terça-feira, 26 de agosto de 2014

Aproveitem as oportunidades




Todos os dias são favoráveis a todos os seres de vida a oportunidade ao progresso, seja na forma encarnada bem como desencarnada, todos os irmãos tem a necessidade diária de crescimento, seja na esfera intelectual como no louvor ao Senhor nas ações e sentimentos para com o próximo e todas as criaturas.

Chorar pela oportunidade perdida não levará ninguém a nada e impedirá o avançar e quem perde este momento simplesmente retardará o progresso e as possibilidades de crescimento na espiritualidade eterna. Diariamente somos privilegiados com a existência e com a vida, seja nas duas esferas reais, carnal e espiritual, somos adicionados com o discernimento para saber compreender a nós mesmos e os nossos semelhantes e ter o filtro do livre arbítrio a permitir o que deve ser aproveitado nas ações, nisto inclui boas e más ações, a filtragem é de nossa responsabilidade assim como a oferta universal que nos permite distribuir.

Ao estudante lhe é passado às matérias, cabendo a ele absorver e desenvolver o conhecimento, o professor passa as informações, mas é o aluno que dará prosseguimento ao aperfeiçoamento ou então a inercia pela inação, onde tens a informação, mas nada de utilidade se aproveita, simplesmente estagna no tempo.

Nesta realidade há o acompanhamento de diversos irmãos das duas dimensões da vida, há os que aproveitam as lições de Cristo e coloca em pratica e de forma eficaz o conhecimento em favor da vida e do bem, há os que têm a sabedoria, mas não aplica ao mundo e há a aqueles que têm o conhecimento e destoa da vontade de Deus e perdem-se na ignorância da vaidade, do orgulho e dos sentimentos perversos aliados as forças ocultas das maledicências em todas as formas.

Há aqueles irmãos doentes da moralidade, da lealdade e da falta de amor que impedem a felicidade de outro irmão por creditar a si uma verdade limitada e celetista, como aconteciam com os fariseus, os saduceus e os escribas, bem como os sacerdotes do templo a época que não se permitiam o acesso dos desesperados da salvação, e nesta pratica vemos se repetir nos tempos modernos, onde temos vistos homens de importante posição com as mesmas atitudes daquela época e até piores em todas as esferas sociais, principalmente no sacerdócio em que a pratica da intolerância e dos seletos escolhidos ainda faz escolher quem se sentará consigo a mesa e não agindo como Cristo que permite a nossa presença e de todos sem exceção no banquete da vida eterna que aliada à força de vontade de nossa parte e com honestidade seremos dignos de nos sentar a mesa ao lado de Deus e compartilhar o melhor da vida que é a paz e a serenidade, mas para isto é preciso desvencilhar dos sentimentos arcaicos e injustos que carregamos, e permitir se fazer acessível de todas as formas, mesmo que o próximo venha querer desequilibrar-te, mas tendo a sabedoria e com a fé em nosso Pai poderemos fazer superar nossas barreiras intransponíveis muitas vezes a que nos impede de visualizar a felicidade nos sentidos mais singelos e fazendo-se de escudo contra todas essas forças perversas para não se corromper com a astucias do maligno em seu encantamento, a nossa defesa é de máxima responsabilidade individual, não estamos sós, mas o direcionamento é exclusivo.

Quando se carrega sentimentos tão nefastos como os preconceitos, deixamos de desfrutar da verdadeira oportunidade de crescimento e evolução, perdemos as oportunidades de conhecer matérias importantes para nossa passagem e caminhada eterna.

Infeliz á aquele que diz não precisar da opinião e conselho alheio por creditar muitas vezes que sua posição social é exclusiva dos escolhidos do Senhor, a estes sua pobreza é tão miserável do que aqueles que não têm o pão nosso de cada dia, pois quem tem essa consciência perde muitas vezes as oportunidades de escutar os conselhos de Deus manifestados nas mínimas partículas de amor.

Aproveite bem as oportunidades e permita-se fazer escutar o Senhor aliado à humildade e a simplicidade verdadeira e tendo estas virtudes nos sentimento, o favorecerá que sentimentos tão errôneos não domine o espirito do conhecimento. Por isto é importante fazer valer a pena cada momento do estado de graça da paz e da felicidade a nossa colheita, pois cada conquista destas virtudes é um progresso para a salvação, claro que não é a sua plenitude, mas já é um começo.

            Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário