segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Vários veículos e um único condutor



Compreendemos que a reencarnação é a maior prova de justiça que o Pai deposita em cada irmão no proposito da salvação e do progresso existencial, Deus nos dá a todo instante o direito do renascimento para novas possibilidades através da mesma e de novas roupagens rumo a sua morada eterna na felicidade compartilhada com quem amamos.

Quando se encarna no planeta um novo momento se estabelece no caminho do espirito nesta fascinante prova de amor e de existência do soberano Deus de amor e infinita misericórdia, onde nos permite reconhecer os nossos erros e nos ofertar todas as possibilidades de regeneração e novas conquistas em que podemos encontra-los em nosso discernimento, onde temos a ciência de compreender os nossos atos. E não há quem pratique o bem e o mal sem sentir as necessidades e o impacto causado no semelhante que é diretamente envolvido no nosso progresso e vice e versa.

A encarnação pode-se equiparar a um veiculo terrestre, estes criados para facilitar o ir e vir da maioria de nossos irmãos encarnados, bem como também há os veículos de transporte espiritual que também exerce a atividade de deslocamento com maior presteza de todos envolvidos na sociedade divina que pode encurtar o tempo e trabalhar com maior disposição e maior atendimento as necessidades alheias. O corpo que abriga o espirito é como o automóvel, cada um de uma marca, potencialidade, tamanhos, formas e enfim, todos havendo sua peculiar diferença, mas todos exercendo a mesma função. Muda-se simplesmente a estética, mas o condutor é o espirito único e imortal.

O espirito busca desenvolver no corpo todas as suas possibilidades de progresso, como o motorista que adquire um automóvel para facilitar sua condução com maior conforto e agilidade. Mas enfim, não basta para o chofer apenas ter o veiculo se não preocupa com a sua qualidade e assídua conservação, com o passar do tempo este veiculo sem a devida manutenção poderá até atender o deslocamento, mas perderá a sua potencialidade de atendimento ao fim eficiente que se espera e chegará um momento que o veiculo não terá mais força e parará e o condutor ficará sem como se deslocar, tendo que levar este veículo a oficina para que possa voltar a corresponder as expectativas, e depois de esperar tanto tempo para reparar e conserta-lo o preço poderá ser bem alto e oneroso, pois o tempo passou demais a se preocupar em cuidar com zelo e dedicação ao bem que tanto é precioso ao progresso.

Além de conduzir o veiculo é preciso alimenta-lo com o seu combustível vital e mantê-lo com capricho o seu todo, para que possa atender o motorista ao seu direcionamento, e para isto é preciso disciplina, organização e respeito, como também a partir do momento que este veículo não mais atender as expectativas e ao progresso, por merecimento adquirir um veiculo mais novo, onde este mesmo condutor continuará o seu progresso, mas em um novo equipamento.

Diante desta lição equiparamos ao plano eterno, somos condutores do corpo encarnado que recebemos para o progresso e ao longo deste tempo a manutenção e o zelo serão fundamentais para a eficiente atividade de progresso e de deslocamento, e se não zelarmos como amor por este corpo, chegará o instante em que não terá mais força para ser conduzido e parará, e quando tiver que leva-lo para o conserto e a reforma precisa, o preço poderá será alto, onde o risco poderá ser de não ter mais como usa-lo, sendo completamente descartado e este motorista, ou seja, o espírito deverá aguardar o seu momento para ter um novo carro, ou seja, um novo corpo para continuar seu progresso.

Assim como o carro precisa de combustível e cuidados, neste proposito temos que ter pelo corpo que abriga o espírito, ou seja, se não alimentarmos com o combustível do evangelho a manter-se forte e útil no retorno ao desenvolvimento e se não tivermos o cuidado necessário para não explora-lo sem a devida manutenção, ou seja, exigir demais sem repor com qualidade o que se perde o espirito poderá ter comprometido a qualidade do seu trabalho. Além do veiculo ser utilizado para o próprio transporte, este sempre deverá ser usado para oferecer carona, ou seja, a amizade permanente aos seus semelhantes que poderá sempre contar com o conforto deste abrigo que é a fraternidade, a caridade, a lealdade e a justiça. Mas chegará o tempo no caminho de todos que deverão trocar o seu veiculo para que o progresso do espirito continue em um novo carro, um novo corpo para novos desafios e experiências imaculadas, pois ao apossar de um novo veiculo, ou seja, um novo corpo, este mesmo motorista, o único espírito saberá o que fazer, mas ao adquirir este novo carro será necessário o tempo de readaptação a novas informações, mas a experiência adquirida será determinante para que a qualidade da direção continue, assim como a existência que jamais cessa.

Mas não basta apenas trocar de veiculo, é preciso estacionar, descansar, fazer uma avaliação do que devemos reformar, ou seja, os pecados e todas as mazelas da existência para continuarmos seguindo e progredindo para quando chegarmos ao destino final tudo que passamos, adquirimos e produzimos nos será perguntado se realmente merecemos vivermos novas etapas em lugares mais felizes ou se deveremos voltar e buscar o produto do bem que deixamos para traz e descartar o que de excessos nocivos colocamos na bagagem e mantemos em nossa oferta.

Por isto saibam desde já o que responder para quando chegar ao destino final da sua caminhada na eternidade no paraíso ao lado do Pai. Busque sempre as novidades do bem que adquiriram e sabendo conservar as experiências imperecíveis da superação que foram e sempre serão determinantes para o destino final e sabendo vencer todos os obstáculos saberão o quanto toda a atenção e manutenção prestadas aos veículos que utilizara fora fundamental para ser merecedor das conquistas verdadeiras.

Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário