quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Apenas isso



"O Cristo não pediu muita coisa, não exigiu que as pessoas escalassem o Everest ou fizessem grandes sacrifícios. Ele só pediu que nos amássemos uns aos outros" (Chico Xavier).


Presenciamos com bastante fartura na existência humana em um todo irmãos que buscam sacrifícios inúmeros para alcançar determinada graça seja ela qual for, os irmãos encarnados buscam a todo de modo uma satisfação e um conforto material, buscam a cura para as suas variadas enfermidades, buscam querer enriquecer-se dos recursos financeiros, buscam até mesmo querer alcançar uma satisfação sem se esforçar para merecer determinadas dadivas, buscam a paz do dia a dia, buscam a felicidade para seu bem estar e muitos deixam de fazer determinadas tarefas a sua vontade para que seja plenamente satisfatória a sua busca e desejo a que se pleiteia, ou seja, vemos diversas manifestações e mesmos sacríficos na sociedade, muitos deixam praticar seu deleite em nome de uma graça em razão de um interesse até mesmo egoístico, pois muitos querem mais para si e poucos para o outro.

Poucos de nós são os que agradecem com sinceridade tudo que o Senhor nos oferece, principalmente das pequenas coisas e principalmente ao louva-lo das oportunidades a cada respiração do espirito a ensejar uma nova forma de vida a cada instante.

Muitas vezes buscamos a ajuda do Senhor nos momentos de dificuldades e desafios a nossa tranquilidade e a nossa paz, clamamos veementemente pelo seu auxilio e quase sempre nos momentos em que há algo onde reconhecemos não poder lidar solitariamente com a destreza quanto da tranquilidade da caminhada quando desfrutamos de tamanha graça, poucos são os que convidam o Senhor para este passeio em meio aos arbustos do estado de felicidade e alegria do momento, mas quando a responsabilidade nos convoca ao desafio de custear o progresso e resistir toda força contraia ao bem, apelamos para o Senhor, onde muitos creem ilusoriamente que ao deixar de fazer algo de que gosta será melhor bem visto pelo Pai e os pedidos plenamente satisfeitos.  

Não são apenas nas esferas encantatórias que presenciamos sacrifícios múltiplos em nome de uma graça a ser alcançada, vemos nas colônias e em todo o universo espiritual os clamores de diversos irmãos em conflito com a sua consciência principalmente quanto às oportunidades que foram oferecidas e não souberam aproveitar o comboio da felicidade que a todo o instante passa nos oferecendo o embarque, cobrando algo tão simples e gratuito ao nosso alcance, mas muito difícil de ser alcançando por nós pela dureza dos nossos corações que é simplesmente o amor que Jesus nos mostrou essa passagem para a salvação e poder embarcar neste veiculo até o Reino eterno.

Deus ouve cada coração angustiado, alegra-se com as nossas conquistas e progresso, enche-se de amor por cada produção do bem que dispomos a coletividade principalmente quando da ação mediante a virtude da caridade despretensiosa, nos fala na consciência quando do caminho mal escolhido, mas respeitando o livre arbítrio e ficando sempre próximo no momento de conflito e mesmo nas mortes cotidiana do pecado a nos resgatar quando do nosso sincero arrependimento.

Passe o tempo que for ele estará sempre nos esperando na expectativa de nos abraçar com todo amor e nos proteger na sua plena misericórdia e bondade, afinal somos frutos do seu amor, o que precisamos para sermos abraçados por ele e que não se exige quase nada é que apenas saibamos amar de verdade, pois é amando com sinceridade e honestidade que estaremos prontos para seguir adiante e realizando com plenitude toda obra que somos inspirados a produzir para se alcançar a verdadeira conquista da salvação e a alegria verdadeira da felicidade.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário