segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Boas lições


           
O bom cristão seja ele praticante de determinado segmento religioso ou não tem na sua caminhada o tratamento único pelo destino de todos os sentidos naturais que hão de fazer parte de sua caminhada evolutiva, tanto na esfera planetária e principalmente na esfera espiritual, o desenvolvimento do trabalho sempre deve ser exercido com dedicação para que novas descobertas para o progresso em diversos assessórios sejam construídas para facilitar o caminho da salvação em todos os aspectos possíveis.
           
No planeta de expiações onde o trabalho de paz deve ser a todo o momento praticado traz diversos desafios e comprometimento à fé em Deus nas suas promessas e principalmente em saber que ninguém esta na existência por acaso e principalmente no planeta onde os desafios devem ser superados a todo o momento, principalmente na virtude da paciência e da tolerância a ser habitante na morada do coração de cada um de nós.

Falar de amor e perdão é divino e essencial para a busca da evolução, mas as falácias podem ser belas nos lábios de qualquer um e podendo também a distancia entre a fala e a pratica ser um abismo incalculável quando determinados comportamentos exemplares não fazem parte da vida pessoal.  Há palavras quando jogadas ao vento em muitos momentos poderão surtir como um anestésico na vida de outro irmão, principalmente quando este se encontra em desespero e sua vida ao léu como nauta perdida na vastidão dos mares que procuram um norte, poderemos ser essa bússola norteadora através da caridade e da lealdade cristã, aonde que a sinceridade dos sentimentos bem praticada com amor poderá aportar o caminho do outro com segurança, mas o que nada mais é que a vontade de Deus manifestada em nossa atitude. Afinal, o Pai nos utiliza de diversas maneiras para poder expressar um sentido de paz e um caminho de prosperidade na vida universal, Deus nos utiliza de todas as formas, mesmo que os corações dos homens estejam fechados para suas lições, mas se é para ajudar o outro a ser melhor e bem orientado ele fará de nós a verdadeira oferenda, mesmo que nossa escolha seja perversa, pois não há um irmão sequer indigno da sua misericórdia e compaixão, o que o Pai simplesmente espera é que reconheçamos nele o norte e o motivo de tudo existir.

Ao ver brotar a vida do progresso no jardim alheio, o fruto de nossa sementeira é divino e o que nos inspira a cada dia plantar muito mais e preparando para as conquistas merecidas pelo trabalho digno.

Devemos estar preparados para sermos servos uteis de Deus, pois quando formos convocados ao trabalho a sua vontade e designo estejamos habilitados ao chamamento, pois o cuidado que temos para com nossos semelhantes é o mesmo que o Senhor tomará para conosco e por mais que auxiliemos o próximo e a sensação de estagnação de nada diferente invadir nossas vidas não nos credencia a parar a engrenagem do bem, continue o trabalho e saiba que Deus sempre guarda as indulgencias merecidas para que possamos desfrutar num momento oportuno e necessário.

A busca para o progresso deve ser observado e praticado como o mundo de uma criança, bem como na vida de um animal, muitas vezes o mundo de uma criança esta numa bola, onde não importa a beleza e qual sua qualidade, ela simplesmente faz deste objeto o símbolo da sua conquista e zelará a todo o momento e buscará mostrar ao seu próximo o valor desta conquista, a pureza da criança e a inocência faz com que seu caminho seja mais fácil, pois dentro dela a ambição, o orgulho e a vaidade para acúmulos de matérias insignificante quanto ao progresso não a contamina com as ingerências dos atos insanos e mesmo desleais da riqueza a todo o modo, mesmo que a sinceridade da criança termine com as hipocrisias da sociedade adulta, onde o império da mentira é real. E podemos buscar também boas lições nos animais, onde esses aceitam as condições impostas pelo Senhor e busca todos os dias viver um momento de cada vez, sem se preocupar com um futuro incerto das fortunas frias e insensíveis, para os animais o que importa é viver a liberdade e a suavidade, voando, andando e jamais guardando ódio, rancor, cólera e todos os sentimentos provocados pelo consumismo desfreado dos bens perecíveis, devemos abrir o coração para a pureza na alma como de uma criança e a agradecer a Deus o que temos como faz os animais que esperam sempre o designo do Criador com humildade e mesmo que muitas vezes o que encontram pelo caminho seja simplesmente a dureza dos corações dos homens.

Sempre temos lições uteis a nossa disposição, mas o que faltam aos homens é a boa vontade e a sensibilidade dos sentimentos em poder compreender que nada temos a não ser a luz do espirito e a misericórdia e a compaixão de Deus a nos favorecer no dialogo permanente para conosco no que podemos melhor fazer e também extirpar as mazelas da alma, utilizar dos benefícios dos assessórios que nos são ofertados a amenizar as dificuldades alheias, lembrando que temos a fonte eterna da fraternidade e o livre arbítrio para designar o nosso caminho.

E, além disto, sabendo adquirir para a sua existência a virtude da humildade e da simplicidade mesmo que a abundancia material transbordem em sua vida já tens as chaves para o progresso o que será bem mais favorável e sabendo buscar estes diamantes poderá desfrutar do melhor da existência. A simplicidade e a humildade é buscar ser Cristão de verdade, pois quem os tem pode se equiparar o seu caminho ao de Cristo e saberá o quanto é divino dar valor e voz as pequenas coisas edificantes, mas não basta ser simples e humildade sem o trabalho eficaz de caridade em busca de paz.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário