terça-feira, 21 de outubro de 2014

Ponderação



Tudo que criamos para nós, de que não temos necessidade, se transforma em angústia, em depressão... (Chico Xavier)


O consumismo sem precedentes tem feito parte da existência de muitos irmãos que ao longo de milênios na sociedade trabalham para criar situações e adquirir bens em grandes proporções, muitos criam envolto de si muros intransponíveis e situações em que não saberão o que fazer com as posses que se acumulam, poucos são os que se contentam com o que lhe é oferecido, mesmo trabalhando em busca do progresso, mas não ficam criando situações do que podem se arrepender adiante.

Em nenhum momento é considerado pelo criador o acumulo de riquezas materiais e a busca do conforto como um pecado ou crime eterno, afinal, assim é o Reino prometido de Deus, evidente que construído pelo nosso merecimento através do trabalho continuo e honesto. O que é contraventor são as práticas que se comete aliado a esta abundancia, onde diversos irmãos se perdem com situações que desenvolve em sua intimidade com sentimentos e ações que extrapolam até mesmo o senso do respeito, onde são praticados os excessos nocivos contra outros irmãos, como humilhações aos mais humildes, desconfiança de todos que se aproximam e o egoísmo de não dividir com os mais necessitados os acúmulos sem usufruto, o que resultam na sua maioria numa solidão existencial, pois quanto mais às praticas nefasta destes exageros maior será o abismo que se criarão em torno de si e quando muitos destes acordar para a realidade e ver que nada faz sentido ao seu redor poderá já será tarde e as dificuldades para sair desta decadência cada vez mais desafiador, onde neste caso a falência será ascendente e a angustia transformada em depressão pelo vazio construídos pela própria vontade e as consequências serão cada vez mais difíceis de serem transpassada.

Então quem se encontra nesta situação não tem salvação? A misericórdia de Deus meus irmãos quanto ao seu amor por todos nós nos permite a qualquer situação recomeçar uma nova caminhada, com novas oportunidades que são oferecidas a todo o momento. Saibamos todos que nenhum filho de Deus é excluído ou indigno da sua graça, mas respeitado naquilo que convêm a cada um, afinal o Senhor já nos mostrou e nos mostra qual é o sentido e o caminho para sua gloria, claro que a luta será grande, pois as tentações serão cada vez mais estimulantes e perversas, instigando-nos a todo o momento a abandonar tudo que já conquistamos com suor e méritos e seguir pelos atalhos mais favoráveis da vida que aparentemente surgem com menores dificuldades. Quem já tomou este caminho do pecado e voltou e mesmo quem ainda permanece nele sabe o quanto a ilusão toma conta de nossa mente por querer sempre se beneficiar mesmo que queiram ter vantagens indevidas frente aos demais irmãos e o quanto o nosso egoísmo nos faz criar situações e tomar atitudes das quais nos arrependeremos amargamente e aquele que tomou o caminho de volta para o bem, sabe o quanto é mais difícil voltar e se realinhar ao trilho da salvação, pois as dificuldades encontradas neste regresso são mais perversas de quem se adentra ao mundo do desconhecido, pois além de sofrer com a possibilidade de novas recaídas, sofrem com o escarno de muitos e o julgamento por aqueles que pouco acredita no seu potencial de mudança e daqueles que ainda galga uma evolução e apontam suas misérias, mas isto acontece porque Deus quer? Não, é simplesmente fruto de nossa responsabilidade e das consequências das nossas escolhas pessoais.

É importante o estudo e o entendimento das lições de Deus para que possamos encarnados e desencarnados caminhar sem qualquer susto ou surpresas desagradáveis por essa extensa estrada e poder aceitar com louvor tudo aquilo que nos possível naquele momento, se deseja algo melhor, continue o trabalho e espere o tempo exato para poder merecer tudo aquilo que desejamos em todas as esferas pelo esforço recompensado, como reitero que tudo que plantamos ao nosso redor é exclusivamente responsabilidade individual, ninguém semeia nada em nosso coração sem a nossa permissão, nem mesmo o pecado é colocado em nós sem que o permitamos a sua morada em nosso latifúndio, afinal caminhamos com nossos próprios meios e quando aliado com o nosso egoísmo e a nossa ganância as proporções serão das tristezas mais profundas. Somos vulneráveis a todo o momento as tentações do pecado, mas também temos Deus para livrarmo-nos delas, mas para isto basta cada um fazer a sua parte e resistir, e se mesmo assim for difícil enfrentar a fúria do mal, chame por Deus, pois ele sempre estará pronto a nos salvar e nos dará todas as oportunidades e os sinais para nos tirar deste caminho, simplesmente ele nos dará a direção através dos anjos amigos e familiares que coloca em nosso redor e sempre na voz que nos dizem: cuidado, não siga por este caminho.

Tome a sua estrada e o seu rumo com responsabilidade e trabalhe para sempre merecer o melhor, busque tirar os maus instintos de seus sentimentos e de suas ações, não cometa os mesmos ímpetos que jamais desejaria viver ou que seus amados poderiam sofrer, seja severo no momento em que necessitar para ensinar sem perder jamais a compostura do respeito e sejamos sempre humildes em reconhecer quando errados e procurar os caminhos para o acerto e reconhecer e alegrar-se quando alguém atinge méritos melhores, pois cada um tem a capacidade de se superar e romper os limites que muitos se impõem ou mesmo os que dizem que você tem certo limite, não, somos todos capazes de vencer barreiras que podem parecer impossíveis, mas com esforço, dedicação, persistência, fé, coragem e superação podemos alcançar sempre o melhor, não deixe se abater jamais com as quedas do caminho, Deus estará sempre aposto a nos amparar e seguir conosco nesta caminhada e dizendo que sim, podemos ir muito além do que creditamos poder e que nos dizem que temos.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário