quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Amar sem recompensa



Que eu não perca a vontade de doar este enorme amor que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido a provas e até rejeitado. (Chico Xavier)

Compreender e ser compreendido são um desejo de muitos irmãos nesta infinita caminhada de progresso e evolução em que todos nós atravessamos nesta jornada de oportunidades que o Senhor nos proporciona a cada instante e a cada respiração de nossa existência com o proposito de podermos alcançar a misericórdia infinita e se inspirando a cada instante na bondade infinita de Deus pai criador de tudo o que existe.

Temos o diamante do amor embutido em nosso ser onde com o tempo havemos de lapida-lo e distribuir cada partícula que se renova em nossos corações, cada pedacinho de amor que distribuímos aos nossos semelhantes é digno de nosso mais singelo respeito e inspiração para entregar sempre o melhor de nós, infelizmente há alguns irmãos que afundam o seu diamante num lodo e por lá permanece por muito tempo, mas lembrando de que mesmo estando nestas condições o diamante jamais deixará de existir, esperando simplesmente para ser resgatado, polido e permanecer vislumbrando a sua beleza aos olhos de qualquer criatura e sendo digno de jubilo do senhor.

É preciso meus amados compreender que nem todos estão preparados para se apossar do nosso brilho e de nossa amizade por questões diversas a nossa existência e caminhada, a rejeição existe para podermos crescer e ver que há um limite em nós, mesmo que a intensão nossa seja a mais genuína distribuição de bons fluidos e riquezas infinitas.

Quem sabe e vive o instituto do amor compreende que não há nada mais gratificante que ver o melhor de si brotando no solo alheio, mesmo que este venha num instante acabar com a confiança que depositara e veja todo seu esforço se esvaindo pelas mazelas do homem, mas sua mensagem fora depositado, pois o amor não necessita de retribuição e reconhecimento, pois é uma joia que se renova sem a preocupação de se findar, o que ocorre na maioria das vezes é simplesmente ser guardado no baú do sentimento, principalmente quando somos incompreendidos da nossa manifestação.

Amar a toda obra divina é viver Deus vivo na existência e consequentemente ter para si a abundância de uma paz e de uma felicidade incontestável e o combustível fundamental para seguir a caminhada rumo ao reino de Deus, sabendo e se cuidando para os obstáculos adiante e também para as situações surpresas que podem nos trair e fazer-nos chorar a tristeza da ingratidão em muitos momentos em que ofertamos o nosso melhor e muitos nos darão o seu lamaçal de misérias e dos males perversos.

Ao compreendermos que nossos irmãos têm suas fraquezas assim como nós e se buscar no auge de suas manifestações pecaminosas e mesmo injuriosas o equilíbrio da consciência e buscar ultrapassar essas situações inundando seu ser com a luz do espirito de Deus, certamente a magoa poderá até surgir, mas quem usa a força do criador estarão sempre de pé e fortes e jamais cairá nas armadilhas do mal por mais covarde que ela possa parecer.

Não submerja seu diamante nos pântanos da desilusão diante dos desafios do mal, faça brilhar a todo o instante a força e o brilho do seu amor e o conserve na mais pura limpeza, não espere nada e nenhuma recompensa, simplesmente dê o que o senhor lhe oferta em magnitude sincera.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário