segunda-feira, 28 de julho de 2014

Em Busca da Iluminação



O sol para brilhar além da vontade de Deus encontrará somente em ti os motivos e os recursos próprios para brilhar, assim como o oxigênio precisará apenas dele para esta a todo o tempo nos auxiliando na respiração da existência, a chuva para cair, mesmo dependendo de circunstâncias climáticas para se formar, ao cair dependerá somente dela e tudo sob as bênçãos e a vontade do criador responsável por tudo e por designar cada função peculiar a todos os fenômenos e fontes de vida existente em comunhão no planeta.

Ao homem não o furtou do sentido das responsabilidades e tarefas evolutivas da existência a trabalhar em prol do próprio beneficio evolutivo, saldado débitos e cumprindo missões importantes, sempre em atenção ao próximo a formar um meio ambiente favorável, confortável e possível a pratica do bem e do amor. Cada um traz consigo o livre arbítrio para designar o seu caminho, a todos são dados os mesmos direitos à iluminação, mas o que ocorre com bastante ênfase no discernimento humano é a dependência que se cria no outro ou em bens e riquezas tão perecíveis e tão singelas do que é à grandeza das conquistas eternas e o homem em busca de milagres e direitos que não o fez ou faz por merecer, termina por estagnar no tempo e no espaço, não fazendo nada de bom e na maioria das vezes prejudicando a própria luz como de quem esta ao redor, pois suas trevas podem e afetam pessoas próximas que logra tanto que este busque a luz, mas que por comodismo, preguiça e falta de vontade, não reage quanto a essa realidade, onde até mesmo pelo mal inserido na consciência, duvida inclusive das bênçãos eternas, desdenhando do evangelho através das praticas contrarias as leis e servindo-se do anticristo para justificar algo que não faz jus conquistar e que creem merecer as mesmas bênçãos dos céus em razão daqueles que mesmo em situações materiais desfavoráveis consegue conquistar o beneficio eterno da alegria e do sorriso espontâneo, pois a este lhe é dado a graça do Reino por merecimento e não por acaso, pois estes beneficiários encheram-se da luz divina e podem ver o outro irmão com os mesmos olhos que Cristo tem para com todos.

Para sermos merecedores das bênçãos divinas, havemos de fazer brilhar a própria luz, pois não há um irmão sequer que mesmo estando submerso sob os lodos e as areias movediças da morte não há algo de bom que possa fazer iluminar a própria caminhada.  

A estrada da vida pode sim ser considerada escura e sem um sentido real adiante do que nos reserva e para que possamos caminhar na escuridão precisaremos de luz. Sendo que essa luz é espontânea e gratuita e que podemos resplandecer pela própria vontade sem depender exclusivamente do outro para essa graça, mas que junto com demais brilhos pode fazer a estrada da salvação mais visível e iluminada, pois ao acender a própria luz outras luzes também se acenderão e formarão o clarão da fraternidade e com humildade amparando o caminho do outro sem esquecer-se do próprio, dando a todo aquele que desejar fazer parte desta cascata de luzes que poderão nas suas trevas ter a oportunidade de visualizarem este facho e ir ao encontro das boas irradiações e também unir-se a corrente iluminada e caridosa que podemos ofertar aos nossos irmãos e a nós mesmos nas misérias e fraquezas do pecado.

Para atingir a iluminação pessoal fazem-se necessários todos os ingredientes divinos que Jesus nos ensinou, amando um ao outro como a ti mesmo e de todas as formas caridosas quanto a sua essência. E não será buscando na quantidade que a eficiência será possível, mas sim na qualidade que se expressa desta virtude verdadeira e genuína a ser compartilhado da própria luz de Deus acessa em nossos atos e sentimentos que deixamos constantemente acessos na alma.

Os irmãos que tanto desejam se aperfeiçoar e destacar nas habilidades profissionais que estão inseridos buscam todas as formas legais para se destacarem no seu meio, os verdadeiros vitoriosos são aqueles que buscam o aperfeiçoamento intelecto cultural de suas profissões a se tornar referencia de outros mais e poder transformar suas tarefas em algo novo e inovador na sua oferta. Neste proposito deve ser a caminhada planetária dos encarnados e dos desencarnados que para se destacarem será necessário o aperfeiçoamento e a busca pessoal do merecimento as conquistas desejadas sendo uma delas e a mais cobiçada felicidade. E para isto é necessário aprender e adquirir cada dia mais a tarefa da humildade e da caridade pessoal em transformar-se em apóstolos de Cristo no caminho da salvação pessoal e formando fiéis a Deus por suas práticas reais para com o bem e para isto devem-se todos renunciar a tudo aquilo que transforma o caminho em escuridão, o pecado de todas as suas formas, por isto vamos fazer jus a obra de Deus que nos enviou seu unigênito para nos salvar dos pecados e merecer o Reino Divino. E nada será tão verdadeiro do que o próprio arrependimento e a caminhada pessoal para a eterna felicidade ao lado de Deus, não dependendo de nada e de ninguém para acender a luz dentro do santuário da alma, pois essa dadiva é exclusiva.

É tempo de arrependimento dos pecados, é tempo de perdão, é tempo de amor, por isto vamos cada um aproveitar a oportunidade para crescer e merecer de verdade as bênçãos e a graça eterna do único e verdadeiro amor incondicional a nossa disposição a nos ofertar o melhor da vida, a felicidade, onde podemos encontrar este caminho através da caridade.


Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário