segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Perdão é Amor




Perdoa agora, hoje e amanhã, incondicionalmente. Recorda que todas as criaturas trazem consigo as imperfeições e fraquezas que lhe são peculiares, tanto quanto, ainda desajustados, trazemos também as nossas. (Chico Xavier)


O perdão é a maior prova de amor que qualquer um de nós pode expressar nesta caminhada progressista, muitos irmãos tende a falar deste sentimento amor com muita ênfase a manifestar o horizonte de oportunidades que este sentido pode oferecer, há aqueles que usam apenas a palavra amor como um parâmetro social, mas poucos se aprofundam neste instituto que é nossa principal mola propulsora para a salvação, como há aqueles que realmente buscam todos os dias preencher suas instancias vazias com essa sagrada virtude.

Para amar e viver o amor é preciso trabalhar e ofertar sempre o perdão verdadeiro para com as nossas ofensas que deferimos contra os nossos semelhantes, assim como perdoar a nós mesmos quando ofendemos a nossa própria consciência e a nossa própria caminhada com as nossas fraquezas e os nossos pecados que insistentemente praticamos e pouco fazemos para mudar o curso negativo de nosso sentido e trabalhar também o perdão e a reparação quando ofendermos a Deus nos percalços do caminho e sem se importar com o evangelho do amor na pratica da mudança e na busca do melhoramento como no meio que estamos envolvidos e os cuidados para com os nossos ofensores.

Havemos de compreender a fraqueza alheia olhando para a própria miséria e desconhecimentos que possuímos em nossa intimidade, não há como se viver o amor incondicional guardando em nosso coração e em nossa consciência sentimento ruinosos capazes de destruir tudo ao nosso redor, como o sentimento da magoa, do ódio, do egoísmo, da inveja que são os sentimentos responsáveis pela falência do progresso e proporcionando a estagnação nossa por querer persistir o orgulho e a vaidade presa em nosso caminho.

A caminhada da salvação é árdua e requerera de cada um de nós e sem quaisquer privilégios especiais a força de vontade, a coragem, o trabalho, a fé, a determinação, a persistência, o poder de garra, o poder de reconstrução, a raça da vitória para alcançar o objetivo da felicidade plena, e para se obter o sucesso nesta empreitada será necessário fazer nascer a força dos sentimentos mais sagrados num homem que é a humildade de aprender e reconhecer que não temos a força suficiente para compreender todos os institutos e que ninguém é superior a ninguém independente de posição social ou mesmo conhecimentos culturais com maior alusão, como a simplicidade de valorizar a voz das pequenas coisas a fazer de ti um bom servo de Deus capaz de aliar-se e propiciar a ti a conquista da amizade e da confiança alheia a poder ter em cada um de nós o fio da esperança de poder também buscar a salvação aliada a nossa caridade e a nossa fraternidade de captar homens para a embarcação rumo a Deus no seu paraíso  e dentre todos estes sentidos nasce o fruto do amor e do perdão verdadeiro, mas também em muitos momentos seremos instigados a entregar todas as nossas conquistas e a probabilidade de auto progresso e salvação nas mãos do destino obscuro do pecado, alguns conseguirão resistir, mas o que temos visto e com grande fartura é a derrota que promovemos a nós mesmos onde paramos por comodismo, preguiça e uma frágil e corruptível fé que se venderá na primeira oferta de estagnar e parar a caminhada, e neste aspecto nasce o ódio, o rancor, a cólera, as doenças do corpo e da alma, a inveja, o egoísmo, a deslealdade, a ingratidão e tendo como consequência a própria prisão que não manifestará qualquer indicio do por do sol a nos favorecer, pois muitas vezes deixamos de lutar contra as forças ocultas e não sendo obedientes a Deus trabalhando com todas as armas e oportunidades favoráveis e necessárias para fazer-nos fortes e um eximo guerreiro vencedor e capaz de lutar por aquilo que tanto se almeja.

Os habitantes planetários estão na evolução para vencer e progredir sempre e para isto nos sendo necessário nascer, renascer tantas vezes quanto for necessário para merecer o reino de Deus, mas antes de atingir este fim é preciso construir um caminho sólido e favorável a si e a qualquer outro irmão que desejar vir conosco. As extremidades do começo e do fim não fará sentido se o núcleo da nossa historia principal não aliar-se as forças do bem disposto a qualquer um.

Nascemos imortais pelo amor de Deus com o proposito e o compromisso de auxiliar o progresso universal, haveremos de caminhar por diversas etapas para alcançar o objetivo da salvação que é o rumo de qualquer ser vivo. E quanto tempo será necessário para eu alcançar o reino sagrado? De certo no tempo e como conduzimos a nossa historia principal ao qual temos o discernimento do sentido que melhor nos convenie, uns terão mais estrada e outros menos e nessa realidade e diferença do tempo de cada um ocorre quando muitos resistem a permanecer na estrada única e tomam os atalhos que surgem pelo caminho e muitos querendo encurtar o tempo divino adentram ao desconhecido, sendo que neste lapso até tomarem o conhecimento de sua realidade e querer voltar atrás e refazer novamente o único e certo sentido será um tempo fundamental que muitos perderão por não acreditar muitas vezes em si próprio e na proposta que Deus tem para cada um de nós.

Compreendam irmãos que os desafios da existência são para todos ao qual podemos ter como referencia o unigênito Jesus, que poderia pela graça de Deus ter vindo sem qualquer dificuldade e com os privilégios dos anjos a proteger contra todas as misérias nossa de cada dia, ao contrario, o Pai mandou-nos o Messias como um homem comum e repleto do sentimento do amor e do conhecimento e da verdade da salvação, nenhum mal causou e mesmo assim morreu pela nossa fraqueza e pecado, mas, no entanto ao invés de se revoltar contra nós, nos perdoou incondicionalmente e pediu perdão a Deus por todos nós. Por isto meus amados aqueles que aprenderam a perdoar cumpre o mais sagrado dom do amor, por isto sigamos sempre o exemplo e as lições de Jesus para também nos engrandecer no Reino e assim nos habilitar para salvar outros mais e fazer de nossa realidade o trabalho continuo da restauração e restruturação da paz que muitos perdem por ingenuidade e ou mesmo ignorância, mas sempre com a oportunidade de perdoar e amar incondicionalmente e fazer o nosso coração e nossa estrutura manso e humilde como Jesus.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário