segunda-feira, 7 de julho de 2014

Coragem e Fé



            Para muitos irmãos encarnados o acumulo de riquezas materiais representam um favorecimento do Criador para consigo, onde se desfrutam vantagens e situações ditas confortáveis no sentido de posses e mesmo culturais e intelectuais que o tornam em muitos momentos o diferencial de sua posição frente a uma sociedade que impõe formas e regras para eleger uma felicidade pessoal dentro deste perigoso universo. Essa realidade material o coloca no abismo do vazio espiritual no sentido de não comungar com os seus semelhantes à evolução confiada e conquistada por si e que o torna na maioria dos casos detentor de sentimentos desacerbados e injustos como o egoísmo que em face àquele que se encontra em dificuldades, onde que o seu acessório e seus recursos poderiam e podem favorecer um alivio na luta evolutiva deste grande universo que o mundo existencial e fraternal.

            O estado de felicidade pleiteado por todos bem como o desfrute de seus recursos favoráveis não se restringe ao planeta de expiações e provas com bens exclusivamente materiais, acontece de verdade com a evolução do tempo e da bagagem que espírito acumula ao longo das existências. A tão desejada e sonhada felicidade começa através de uma construção individual e permanente onde não há limite para ser feliz, mas para viver essa realidade e suas ofertas sagradas é necessário selecionar criteriosamente o que é felicidade permanente e o que é passageiro e que não tem qualquer influencia no livro sagrado dos atos e atitudes praticados frente aos recursos que cada um desfruta para usar para o bem e para a caridade divina.

            Os bens materiais que são conquistados pelos irmãos na vida presente têm como finalidade auxiliar o seu semelhante quanto ser a mola propulsora pessoal do homem para a realização de suas tarefas imperecíveis para com as obras eternas, além de ser a condição divina que é favorecida para que se pratique a verdadeira e os benéficos atos para com o bem. A cada conquista material é a dadiva pessoal como o resultado final do merecimento através do trabalho honesto praticado. Já nos bens eternos e imperecíveis da alma como a conquista da felicidade e do amor, não há mistério, mas sim perseverança, coragem e fé para a construção permanente e para serem merecedores de méritos por suas praticas honestas e sinceras e que por justiça lhe serão entregues pelo Criador.

            Cada tijolo concretizado por nós nesta vasta obra divina, a começar por nossa estrutura existencial, é a certeza dos atos sagrados cumpridos conforme a missão estabelecida pelo Criador que nos fora confiado, mas para isto nos é selecionados diversos irmãos a nos auxiliar nesta edificação eterna e também para sermos os pedreiros do erguimento da obra alheia. Agora, para merecer fazer parte da sociedade de Deus na felicidade verdadeira e imperecível basta cumprir e colocar em pratica com coragem e fé as lições que Cristo nos ensinou.

            Conforme o intitulado é necessário agir de verdade e com presteza, procurando germinar as sementeiras sagradas da felicidade voltadas para a fertilidade iluminada de nossa existência, para que o fruto saudável do bem enraizada na alma possa crescer com dignidade e segurança sendo possível sua distribuição natural. Essa realidade nos é possível e acessível através das escrituras e sendo praticado no ápice do seu proposito, e o mais importante, fazer com que as nossas sementes do bem se espalhem através dos exemplos honestos e por onde muitas vezes a palavra sagrada e escrita não chega, afinal, de nada adiantará ter o conhecimento intelecto das palavras sagradas sendo que as praticas sugeridas são analfabetas de todos os seus atos.

            Vejamos o outro irmão e suas necessidades com os olhos anulados para que não encontre artifícios ou mesmo argumentos para que possa furta-lo de algo que nos é confiado em demasia pelo Criador a atender as suas necessidades e dificuldades, quando anulamos os nossos olhos para os preconceitos e qualquer mazela e oferta do maligno, podemos dizer com segurança a Deus que de verdade queremos ser felizes e ao seu Reino importará de verdade a obra por nós praticada e que positivamente nos engradece como filho obediente ao chamado do Pai.

            Aos olhos do Criador somos todos materialmente nus e sem qualquer privilegio dos acúmulos terrenos que adquirimos, mas ao espírito, o que mais interessa ao Pai é o que trará todas as nossas marcas positivas e negativas de atos que praticamos e sentimos ao longo da existência e a justiça celeste sendo aplicada conforme nossos méritos. Por isso aproveite ao máximo todas as ofertas materiais e espirituais do momento para crescer e praticar o bem de verdade, separando as duas vertentes nas suas devidas importâncias e unindo-as de verdade num único e verdadeiro ato genuíno da alma que é o bem honesto.

Tenha coragem e resista ao mal e todas as suas ofertas possíveis, sabe-se que não são fáceis resisti-las, mas a construção da felicidade plena e tão deseja dependerá exclusivamente da renuncia do mal e todas suas praticas.

Os irmãos encarnados ainda precisam do estagio planetário para evoluir e merecer ser membro permanente dos mundos mais felizes, por isto que a vida no planeta expiatório é um desafio constante e muitas vezes insuportável no que tange a resistência do destino que muitos criam em volta em si próprio através das suas ações e sentimentos individuais que se praticam ao longo de cada experiência. Por isto ao reclamar das dificuldades do momento que se atravessa busque e tente elevar sua consciência ao agradecimento a Deus e também por poder ter a oportunidade de saldar débitos pretéritos que felizmente se apagam a fim de evitar uma vergonha ainda maior do que possivelmente causamos e desperdiçamos as nossas vidas por não escutar e não colocar em pratica a obra divina que começa pela própria existência.


Dr. Bezerra de Menezes, pelo Médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário