tempestade será capaz para derruba-los, pois a força da fé é intransponível e indestrutível da alma que crê no Senhor do possível.

Haverá diversos momentos em que determinadas situações surgirão a acender a nossa atenção em face às necessidades alheias, será o momento em que deveremos doar-nos de corpo e alma em busca de auxiliar o outro, e este sentido de escutar nos faz estar perto do Senhor, pois aquele que nos confia as suas necessidades é porque tem em ti o alivio de sua angustia dos momentos particulares vividos, e ao doar este momento seremos anjos na vida do outro, ao qual haveremos de nos preencher da sabedoria divina em saber aconselhar no momento em que devemos nos manifestar e silenciar no momento em que o outro lava a sua alma e suas tristezas e angustias do seu coração, devemos estar sempre apostos para ouvir e para falar, mas cream que qualquer destes momentos já estará fazendo parte da fraternidade espiritual que havemos de vivê-la na sua máxima intensidade.

E o mais importante da virtude deste templo em nós é o silencio de nossa alma guardando para si este sagrado segredo que lhe fora prestado em confiança quanto às necessidades de seu semelhante e jamais faça de sua serventia um troféu quanto a uma obrigação que é de todos nós.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário