quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Pendulo da balança



Deixe algum sinal de alegria, onde passes. (Chico Xavier)

Em vários momentos em nossa caminhada existencial vamos nos deparar com situações adversas, momentos de alegrias como de tristezas, e é este o trabalho de equilíbrio que devemos praticar em nosso cotidiano, ou seja, ninguém é imune de viver os dois extremos da vida, o importante é unir as duas forças e buscar aprender com todas as oportunidades e fazerem-se pessoas de bem. É evidente que cada irmão na sua unidade adquirida com as experiências e as lições a serem vividas e praticadas passará por situações que cada um dos lados pesará com uma força de maior intensidade, sendo-nos necessários a busca do auxilio seja em qual momento for, pois até mesmo nos momentos de francas alegrias deveremos solicitar ajuda também para não nos vislumbrarmos como uma única situação e quando das primeiras tormentas não se desintegrar por completo com angustias e depressões.

Buscar trabalhar a felicidade pelo campo do amor requererá de todos nós diversos sacrifícios pessoais a atingir este sentido, essa luta começa por compreender-nos em nossas fraquezas e também habilidades para buscar sempre renovar os pensamentos e os sentidos para facilitar a nossa condução prospera e assim fazer a nossa imagem semelhante ao do Senhor. Os sacrifícios que deveremos passar não estão diretamente associados aos manifestos que presenciamos em muitos momentos das particularidades de muitos e muito menos buscar querer escalar altas montanhas para querer provar sua fé e o seu agradecimento a qualquer graça alcançada, o maior desafio nosso é vencer os nossos preconceitos, nossos medos, nossas misérias e nossos pecados a ceder e respeitar ao próximo em suas posições neste infinito universo, o nosso maior adversário é aceitar o próximo também com as suas fraquezas e na distinta evolução, não há como embutir no outro nós mesmos, como no que cremos ou compreendemos ser o sentido de felicidade e conquistas.

Sabemos que somos todos diferenciados em nossa caminhada, mesmo em comunhão com a família, com os amigos e qualquer outra coletividade que nos fortalece na caminhada prospera em união, pois fomos criados individualmente pelo Criador e neste proposito recebemos a cada instante uma nova pagina neste fantástico livro de nossas vidas e que somos nele o principal personagem que comanda cada capitulo sob a nossa vontade e perante o olhar divino que nos acompanha e também anota em nosso diário a justa passagem de cada linha que somos responsáveis por anota-las.

Há um sentimento que devemos praticar e que é contagiante a qualquer momento que o manifestamos que é a nossa alegria espontânea a comandar com satisfação o sorriso alheio através do nosso bem estar e neste caminho fazer-nos o ponto de busca de todos aqueles que se encontram tristes e necessitam de um incentivo de alivio a facilitar e a amenizar os sofrimentos seja ele qual for e é evidente que nem a todo instante será possível à demonstração de alegria, haverá momentos que deveremos ser sérios para compreender e ensinar, como também nos momentos de tristezas, choros movidos por circunstancias adversas que nos farão reconhecer em nossa intimidade a aceitar os rumos do destino e buscar as forças do recomeço de muitas situações, mas seja qual for destes sentimentos acontecer havemos de sempre trabalhar o equilíbrio, se o pendulo pesar para qualquer de ambos os lados, aproveite o momento para embutir o sentimento divino a comandar suas forças, pois quando chegar novamente ao nivelamento ideal termos a força necessária para seguir em frente nesta prospera caminhada de oportunidades de crescimento e de salvação. Por onde for passar deixe a sua marca de alegria, para que amanhã você seja o ponto de apoio e de reequilíbrio de outros irmãos, pois as buscas das nossas forças e do nosso reequilíbrio certamente encontraremos noutro irmão.

Jamais devemos agir a querer ser como uma ilha inexplorada e repleta de mitos e temeridade para que outros irmãos não deseje ir até nós. Quando manifestamos qualquer sentimento de segurança e damos as aberturas necessárias para sermos visitados e mesmo explorados por outros em busca de nosso mais precioso sentimento de felicidade pelo amor dos nossos recursos inesgotáveis certamente não sofreremos com a solidão e compartilharemos com demais alegrias que nos será compartilhado por aqueles que nos tem gratidão e se mesmo assim não tivermos o reconhecimento da sua intensão e da sua oferta jamais se entregue a desilusão, espelhe-se em Jesus que mesmo tendo sido traído jamais deixou de nos amar e dispôs o seu coração a nos receber na sua proteção e caminhar conosco rumo à morada eterna.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Fazer é melhor do que ser




"Na vida, não vale tanto o que temos, nem tanto importa o que somos. Vale o que realizamos com aquilo que possuímos e, acima de tudo, importa o que fazemos de nós!" (Chico Xavier).


Evoluir é o caminho natural de todos os seres vivos em consonância com as nossas ações e sentimentos dispostos a nós e quanto a nossa oferta diante da sociedade que temos o dever de ser o facilitador do progresso universal em todos os aspectos que somos habilitados a praticar.

Dentro deste proposito nos será disponibilizados acessórios a agilizar o que temos a oferecer, tanto no campo intelectual quanto na labuta corporal em todos os aspectos, como o professor que se habilita a ensinar seus alunos, cumpre a sua missão de ensinar e não cobra posteriormente os louros ou mesmo permutas pelo sucesso de seus pupilos no adiante de suas carreiras. Assim devemos agir dentro do que nos é oferecido por méritos e que havemos de agradecer o Senhor às oportunidades independentemente de quantidade do que adquirimos e temos a disposto, pois todo acessório essencial no planeta não lhe é favorável na prestação de contas quanto do dessepulto a matéria, onde seguimos perante a nossa consciência a defesa do que produzimos, sendo que os títulos e qualquer bem ficam no passado, importando somente o que de eficaz produzimos e proporcionamos a fazer com o que nos fora fracionado.

A existência é como um grande campado que é dado ao homem para produção do seu alimento para a sua caminhada e também no ofertar de sua colheita para alimentar outros mais, as sementes da prosperidade já nasce em cada um de nós, bastando-nos a semear por todo campo e esperar o resultado de todo esforço produzido a cada momento, e a cada sementeira enraizada esperando os frutos desejados. Agora se a inercia fizer vida na concepção de quem recebe este ambiente e nada se produz, o campo existirá, mas nenhuma perspectiva poderá se esperar deste campestre, talvez por um percurso de um pássaro que traz em si uma semente e deixar cair neste campo poderá até nascer alguma produção, mas se o cuidado não for reciproco ao proposito de crescimento que se propõe a semente, nenhuma qualidade poderá se esperar deste fruto, poderá até dar algo, mas nada de continuidade, onde este passará toda uma oportunidade improdutiva e sem qualquer resultado a apresentar no instante de nossa contabilidade diante de que nos confiou à produtividade divina.

Saiba que no momento de prestar suas contas não lhe será perguntado que tipo de árvore você foi ou qual foi o seu porte e o seu tamanho, lhe será arguido se prestou sombra da proteção a aquele que necessitava de um abrigo quanto às tormentas das tempestades e mesmo ao alivio do calor dos problemas por estes enfrentados e se encontrou em ti um conforto, se o seu fruto lhe dado de graça fora distribuído do mesmo proposito, se cultivou a qualidade de cada néctar produzido por sua vontade, se acolheu todos aqueles com gratidão a admiração que tiveram com você, se louvou aquela outra arvore que produziu os frutos e a semente para que você existisse. Neste campo não importa qual a sua dimensão, a verdade e o mais importante é o que pôde ser realizado dentro de um conjunto de situações, pode acontecer de ter uma grande arvore no centro desta campina, mas dará abrigo a poucas pessoas e ofertará poucos alimentos, sendo que em outra planície há vários pequenos arbustos, mas com poder muito maior de proteção e de oferta.

É importante compreender essa proposição meus amados. Não busque trabalhar apenas um único cultivo, onde até poderá atender a algumas necessidades alheias, sendo que neste sentido sempre haverá a necessidade de fazer uma seleção, até mesmo injusta, e que deixará sempre alguém desprotegido e faminto e também não vislumbre com o volume e nem procure criar uma grandeza a querer ser admirado por outros pelo seu porte, o mais interessante é ter o poder de oferecer maior a abrangência de sua proposta aos atendimentos por sua qualidade de segurança na proteção e no alimento doado e saiba que quanto mais oferecer abrigo e frutos maiores será o seu bônus e méritos para com o Senhor que lhe deu uma existência de bastante fartura. Lembrando também que não basta apenas ter a quantidade de árvores se não zelar com atenção e os devidos cuidados para o fortalecimento de sua raiz com as principais vitaminas da existência que é a fé, a doação, a fraternidade, a lealdade, a paciência, a tolerância e acima de tudo o amor para ser assim o produto do fruto da felicidade.

Meus queridos todos nós temos uma potencialidade magnânima e o poder de felicidade incrível para se viver e ofertar, mesmo nas dificuldades enfrentadas no cotidiano e claro que haverá momentos em que a fé poderá ser abalada e a confiança no senhor colocada em xeque por diversos momentos conflitoso que são vividos por você e por uma quantidade quase que unanime de irmãos planetários e mesmo espirituais, mas tudo que vivemos é fruto de nossa plantação e também é o antidoto importante para a resistência a enfrentar diversas outras modalidades de situações negativas e fortalecer-se para sempre viver a alegria na alma, o que ocorre muitas vezes é que sentimentos inferiores invadem o coração e a consciência de muitos que o faz somente lamentar a situação viciosa e nada faz criar para mudar a realidade e não é este proposito que o Senhor quer de nós, ele quer que superemos cada obstáculo com dignidade e coragem, pois até mesmo seu unigênito teve de passar e vencer todas as dificuldades como a desconfiança e também as agressões diversas, mas sempre teve quem o escutasse e o seguisse e por estes morreu e são para aqueles que acreditam em nós, como Deus, que devemos sempre estar produzindo o melhor de nós..


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Seu Tempo




"-Tudo tem seu apogeu e seu declínio... É natural que seja assim, todavia, quando tudo parece convergir para o que supomos o nada, eis que a vida ressurge, triunfante e bela!... Novas folhas, novas flores, na infinita benção do recomeço! "(Chico Xavier).


A paciência é uma das maiores virtudes que o vencedor possa alimentar em toda sua instancia e principalmente nos momentos de dificuldade que o caminho venha a oferecer. Cada tempo nosso traz marcas significantes da experiência pelos diversos caminhos que escolhemos fruto de nossas escolhas nesta infinita caminhada e trabalho que o Senhor nos proporciona a todo o momento o progresso único.

Todos nós caminhamos em busca de um único sentido, o Reino de Deus, mas para isto é preciso passar por diversos caminhos nesta estrada repleta de Deus e tomando os devidos cuidados para que o nosso caminho não seja desviado para cantos aonde não conhecemos, são esses os atalhos da existência que em muitos momentos aparenta ser a melhor escolha, mas quando se caminha a estes sentidos vemos os equívocos e teremos a certeza de como a sua volta será cada vez mais difícil, pois ao mesmo tempo em que somos ludibriados a tomar caminhos obscuros revestido de facilidades, seu regresso nos será confundido para não mais sair e sermos submerso pelas forças ocultas que tende a nos perder no pecado pelo choro e pelo ranger de dente, lugares estes onde estaremos sozinhos e amedrontados, pois tudo no caminho do engano é sem sentido e sem esperança e quem se aventura nestas facilidades deverá ter a sua força redobra, claro que todos aqueles que se adentram ao mundo da confusão terá o auxílio de Deus a amparar na volta nos trilhos do bem e lembrando que o nosso Pai a todo o momento nos mostrará o caminho de volta e o que será necessário fazer para retornar, nos deixando livres e a nossa conveniência para resistir e lutar ou mesmo cair novamente nas tentações do mal, os caminhos e as escolhas são exclusivos a cada um, mesmo com amparo divino.

É importante meus amados compreender a vontade de Deus sob a regência de nosso destino, em muitos instantes somos tomados pela ansiedade que nos faz tomar decisões e caminhos tortuosos na vida, são comportamentos de ânsia que faz com que certas atitudes nos tomem como chicote da própria existência, ou seja, quando desejamos transpor o tempo e romper as barreiras que nos são impostas pelo simples desejo da posse e afrontamos a ordem natural pela desobediência seremos severamente questionados por tamanha inconveniência e desrespeito. Vislumbramos o nosso tempo como uma árvore frondosa, para que se tenha o fruto desejado é preciso plantar a semente, cuida-la e esperar o tempo de crescimento para o colhimento desejado, não há como querer antecipar a ordem natural, é preciso paciência para esperar o tempo exato de colheita.

Mesmo acontecendo de sermos afoitos e romper estas fronteiras, novas oportunidades de domar nossa ansiedade nos será proposta, cada tempo e cada momento em nossa caminhada é um recomeço para adequarmos a nossa postura diante da sociedade de Deus e que deve ao máximo aproveitado as instancias de aperfeiçoamento do respeito e dos limites que havemos de aprender para sermos de fato equilibrados e merecedores de graças sabendo usar a sapiência do tempo a trabalhar com dedicação e compromisso para merecer o que nos é devido.

Haverá momentos em nosso caminho que nada parecerá ter mais sentido, trabalharemos com suor e com afinco e nada parecerá mudar ou novas situações não surgirão como almejamos, plantamos as sementes e parecerá que nada fará crescer e frutificar este tempo, mas é preciso compreender para alcançarmos a satisfação nem toda semente se desenvolverá como a outra, haverá momentos que nossas sementes terão um tempo a mais para germinar e mesmo ofertar os frutos naturais, como em outros casos dificilmente está semente dará os frutos do nosso tempo, mas não significa que ela deixará de se desenvolver, mas há sementes que precisam de um pouco mais de cuidado e tempo para progredir, há momentos que será preciso cuidar muito mais da raiz do que mesmo esperar o desenvolvimento de toda uma estrutura e quando esperarmos e acreditarmos de verdade no amor divino logo cresceremos fortes e saudáveis e poderemos de verdade alimentar toda uma gente em busca de esperança.

Neste sentido havemos de consumir a nossa consciência irmãos, pois para tudo há um tempo exclusivo de crescimento e colheita e enquanto este tempo não vem conforme desejamos aproveitemos cada momento para enrijecer nossa raiz com bons adubos e boa terra como o trabalho, a fé, a lealdade, a honestidade, a confiança, a fraternidade, a doação e acima de tudo com a vitamina fundamental de toda uma estrutura que é o amor, este sendo o mais sagrado sentimento que é capaz de aflorar todas as oportunidades. Não desanime se o tempo não parecer caminhar conforme desejamos, mas para Deus o tempo não para, simplesmente cada um receberá aquilo na proporcionalidade das necessidades e dos méritos conquistados, se hoje o seu momento parece inerte, tenha paciência que o seu tempo chegará, o que não induz que devemos permanecer parados e esperar de braços cruzados algo cair como chuva, havemos de ir trabalhar dia a dia, pois quanto mais fortalecer a sua raiz maior será o seu crescimento e a sua evolução e consequentemente a sua colheita.

Uma raiz forte é fundamental para a manutenção de toda uma caminhada, o progresso é para os fortes, não da forma física, mas a força de resistir os encantamentos malignos, de trabalhar com honestidade vencendo toda uma forma de corrupção, superando todos os obstáculos que surgem pelo caminho como coragem, fé, dedicação e determinação para romper com as armadilhas do mal na caminhada e principalmente sendo obedientes as leis e a vontade do criador para compreender o sentido da existência e buscar a qualidade da bondade em todo o momento para ser sempre um bom servo do Senhor a disposição para trabalhar e também atrair novos servidores para a obra divina que nos convoca a todo instante a erguer nossa importante oferta caritativa.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Confraternizar a Vida




"Valoriza os amigos. Respeita os adversários.” (Chico Xavier).

Compreendemos que nenhum homem dever ser como uma ilha inexplorada e que é temido por todos aqueles que ouvem falar de si e nem mesmo ser uma lenda repleta de historias assustadora e alvo de terror quando alguns se arriscarem a querer explora-lo, neste sentido não se constrói um irmão para o bem e sim para a temeridade e mesmo para a solidão em face aqueles que insistem em desejar ser temido ou mesmo odiado por outros mais. Toda nossa caminhada deve ser ao máximo aproveitado em toda sua instancia, temos momentos de altos e baixos, de alegrias e tristezas, amores e ódio dentre uma gama infinita de antônimos nesta existência evolutiva.

A caminhada nossa de cada dia deve ser elevada ao sentido de angariar amigos e aliados a confortar-nos nos momentos de angustias, ser o amparo nos instantes das quedas e ser a mão solidaria a nos sustentar a caminhada fraterna no sentido da salvação, engana-se aquele que diz conseguir atingir a salvação por si, quem é detentor deste sentimento ainda não aprendeu a amar como nos ensinou diversos profetas e em destaque nosso amado Jesus e também nosso Chico Xavier que nos trouxe a lição completa e repleta dos nossos sentidos.

Podemos ter variações de condutas em face ao humor que carregamos em nossa intimidade quanto aos desafios e a cada continuidade da caminhada, em muitos momentos nos deparamos com nossos semelhantes em variações de comportamentos e mesmo conceitos que muitos adquirem para si, haverá debates de ideias, contradições e mesmo a disputa da melhor concepção, mas acima de todos estes preceitos deve perdurar o respeito ao conhecimento alheio, podemos enriquecer-se quando permitimos escutar o outro e neste sentido abrir a nossa mente para a riqueza mais sagrada que é a caminhada munida de vasto conhecimento e experiências grandiosas principalmente no lidar com situações adversas ao bem e mesmo quanto aos adversários que formamos neste universo que ainda caminham com sentimentos inferiores como a inveja, o egoísmo e as disputas ruinosas de um querer se beneficiar e estar à frente do outro a todo o custo de uma pratica solitária e muitas vezes cruel.

Em nenhum momento desde a criação da humanidade o nosso criador desejou que sua obra conflitasse em inimizades como ocorre com bastante fartura na sociedade universal, bem como as guerras e todo o sentido de destruição da obra sagrada em nome de sentimentos perversos embutidos no intimo de muitos pela força do maligno que veio para destruir tudo produzido no amor incondicional de Deus. A força de Deus em cada um de nós é capaz de aniquilar toda pretensão do mal, temos esta arma e também o escudo protetor a nos defender destes ataques ferrenhos e repleto de morte que vem para querer perder todos nós no choro e nos rangeres de dente, e esta pratica vem acompanhando a todos desde o Jardim do Éden, onde no momento muitos ainda vivem da herança do pecado por desobediência ao Senhor e também como essa desobediência ainda vem avassaladora na humanidade.

Dentro do proposito do mal estão às chagas da humanidade que faz chorar mães e filhos diante das angustias e da temeridade do mal em grande produção na vida e de muitos que se aliam as forças do mal em sentimentos perversos a criarem a guerra existencial que aparenta não ter fim, a cada momento novas modalidades de perder os homens tem sido explorado neste laboratório planetário, para alguns a sensação é que Deus perdeu as forças e a esperança pela humanidade e abandonou seus filhos a sorte de seu destino, pois cada tempo às pestes transformada em teimosia, acomodação e preguiça vem oferecendo ao homem a inercia de sua evolução virtuosa e a dianteira do pecado cada vez mais ruinosa e mesmo insuportável à convivência com estas misérias e abismos profundos a fazer chorar todos os homens de bem, mas não, Deus jamais abandonou e jamais nos abandonará por mais que as forças contrárias nos queiram cegar a este sentido e fazer-nos alistar no exercito do pecado, a cada desafio que enfrentamos é uma escola fundamental a merecermos o reino sagrado, para isto é importante cada um de nós fazer a sua e exclusiva parte e caminhar resistente ao mal e sendo obediente ao desejo do criador que é imutável, pois o sentido da salvação, as leis e a vontade de Deus jamais se modificará a nossa conveniência, pois desde a transformação de tudo que a sua vontade nos esta clara e exposta, e quando ele nos diz para não experimentar determinado fruto devemos obedece-lo, pois ao contrariar a sua ordem sofreremos as consequências. E então devo dizer que ele é mal com nós? Não e jamais devemos duvidar do seu amor por todos nós, pois ele é superiormente justo e sabe o que é melhor para todos nós e que o seu amor é infinito e ele sempre nos avisa com antecedência para não cairmos na tentação, mas lembrando de que o livre arbítrio é lei e que temos a liberdade de seguir por onde melhor nos convenie.

A cada instante nos oferecerão os frutos do pecado e o nosso Senhor nos dirá para não experimenta-lo, agora se a teimosia fizer presente em nossas ações, arquemos com as consequências de nossas escolhas e não vamos culpar a Deus por nossos próprios erros e pecados, devemos é louvar ao Senhor sempre a oportunidade de vencer estes desafios com a força que existe em nós. Mas quanto tempo será preciso para recuperar um instante perdido? De certo conforme o aproveitamento individual do momento aproveitado para resistir e seguir leal ao Senhor. Difícil poder até ser, mas não é impossível desde que permitamos que Deus habite de verdade em nossos corações e que todos aproveitem cada circunstancia ofertada e que possamos doar sempre o melhor de cada um em cada ocasião.

Nesta oscilação existencial planetária conquistaremos amigos e também adversários de toda forma, teremos aliados a começar pela família e pelos amigos que nos oferecerão a proteção devida a nos assegurar que nenhum mal possa nos atingir e assim devemos nos portar a todo o momento protegendo os nossos amados, mas compreendemos que a força do mal pode romper essa fronteira de proteção e nos atingir com a sua fúria, e quando ocorrer essa situação não há porque perder a paz e a confiança no Deus maior e enfrentar as adversidades e graduar-se na lição mais importante que é a do perdão e da compreensão de que a nossa resistência parte da força divina que permitimos vive-la na sua acústica a combater toda forma do mal que surge em muitos momentos na deslealdade e na falsidade de sua aparência.

Não era para ser assim, mas amados irmãos valorizem ao máximo a sua família e os seus amigos, pois eles serão o seu porto seguro contra qualquer pretensão do maligno e quanto a aqueles que não gostam de ti por qualquer motivo ou lhe tem como adversário, ou mesmo como um inimigo declarado ou oculto, respeite-o na sua evolução e seja forte, não no sentido da violência, mas na grandeza de Deus dentro de você e jamais retribua o mal com o mal, dê sempre a outra face quando lhe for agredida a outra, não sejas orgulhoso para querer sempre vencer uma discussão ou mesmo uma injustiça, alie-se e entregue sua caminhada ao comando de Deus, pois a ele lhe será sempre devido o que lhe é tomado por qualquer iniquidade, pois ele é e sempre será justo com todos nós e saiba sempre o que é seu por mérito jamais será lhe tomado e por mais que o caminho seja tortuoso e o que lhe é devido por direito encontrará o caminho para chegar até você, basta ter paciência e fé.  


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Espírito Eterno



Lembremo-nos de que o homem interior se renova sempre. A luta enriquece-o de experiência, a dor aprimora-lhe as emoções e o sacrifício tempera-lhe o caráter. O Espírito encarnado sofre constantes transformações por fora, a fim de acrisolar-se e engrandecer-se por dentro. (Chico Xavier)

Diversos são os caminhos percorridos pelo espírito desde a sua criação por vontade de Deus a desenvolver todo um sistema de busca, aprendizado e doação, cada um de nós tem uma idade espiritual e consequentemente um histórico vasto de experiências adquiridas, lugares e épocas vividas e principalmente envolto a uma matéria corporal, neste sentido numa nova roupagem buscam a cada dia adquirir novas experiências e aprimoramento da evolução frente à vontade de Deus em fraternidade com outros irmãos.

Um corpo carnal pode-se equiparar ao desenvolvimento de um veiculo de tração motor em modernidade na sociedade, existe um condutor que dirige o carro e neste sentido faz sua periódica manutenção para que este possa continuar a atender as suas necessidades de progresso com maior fluidez e há de encurtar o tempo a poder desenvolver melhor a sua tarefa e além do conforto de seguir sempre ao progresso contínuo.

O espirito é o condutor do corpo carnal em que lhe confiado para desenvolver e trabalhar sua competência, a partir de então o espírito terá toda liberdade funcional para conduzir o seu veiculo como bem o convenie, assim como no transito veicular tem suas regras e quem transgredi-la responderá por sua ação, assim é o espirito, conforme sua condução este responderá na sua proporção. Este corpo requererá sempre uma manutenção periódica para continuar a cumprir sua tarefa, mas quem conduz ativamente todas as funções é o nosso espírito único que de tempos em tempos muda de veiculo e que deverá seguir seu caminho adquirindo novas experiências, e ao contrario do veiculo motorizado nossas ações tem maior liberdade, mas também temos uma regra a seguir e que nos conduzirá a tão desejada salvação de nossos pecados e o merecimento de nossa condição, tudo que nos é favorável a este sentido nos será disposto pelo criador, mas teremos a liberdade de escolher qual sentido ir, sendo-nos respeitada qualquer decisão e sem qualquer induzimento ou obrigatoriedade, mas tendo a consciência com diversos exemplos de ambos os sentidos a saber a realidade de cada rumo, ou seja, não temos o direito do álibi do desconhecimento, mesmo entregue as mais duras misérias existenciais.

Nenhuma experiência por mais desafiadora será em vão, como somos condutores de nosso destino temos uma consciência, e por mais que a teimosia possa persistir em nossa mente querendo mentir para nós mesmos e querer esconder à auto culpa, todas as consequências, principalmente as mais exaustivas poderão ser bem proveitosa no sentido de engrandecer a alma no caminhar dianteiro e assim ter maior atenção em não se deixar cair nas tentações do destino, basta ter boa vontade consigo.

Vivemos para progredir como uma semente na terra a se desenvolver como uma arvore frondosa da existência, tem todos os recursos favoráveis a se desenvolver, mas ao longo do tempo nos depararemos com situações virtuosas e viciosas a combater o mal e aproveitar todas as oportunidades de crescimento.

Haverá momentos que adoeceremos, mas temos a disposição diversos recursos de cura, como há momentos que teremos pouco espaço para crescer e desenvolver e tendo a nossa raiz encontrada resistências, principalmente onde houver o frio do concreto a nos dificultar o progresso, mas persistindo e acreditando em si, poderão todos muito bem se desenvolver, mesmo com poucas oportunidades, mas sabendo aproveitar cada sentido havemos de crescer e ofertar os bons frutos como uma bela flor que nasce em meio ao pântano, onde aquele que deseja-la deverá enfrentar todas as dificuldades do solo para apossar de toda sua beleza.

Por isto amado irmão espiritual você que se encontra em atividade no seu corpo físico, aproveitem as oportunidades de renovar as experiências e adquirir novas e eternas bênçãos divinas, não lamente as quedas e as dificuldades que enfrentarão ou mesmo que já passaram ou vive no momento, tudo isto é adubo para fortalecer sua raiz cada dia mais e a criarem resistências contra todas as pestes do pecado e poder continuar a progredir e ofertar os melhores frutos com os mais saborosos néctares da fraternidade, do amor e da lealdade espontâneo de si. Como aqueles irmãos que aguardam novas experiências que devem aproveitar para aprimorar o seu conhecimento eterno disposto a qualquer um como o estudo de cada caminho do bem e do mal, e com eles ensinar a outros irmãos a realidade distinta e quais as consequências poderão arcar com as escolhas, e sempre deixando cada irmão livre para escolher seu sentido, pois se o nosso Criador nos dá essa liberdade, porque então haveremos de nos apossar do livre arbítrio alheio, cada um necessita passar pelo processo de todas as experiências e todas as formas de progresso e luta para se alcançar a vitória pessoal.

Irmãos, como condutores do seu veiculo passageiro faça a manutenção permanente do seu espirito com bons pensamentos, bom humor, alegria, paciência, tolerância, compreensão, fraternidade e buscando para si conhecer melhor quem foi Jesus e o que ele nos propôs para merecer o Reino eterno, ele nos deu todos os exemplos e lições para seguirmos em frente para abrirmos o caminho da felicidade verdadeira, por isto conduza seu veiculo corpóreo pelas melhores vias e procure não ferir as regras, não é difícil seguir pelo caminho certo, pois o que dificulta é a nossa teimosia e o orgulho de não admitir muitas vezes os erros e procurar melhora-nos.

Saibamos todos que o erro existe e que isto faz parte do progresso do conhecimento e da existência, saber reconhece o erro e buscar reformar para acertar já é um passo importante para viver a sabedoria eterna e consequentemente avançar nesta estrada e porque não servir de exemplo para outros mais e formar um exercito de força do bem a combater todas as pretensões do mal e trabalhar para a regeneração de nosso universo e em especial ao planeta que te acolheu e habita no momento.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

O PODER DIVINO


Uma podre senhora, com visível ar de derrota estampado no rosto, entrou num armazém, se aproximou do proprietário conhecido pelo seu jeito grosseiro, e lhe pediu fiado alguns mantimentos.
Ela explicou que o seu marido estava muito doente e não podia trabalhar e que tinha sete filhos para alimentar.
O dono do armazém zombou dela e pediu que se retirasse do seu estabelecimento. Pensando na necessidade da sua família ela implorou. “Por favor, Senhor, eu lhe darei dinheiro assim que eu tiver...” ao que lhe respondeu que ela não tinha credito e nem conta na sua loja.
Em pé no balcão ao lado, um freguês que assistia a conversa entre os dois se aproximou do dono do armazém e lhe disse que ele deveria dar o que aquela mulher necessitava para a sua família por sua conta.
Então o comerciante falou meio relutante para a pobre mulher. “você tem uma lista de mantimentos?”
“sim”, respondeu ela. “muito bem, coloque a sua lista na balança e o quanto ela pesar, eu lhe darei em mantimentos”.
A pobre mulher hesitou por uns instantes e com a cabeça curvada, retirou da bolsa um pedaço de papel, escreveu alguma coisa e o depositou suavemente na balança (...)
Os três ficaram admirados quando o prato da balança com o papel desceu e permaneceu embaixo. Completamente pasmado com o marcador da balança, o comerciante virou-se lentamente para o seu freguês e comentou contrariado: “eu não posso acreditar!”.
O freguês sorriu e o homem começou a colocar os mantimentos no outro prato da balança. Como a escala da balança não equilibrava, ele continuou colocando mais e mais mantimentos ate ano caber mais nada.
O comerciante ficou parado ali por alguns instantes olhando para a balança, tentando entender o que havia acontecido. Finalmente, ele pegou o pedaço de papel da balança e ficou espantado, pois não era uma lista de compras e uma oração que dizia:
“Meu Senhor, o senhor conhece as minhas necessidades e eu estou deixando isto em suas mãos (...)”.
O homem deu as mercadorias para a pobre mulher no mais completo silêncio, que agradeceu e deixou o armazém. O freguês pagou a conta e disse: “Valeu cada centavo”.

(...) só mais tarde o comerciante pode reparar que a balança havia quebrado, entretanto só Deus sabe o quanto pesa uma prece (...)”.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Equilíbrio




"A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior perdoa, a inferior condena. Tem coisas que o coração só fala para quem sabe escutar!" (Chico Xavier).

Vive-se um contraste de sentimentos os irmãos habitantes do plante expiatório bem como no plano eterno na espiritualidade em diversas colônias em saber comungar a existência com demais outros irmãos em sintonia com o caminhar prospero, ocorre que muitas vezes quando se alcança um patamar de conhecimento e sabedoria alguns desencadeiam sentimentos mais agressivos para com aqueles que estão chegando e caminhando na sua evolução.

É importante cada um trazer dentro de si a consciência de que todos nós necessitamos passar por diversas etapas evolutivas para atingir o momento atual em que encontramos com a nossa sabedoria, todos somos sábios dentro daquilo que cada um busca a se aperfeiçoar, dentro desta concepção temos a lição divina que nos instruiu em adquirir conhecimentos e ao qual temos o sentido de elevar os nossos sentimentos a não se prejudicar com algo como a impaciência e a intolerância reinante em nossas praticas principalmente com as limitações e os pecados alheios, não é porque muitos atingem um grau significativo que esta imune às recaídas e mesmo as praticas primitivas da essência retrógada.

Jesus nos trouxe a essência da sabedoria para alcançarmos a eternidade no Reino de Deus e, além disto, nos deu seu exemplo de que tudo podemos desde que dentro de nós reine tudo aquilo que o Pai deseja de cada um de nós e principalmente a pratica do amor incondicional, sendo que este sentimento não esta limitada as manifestações sentimentais, é fundamentalmente praticado no ato de lidar e compreender os nossos irmãos e suas limitações.

Há uma hipocrisia do padrão comportamental na sociedade em condenar veementemente os erros e os pecados alheios como se todos fossem imunes a qualquer queda, onde se inclui as duas dimensões do plano de Criador, muitos praticam o erro pela ignorância como há aqueles que comentem pelo querer consciente, mas há de pensarmos sempre no equilíbrio do nosso cotidiano para não deixar-nos contaminar com essa prática viciosa e perversa, condenando o próximo até mesmo com furor ferino e impedindo que possam reparar seus enganos e recomeçar novamente a fazer o bem naquilo que aprendem com os seus erros.

Nosso Pai de soberana sabedoria nos permite sempre recomeçar do ponto onde caímos e de refazer a nossa caminhada com as experiências adquiridas e poder realinhar dentro do proposito designado a cada um a seguir a prosperidade da evolução atraindo para si todas as beneficias da boa semeadura a colher os melhores frutos da eternidade, mas para isto é necessário cada um fazer a sua parte e compreender que o seu próximo é tão fraco com ti e que merece e tem a mesma importância para Deus e que as oportunidades são únicas a cada um, o que ocorre com as diferenças são tudo aquilo que cada um proporciona para si, se há desigualdades múltiplas é porque colhemos este fruto conforme zelamos pelo nosso plantio e onde Deus nos permitirá recomeçar exatamente do ponto onde quedamos.

A sabedoria de que necessitamos para seguir neste sentido virtuoso não nos vem por conveniência artificial ou pura magica, essa é a realidade de uma virtude que é inserida e plantada no núcleo mais profundo e fundamental da alma, ou seja, é a semente verdadeira de Deus semeando nossos sentimentos e nossas ações por nossa vontade, essa semente esta em toda a parte e sua germinação é muito fácil, mas o que ocorre na sua maioria é que quase sempre não encontra a terra fértil em nosso coração para poder se desenvolver e ofertar os bons frutos do bem, mas muitas vezes demora a germinação da sua raiz em nosso jardim por encontra-lo concretado por nossos pecados que contaminados com sentimentos inferiores e perversos em que insistimos em mantê-lo a nossa oferta e não buscamos mudar pela acomodação e mesmo preguiça do insucesso como a inveja, o egoísmo, a intolerância, a condenação, a disseminação no ódio e todas essas sensações que estagnam a evolução e muitos perdem um tempo precioso para caminhar e evoluir, ficando a frustração e o arrependimento das oportunidades perdidas por não ter promovida a própria mudança e quando chegar o instante de prestar contas não terá nada a dizer a seu favor e tendo de esperar na fila o seu momento para uma nova oportunidade que virá conforme a vontade e o tempo designado pelo criador e enquanto isto cada um deverá refletir a inercia da própria evolução por vontade própria, onde nisto incluem-se o não perdão das ofensas, a sensibilidade de não ter compreendido as falhas de seu próximo para com você, de não ter perdido o perdão a quem ofendeu, de ter ganhado algo injustamente à custa da inocência ou da ignorância alheia, de ter se apossado de algo que não lhe era devido por usar a inteligência adquirida para praticas do mal, de não ter amparado os necessitados quando chegou a si clamando uma esperança que seja em um copo d’agua ou até mesmo num sorriso.

Amados são essas e diversas outras situações que praticamos por inferioridade que brotamos em nós mesmos e que nos faz solitários e tristes num universo de oportunidades de felicidade que temos a todo o momento para viver este estado de satisfação, perde-se muito por alimentar algo que podemos extirpar para ser feliz, como as misérias múltiplas das pequenas coisas que faz com que degustamos o gosto amargo do insucesso e da falta de novas oportunidades, sigam o exemplo daqueles que nascem num corpo limitado que aceita com resignação a oportunidade de reparar seus débitos e a você meus irmãos que desfruta de um corpo sadio com o espírito livre para comandar suas ações e seu ir e vir aproveitem a sua saúde plena para fazer e buscar ser melhor sempre e atrair para si outros mais para este comboio ao plano eterno de felicidade e amor ao lado de Deus, sinta se há algo melhor do que esta ao lado do Pai sendo amado e esta com quem amamos? Por isto aproveitem as oportunidades.


Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo Passos.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Ponderação



Tudo que criamos para nós, de que não temos necessidade, se transforma em angústia, em depressão... (Chico Xavier)


O consumismo sem precedentes tem feito parte da existência de muitos irmãos que ao longo de milênios na sociedade trabalham para criar situações e adquirir bens em grandes proporções, muitos criam envolto de si muros intransponíveis e situações em que não saberão o que fazer com as posses que se acumulam, poucos são os que se contentam com o que lhe é oferecido, mesmo trabalhando em busca do progresso, mas não ficam criando situações do que podem se arrepender adiante.

Em nenhum momento é considerado pelo criador o acumulo de riquezas materiais e a busca do conforto como um pecado ou crime eterno, afinal, assim é o Reino prometido de Deus, evidente que construído pelo nosso merecimento através do trabalho continuo e honesto. O que é contraventor são as práticas que se comete aliado a esta abundancia, onde diversos irmãos se perdem com situações que desenvolve em sua intimidade com sentimentos e ações que extrapolam até mesmo o senso do respeito, onde são praticados os excessos nocivos contra outros irmãos, como humilhações aos mais humildes, desconfiança de todos que se aproximam e o egoísmo de não dividir com os mais necessitados os acúmulos sem usufruto, o que resultam na sua maioria numa solidão existencial, pois quanto mais às praticas nefasta destes exageros maior será o abismo que se criarão em torno de si e quando muitos destes acordar para a realidade e ver que nada faz sentido ao seu redor poderá já será tarde e as dificuldades para sair desta decadência cada vez mais desafiador, onde neste caso a falência será ascendente e a angustia transformada em depressão pelo vazio construídos pela própria vontade e as consequências serão cada vez mais difíceis de serem transpassada.

Então quem se encontra nesta situação não tem salvação? A misericórdia de Deus meus irmãos quanto ao seu amor por todos nós nos permite a qualquer situação recomeçar uma nova caminhada, com novas oportunidades que são oferecidas a todo o momento. Saibamos todos que nenhum filho de Deus é excluído ou indigno da sua graça, mas respeitado naquilo que convêm a cada um, afinal o Senhor já nos mostrou e nos mostra qual é o sentido e o caminho para sua gloria, claro que a luta será grande, pois as tentações serão cada vez mais estimulantes e perversas, instigando-nos a todo o momento a abandonar tudo que já conquistamos com suor e méritos e seguir pelos atalhos mais favoráveis da vida que aparentemente surgem com menores dificuldades. Quem já tomou este caminho do pecado e voltou e mesmo quem ainda permanece nele sabe o quanto a ilusão toma conta de nossa mente por querer sempre se beneficiar mesmo que queiram ter vantagens indevidas frente aos demais irmãos e o quanto o nosso egoísmo nos faz criar situações e tomar atitudes das quais nos arrependeremos amargamente e aquele que tomou o caminho de volta para o bem, sabe o quanto é mais difícil voltar e se realinhar ao trilho da salvação, pois as dificuldades encontradas neste regresso são mais perversas de quem se adentra ao mundo do desconhecido, pois além de sofrer com a possibilidade de novas recaídas, sofrem com o escarno de muitos e o julgamento por aqueles que pouco acredita no seu potencial de mudança e daqueles que ainda galga uma evolução e apontam suas misérias, mas isto acontece porque Deus quer? Não, é simplesmente fruto de nossa responsabilidade e das consequências das nossas escolhas pessoais.

É importante o estudo e o entendimento das lições de Deus para que possamos encarnados e desencarnados caminhar sem qualquer susto ou surpresas desagradáveis por essa extensa estrada e poder aceitar com louvor tudo aquilo que nos possível naquele momento, se deseja algo melhor, continue o trabalho e espere o tempo exato para poder merecer tudo aquilo que desejamos em todas as esferas pelo esforço recompensado, como reitero que tudo que plantamos ao nosso redor é exclusivamente responsabilidade individual, ninguém semeia nada em nosso coração sem a nossa permissão, nem mesmo o pecado é colocado em nós sem que o permitamos a sua morada em nosso latifúndio, afinal caminhamos com nossos próprios meios e quando aliado com o nosso egoísmo e a nossa ganância as proporções serão das tristezas mais profundas. Somos vulneráveis a todo o momento as tentações do pecado, mas também temos Deus para livrarmo-nos delas, mas para isto basta cada um fazer a sua parte e resistir, e se mesmo assim for difícil enfrentar a fúria do mal, chame por Deus, pois ele sempre estará pronto a nos salvar e nos dará todas as oportunidades e os sinais para nos tirar deste caminho, simplesmente ele nos dará a direção através dos anjos amigos e familiares que coloca em nosso redor e sempre na voz que nos dizem: cuidado, não siga por este caminho.

Tome a sua estrada e o seu rumo com responsabilidade e trabalhe para sempre merecer o melhor, busque tirar os maus instintos de seus sentimentos e de suas ações, não cometa os mesmos ímpetos que jamais desejaria viver ou que seus amados poderiam sofrer, seja severo no momento em que necessitar para ensinar sem perder jamais a compostura do respeito e sejamos sempre humildes em reconhecer quando errados e procurar os caminhos para o acerto e reconhecer e alegrar-se quando alguém atinge méritos melhores, pois cada um tem a capacidade de se superar e romper os limites que muitos se impõem ou mesmo os que dizem que você tem certo limite, não, somos todos capazes de vencer barreiras que podem parecer impossíveis, mas com esforço, dedicação, persistência, fé, coragem e superação podemos alcançar sempre o melhor, não deixe se abater jamais com as quedas do caminho, Deus estará sempre aposto a nos amparar e seguir conosco nesta caminhada e dizendo que sim, podemos ir muito além do que creditamos poder e que nos dizem que temos.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

O MUNDO DOS ANIMAIS



Nós seres humanos, estamos na natureza para auxiliar o progresso dos animais, na mesma proporção que os anjos estão para nos auxiliar. Portanto quem chuta ou maltrata um animal é alguém que não aprendeu a amar. (Chico Xavier)

Poucos são os irmãos que conseguem sentir a natureza e o sentimento dos animais, sejam eles domésticos ou selvagens, mas o mundo que estes seres de Deus habitam em comunhão conosco a mesma caminhada e evolução nos traz um universo tão singelo da pureza de sentimentos grandes e pouco compreendido pelos homens.

Os animais assim como os homens passam pelo mesmo processo de necessidades, e muitos se perguntam se os animais também tem alma como a dos homens e nesta certeza profunda afirmo que sim, existe no núcleo dos animais uma alma que passa pelo mesmo processo de evolução, resgates e desenvolvimento em um todo que faz parte destes pequenos seres que ao ser estudado poderão os homens ver o quanto há de aprender com estes irmãos muitas vezes incompreendidos.

Assim como nós que estamos em franca evolução necessitamos de auxilio para o desenvolvimento e o progresso da nossa caminhada e assim alcançar o reino de Deus, onde há o acompanhamento de anjos de Deus em forma invisível ao sistema carnal, bem como a confraternização do dia a dia onde seremos amparados por irmãos com maior poder de ensinamento que nos fará progredir a todo o momento, a começar na figura da família que nos acolhe a tarefa vital de resgate e missão a se cumprir em nome do bem, neste proposito também os animais necessitam de quem atingiu uma significante evolução para poder também se desenvolver e assim ficar a disposição de Deus para novas experiências conforme a vontade divina.

O processo de evolução humana passa por este caminho de ensinamento e aprendizado, se hoje os animais ditos inferiores estão inseridos no nosso dia a dia e temos a nossa responsabilidade de cuidar destes irmãos com o mesmo amor que dispomos aos nossos irmãos em igualdade, então devemos ter a obrigação da paciência e da tolerância para com estes seres de Deus, vejam, se os homens também passam pelo processo de crescimento, os animais não fogem a esta regra e por isto faz de nós, homens, seu porto seguro, ao qual diretamente seremos condutores deste progresso e qualquer desajuste que praticamos conscientemente, principalmente quando há a agressão, nossa conduta será questionada quanto a nossa omissão ou mesmo a perversidade que se pratica a estas nobres criaturas que tem a mesma graça e o mesmo amor de Deus quanto a sua formação e criação, se agredimo-los de alguma forma, significa que ainda estamos bem distante do ideal de alcançar e querer viver qualquer felicidade.

Quando os animais demostra sentimentos puros de amor pelo homem de diversas formas de carinho e atenção e este recebe indiferença, agressões ou qualquer outra forma de desdém, então estes homens estão preparados para passar pelo mesmo sentido de oposição vindos de outros irmãos, se não temos a capacidade de amar os animais, que nenhum mal nos é capaz de fazer, então não estamos preparados para ser amados conforme desejamos.

Se passarmos a observar o comportamento dos animais veremos que nada demais estes seres necessitam para serem felizes, não exige quase nada de seus anjos apenas que sejam compreendidos e que possamos conduzi-los ao caminho que necessitam que é o reino de Deus um lugar para todas as criaturas e aqueles que desenvolvem no seu intimo a sensibilidade de observar os animais e também buscar se igualar a eles poderão ter a certeza de que a voz das pequenas coisas é suficientemente básica para se alcançar a totalidade da felicidade desejada e que para caminhar não é preciso muito, apenas que sejamos obedientes a Deus no proposito de nossa oferta e colheita e que a singela alegria seja contagiante a todos, evidente que os processos são diferentes, mas nada nos impede que a nossa pureza e a nossa inocência sejam conservadas para buscar essa forma virtuosa de bênçãos e graças.

Quanto à agressão aos animais de toda sua forma principalmente na perversidade dos atos seremos responsabilizados da mesma maneira quanto às agressões que cometemos uns aos outros, pois da mesma forma que fomos criados em harmonia e amor e infelizmente muitos se perdem por esta estrada pela força do maligno ao encantamento do pecado, todos os nossos atos serão contabilizados no nosso livro permanente e único da vida e consequentemente as dividas que haveremos de saldar onde se inclui a nossa participação na vida e na evolução destes seres fantásticos que são os animais.

Os animais têm suas necessidades, sentimentos e uma alma se o ferimos com as nossas muitas misérias seria o mesmo se fossemos feridos por aqueles anjos que acreditamos nossa evolução.

Vislumbremos irmãos por um momento se fossemos abandonados sem a menor consideração e respeito, se fossemos agredidos sem quaisquer motivos, feridos por aqueles que inocentemente confiamos o nosso amor? Certamente ficaríamos tristes, sentiríamos medo e também revolta contra quem confiamos e fomos traídos. E como os animais se sentem quando se cometem estes exageros contra eles? Com a diferença que os animais têm a capacidade de esquecer os males que se pratica contra eles, ao contrario do homem que vive a capacidade de guardar rancor e alimentar o ódio e a vingança, já os animais tem simplesmente o instinto de amor e de confiança em nós, por isto visualizamos com muito amor este pequeno pedaço do céu numa forma comum e simples que abano de sua calda a dizer que nos ama como somos.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Abram a porta





A felicidade não entra em portas trancadas. (Chico Xavier)


Ninguém adentra nossa residência sem o devido convide, salvo se acontecer uma invasão que certamente estará cercado de algo nocivo à paz, assim são as oportunidades em diversos gêneros meus amados que ocorrem em nosso dia a dia. Quando nos é dado às rédeas de nossa encarnação e posteriormente a sua condução pelo livre arbítrio temos a capacidade de atrair para si o que de mais confortável nos é favorável, seja nas situações de desafios quanto de paz, mas o Senhor estará sempre batendo a nossa porta pedindo para entrar com um horizonte de belezas indescritíveis a nos ofertar.

O planeta de expiações e provas é um estagio difícil, mas essencial para o credenciamento de nosso mérito a alcançar mundos mais amenos e felizes do que o globo em que muitos estão inseridos. Este estágio requererá de todos nós abnegação, devotamento, trabalho constante, determinação, disciplina, aprendizado e ensinamento comportamental para atingir o grau de satisfação aos olhos do criador, são matérias que requererá um esforço pessoal, nenhum irmão poderá, por melhor que seja seu desprendimento, sentir todos estes méritos por nós, havemos de galgar a nossa própria historia nas paginas da vida e aliado a estes sentimentos que poderá engrandecer ainda mais a nossa existência com as lições das sagradas escritoras que retratam tudo que Cristo nos ensinou e onde nela está o essencial para atingir-se o reino sagrado de felicidade que construímos ao longo de nossas diversas oportunidades.

Sabendo de nossas fraquezas nosso Pai em sua infinita misericórdia e amor nos trará todas as oportunidades necessárias para conduzir todos os nossos momentos, através da família e de amigos, como também nos desafetos que nos dará a lição do equilíbrio e dando-nos o senhor a faculdade de escolha, pois como sabemos temos a liberdade de direcionar nosso caminho para onde desejarmos. Os desafios são importantes para nos engrandecer, pois através da inquisição e mesmo nos momentos de grande emoção é que conheceremos os resultados de nossa real evolução e ao oferecer a outra face depois de ser agredido noutra é o segredo da felicidade que Jesus nos ensinou, onde não cair na tentação e nas armadilhas do maligno é que realmente poderemos conhecer o grau que atingimos.

Evidentemente que há muitos irmãos que ao serem agredidos de inúmeras formas faz convite à morada do mal e faz nascer em si e propagar o ódio e a vingança diante da sociedade, espalhando e disseminado a mais baixa qualidade do sentimento e que fará com que muitos irmãos se percam no sofrimento e nas dores constantes da consciência, pois o mal atrai o noviço através do encantamento de um oásis para usa-lo como bem quer e após o mal atingir o seu objetivo e este não tendo mais utilidade para si o descarta sem qualquer piedade, pois o perverso não gosta de nenhuma obra do Criador como o homem e que após deleitar-se de suas vitimas deixa-o no mais completo abandono e repleto de doenças avassaladoras do espirito, onde este por muito tempo persistirá a mendigação de uma esperança e muitos não terão por muito tempo as forças necessárias para buscar ajuda e principalmente de Deus que estará sempre apostos a entrar no intimo de cada um, mas esperando a porta se abrir, pois o livre árbitro e as consequências das escolhas quem é responsável são cada um de nós, pois todos nós temos o discernimento e se mesmo assim muitos caminham para o mal tem de haver o mesmo proposito e claro a força para voltar e retomar o caminho do bem e sempre neste proposito o criador a todo o momento colocará anjos de todas as formas a estender suas mãos a ajudar-nos em todo momento, agora basta cada um fazer a sua parte e não esperar por milagres que jamais acontecerão na existência de quem não busca os bônus para merece para o que deseja.

Sabemos que caminho é difícil, afinal Jesus já nos disse que não seria fácil e mostrou-nos que o caminho para o Reino seria cheio de pedras e que qualquer deslize a queda e a dor seriam inevitáveis, mas qualquer um que segura nas mãos do Criador tem a capacidade de levantar e continuar a caminhada com dignidade e coragem, agora aqueles que preferirem ficar caído e apenas se lamentando o Senhor te respeitará, mas também não há do que reclamar da estagnação do tempo e que nada progride em sua existência, pois o que nos é meritório é fruto de nossa própria vontade e do trabalho realizado.

Amados, vamos pegar as nossas ferramentas fundamentais que temos a nossa disposição e trabalhar com seriedade, compromisso, disciplina, respeito, fé, gratidão e coragem e saibam sempre lutar quando as forças do mal quiserem fazer com que acredite que o trabalho honesto terá um longo caminho de suor e mesmo lagrimas e busquem rejeitar os atalhos que ele sempre nos oferece, principalmente quando nos encontramos cansados, afinal depois de nos conquistar nada mais haveremos de contar com ele, pois nos deixará sozinhos e doentes. E já aquele que estiver cansado a todo o momento e continuar sua jornada encontrará sempre o conforto de Deus a renovar-nos a todo o momento e colocar-nos dispostos sempre a continuar o trabalho coletivo do bem em toda sua estrutura e estes trabalhadores de Deus poderão sempre ter a certeza na chegada e ao olhar para traz poderão ver e reconhecer que todo esforço realmente mereceu a recompensa da felicidade plena.


Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo Passos.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Amar sem recompensa



Que eu não perca a vontade de doar este enorme amor que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido a provas e até rejeitado. (Chico Xavier)

Compreender e ser compreendido são um desejo de muitos irmãos nesta infinita caminhada de progresso e evolução em que todos nós atravessamos nesta jornada de oportunidades que o Senhor nos proporciona a cada instante e a cada respiração de nossa existência com o proposito de podermos alcançar a misericórdia infinita e se inspirando a cada instante na bondade infinita de Deus pai criador de tudo o que existe.

Temos o diamante do amor embutido em nosso ser onde com o tempo havemos de lapida-lo e distribuir cada partícula que se renova em nossos corações, cada pedacinho de amor que distribuímos aos nossos semelhantes é digno de nosso mais singelo respeito e inspiração para entregar sempre o melhor de nós, infelizmente há alguns irmãos que afundam o seu diamante num lodo e por lá permanece por muito tempo, mas lembrando de que mesmo estando nestas condições o diamante jamais deixará de existir, esperando simplesmente para ser resgatado, polido e permanecer vislumbrando a sua beleza aos olhos de qualquer criatura e sendo digno de jubilo do senhor.

É preciso meus amados compreender que nem todos estão preparados para se apossar do nosso brilho e de nossa amizade por questões diversas a nossa existência e caminhada, a rejeição existe para podermos crescer e ver que há um limite em nós, mesmo que a intensão nossa seja a mais genuína distribuição de bons fluidos e riquezas infinitas.

Quem sabe e vive o instituto do amor compreende que não há nada mais gratificante que ver o melhor de si brotando no solo alheio, mesmo que este venha num instante acabar com a confiança que depositara e veja todo seu esforço se esvaindo pelas mazelas do homem, mas sua mensagem fora depositado, pois o amor não necessita de retribuição e reconhecimento, pois é uma joia que se renova sem a preocupação de se findar, o que ocorre na maioria das vezes é simplesmente ser guardado no baú do sentimento, principalmente quando somos incompreendidos da nossa manifestação.

Amar a toda obra divina é viver Deus vivo na existência e consequentemente ter para si a abundância de uma paz e de uma felicidade incontestável e o combustível fundamental para seguir a caminhada rumo ao reino de Deus, sabendo e se cuidando para os obstáculos adiante e também para as situações surpresas que podem nos trair e fazer-nos chorar a tristeza da ingratidão em muitos momentos em que ofertamos o nosso melhor e muitos nos darão o seu lamaçal de misérias e dos males perversos.

Ao compreendermos que nossos irmãos têm suas fraquezas assim como nós e se buscar no auge de suas manifestações pecaminosas e mesmo injuriosas o equilíbrio da consciência e buscar ultrapassar essas situações inundando seu ser com a luz do espirito de Deus, certamente a magoa poderá até surgir, mas quem usa a força do criador estarão sempre de pé e fortes e jamais cairá nas armadilhas do mal por mais covarde que ela possa parecer.

Não submerja seu diamante nos pântanos da desilusão diante dos desafios do mal, faça brilhar a todo o instante a força e o brilho do seu amor e o conserve na mais pura limpeza, não espere nada e nenhuma recompensa, simplesmente dê o que o senhor lhe oferta em magnitude sincera.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Aceitar o outro como ele é



Eu permito a todos serem como quiserem, e a mim como devo ser. (Chico Xavier)

Ocorre com bastante fartura na sociedade em um todo a modelagem de um padrão comportamental e também estético corporal no que regra a comunidade encarnada, a resposta que muitos precisam socialmente oferecer a este padrão em muitos momentos amordaçam a diversos irmãos e os impedem de poder viver uma felicidade maior em desfrutar daquilo que acreditam ser melhores para si, claro que dentro do limite do respeito alheio sem ofender a moralidade em um todo.

Aceitar o outro como ele é atinge uma complexidade em nosso conceito em muitos momentos aliado a um padrão superficial ao qual já expressei. A cada nação um sentimento e comportamento regrado e quem foge a isto é considerado um desertor e indigno em muitos momentos de não fazer parte desta sociedade, simplesmente por não atender a este feito.

Vemos com magnitude a indústria da beleza corpórea a escravizar muitos irmãos a se depender de uma estrutura padronizada, a tendência da moda em alta em muitos destes irmãos que fazem qualquer sacrífico para atender ao chamado do modernismo em nome da excessiva vaidade a fazer perder o sentido da felicidade. Mas então não devo vestir-me bem? Não ter o que eu quero do que a moda oferece? Evidentemente meus amigos não é este sentido da nossa explanação, a verdade é que quanto mais pudermos estar bem em todos os aspectos é louvável e abençoado pelo criador, se temos condições de adquirir e esta bem principalmente na indumentária do corpo encarnado, sigamos em frente, mas sempre respeitando aquele irmão que não comunga da mesma situação e não o excluamos da nossa convivência como acontece na sociedade e que se reflete no plano espiritual.

Lembramos que da mesma forma que desejamos ser atendido e respeitado na nossa vontade e desejo, devemos fazer o mesmo para aqueles que não comungam do mesmo pensamento e tendências sociais, se deixarmos de ter o contato com aquele irmão por não falar a mesma linguagem que a nossa, perdemos muitas oportunidades de conhecer um mundo que pode ser consideravelmente essencial para a nossa caminhada, pois as partículas de felicidade não escolhem padrões, simplesmente está no ambiente que somos inseridos, basta cada um trazer para si um pouco desta fragrância e distribui-las junto com nossa melhor oferta, a lealdade e amizade sincera.

Temos de nos preocupar com outros padrões mais importantes tanto em nós quanto na sociedade em um todo, reflitamos por um momento e arguiam-se do que de eficaz pode cada um oferecer do seu intimo? Afinal certas tendências sociais e principalmente a beleza física com o tempo se esvai e o que fica no lugar? Qual imagem construíra ao longo do tempo para viver a paz? São questões meus amados que não tem idade e muito menos tempo para se adquirir e propagar uma imagem sincera do seu intimo, é este padrão que devemos nos preocupar sempre e a todo o momento sem se preocupar com um aditamento social ou porque te disseram para ser assim ou deste modo, não, somos seres únicos inseridos na fraternidade para aprender que somos diferentes apesar da semelhança e que aceitar o outro com ele é sem duvidas é o caminho real da felicidade, aceite o outro como queiras se aceito como seus erros, defeitos e qualidades, aprenda a olhar o outro na profundeza de sua alma e certamente verão que muitas vezes que por de traz de uma imagem há um oceano de conhecimentos capaz de nos fazer enxergar a vida de uma forma mais singela e melhor, ao ver e se aproximar de outro irmão, vede seus olhos do preconceito e deixe sua alma captar a alma alheia e desta forma verá como fluirá melhor seu caminho e quantas amizades poderão ter a partir desta nova postura e as oportunidades em demais outras situações serão mais bem aproveitadas por todos nós.

Quando vendamos e cegamos o preconceito social da nossa vida e passamos a olhar e aceitar o outro como eles são, de certo que já podemos preparar a nossa bagagem para mudar-se definitivamente para um mundo muito melhor a começar por onde estamos inseridos, pois a qualidade desejada começa por nossa própria vontade independente do que esta em volta, podemos construir vida em meios aos escombros sociais e viver sim uma serenidade e um equilíbrio melhor vislumbrando toda obra de Deus em toda parte.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.