segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Não apenas de oração se faz um bom cristão.



É importante a oração na existência do homem no sentido de caminhar em paz e buscando sempre as faces do bem em sintonia com as ações eficazes que se propõe o verdadeiro cristão, a oração aproxima o homem de Deus e faz com que os laços sejam cada vez mais estreitos entre o Pai para conosco, o momento de parar e refletir em oração engradece o espirito e o eleva no progresso, este momento intimo deve cada um praticar em seu coração e renovar as promessas para com bem e a lealdade ao senhor em respeito ao seu próximo buscando sempre a compreensão de que todos somos irmãos e que necessitamos um do outro, seja na condição encarnada como também desencarnada, pois os seres dependem um do outro para crescer.

Nos templos de todo o mundo equipara-se a uma bussola onde presenciamos homens e mulheres em busca de um norte, orações são expressas com bastante fervor, principalmente quando as necessidades mais urgentes batem a porta e o desequilíbrio em diversas situações faz o chamamento para a prática da superação e da paciência aliado a tolerância para principalmente trabalhar as situações de maior desafio da intimidade e da paz que é ameaçada por varias ocasiões na individualidade cristã.

Não é apenas nas necessidades que podemos visualizar os irmãos em oração, em vários momentos se tornam um evento social onde os parâmetros humanos determinam um cumprimento de um dever dito moral, fugindo muitas vezes do verdadeiro proposito da pratica do evangelho a serviço da sociedade e da verdadeira moralidade que se deve praticar no campo da caridade verdadeiro ao seu próximo.

Em diversas ocasiões podemos testemunhar irmãos que se ajoelham e pede paz e demais virtudes de uma caminhada próspera e feliz, mas muitos são capazes ao mesmo instante que se pede perdão a Deus e de renovação aos votos com o compromisso para com o bem e de pedir para ser perdoado como perdoa seus ofensores de desdenhar um andarilho que pede provisões para suas necessidades mais urgentes. Essa colocação não esta limitada apenas ao auxilio do mais rico ao mais pobre, não, a caridade não se limita a um único gesto, o verdadeiro cristão não está simplesmente habilitado para doar apenas o material, que é importante, mas não representa tudo aquilo que Deus quer e espera de cada um de nós que é a condução e a distribuição de atos saudáveis e caridosos e nesta corrente está em poder ser de verdade um ouvido amigo, uma mão auxiliadora, um conselho sincero, um abraço protetor, um sorriso espontâneo e uma oração praticada sem os ritos da vaidade e do orgulho, uma atenção aos menos intelectuais, uma sinceridade de um alerta a um perigo seja ele qual for e de qual natureza surtir suas dificuldades, de uma benção e fraternidade a demais nomenclaturas religiosas que caminham a salvação e que auxiliam no resgate dos desesperados de várias limitações.

Diante das situações destacada e diante de um horizonte amplo de situações para com o bem onde que não as encontramos em orações apenas ditadas e sim em todos os atos ativos que se pratica naturalmente para com o bem comum, nesta realidade não há exclusividade ou fenômenos espantosos por parte de seus praticantes e sim um dever natural de cada um, afinal, todos fomos criados não apenas para nós e sim para o mundo para progredir e construir o bem ao qual estamos inseridos e que, o mesmo bem que desejamos é o mesmo que teremos, mas aqueles que escolhem para si comportamentos errôneos do verdadeiro cristão não há de reclamar dos desafios que construíram ao seu redor, pois somos responsáveis pelas consequências de nossos atos e mesmo que estejamos nos templos ajoelhados a todo o momento, não estamos garantidos para a salvação eterna, poderá até haver um amparo amenizado, mas o que não impedira que situações de constantes desafios tomem conta de seus sentimentos e que as condições e os desafios de colocar em pratica o que se expressa em oração para com as necessidades do próximo, enfim, o que se pede havemos de construir um verdadeiro caminho de merecimento, o que pedimos a Deus ele nos atende, mas nos dará as ferramentas para construir este império para que possamos viver na verdadeira abundância do real progresso na busca da felicidade plena.

Vamos buscar sair de dentro dos templos e fazer a verdadeira oração para com seu próximo em todas as situações que surgirem, afinal somos servos de Deus a serviço do bem e cada um sem exceção ou privilégios tem seus compromissos estabelecidos, tarefas a desempenhar e missões a se cumprir, então pegue suas ferramentas e comece a construir seu lar de paz, amor e felicidade para sim merecer a harmonia e o sorriso que tanto busca expressar com sinceridade, pois aquele que é servo útil de Deus sempre terá para si o que é merecido de verdade sem precisar se amparar em bens supérfluo e sem viver uma falsa sensação de alegria que perece como os bens passageiros.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário