quinta-feira, 12 de junho de 2014

Perigosos Impulsos



Entendemos em nossa intimidade que o turbilhão de ideias, pensamentos e sentimentos que tomam muitas vezes as rédeas do próprio raciocínio, que age perante nossas ações com as devidas repercussões oriundas das praticas que muitas deixamos ultrapassar as fronteiras do respeito, das leis e da vontade divina, aquele que nos deu o discernimento para frear os impulsos movidos pela mola propulsora da vaidade, do orgulho e do preconceito que persiste em viver e fazer parte de nossa mais sensível pele e racionalidade equilibrada.

O homem ainda na sua mais variada forma evolutiva ainda insiste em viver e aflorar em sua intimidade a era transcendental da espécie racional, onde à época primata e retrógada da evolução humana pela lei da sobrevivência, não o permitia-lhe ter o discernimento que hoje habita em cada um, como seres predadores o homem ainda engatinha e pratica atos motivados pelo impulso caçador e do aniquilamento dos adversários, com o agravante que hoje é motivado por sentimentos impulsivos em nome de um ego e dos sentimentos mais descartáveis na visão e na vontade do Criador. Quem vive a sua espécie sabe que ao contrario da época primitiva, sua evolução permite o conhecimento do certo e do errado, do bem e do mal. Cada época do espírito traz consigo na alma experiências únicas e habilidades que levaremos para sempre ao longo da nossa historia, seja em que lugar designado por Deus estaremos, mas a todo o momento aprendemos matérias para toda existência.

Com a evolução do tempo, o aperfeiçoamento do mal ganhou forças inimagináveis na historia e na vida planetária, vemos o crescimento das ofertas malignas transformando a vida do homem em verdadeiras catástrofes da historia, o acirramento do mal nas suas variadas espécies conquista o homem na sua mais sagrada intimidade, e é o que passa a fazer parte da realidade humana, transformando o ambiente em que se vive num verdadeiro conflito social, o que reflete no presente e no futuro de sua individualidade afetando diretamente muitos irmãos que não tem culpa das consequências de suas praticas e escolhas, mas acabam também retardando em muitos momentos a caminhada alheia, onde muitos irmãos que desencarnam ainda se prendem as aventuras dos que permanecem na matéria vivendo uma aventura irresponsável da vida.

Quando compreendemos o outro não apenas do mesmo agrupamento classificatório das espécies e conseguimos visualizar Deus em tudo, podemos sim transformar a consciência e os atos em sentimentos e pensamentos elevados, trazendo para si o instituto da paciência, da tolerância e da compreensão o aliado mais importante para a caminhada rumo ao reino de Deus, que ainda esta longe, mas quem é detentor destes sentidos podem-se considerar avançados ao verdadeiro proposito da salvação.

E quem desconhece destes princípios afasta-se dos ensinos e das beneficias de Deus que foi e é promovida por inúmeros profetas e por Jesus, quem se afasta dos ensinos corre riscos à intimidade e forte candidato a conhecer formas destoantes do bem, transformando a evolução e de outros numa profunda tristeza e tensões graves, onde somado com os exércitos de forças do mal desilude inclusive muitos filhos de Deus que caminha superando todas as adversidades, que sempre vence os desafios da estrada evolutiva, que não consegue visualizar um horizonte desejado.

Não podemos desanimar e muito menos entregas às forças derrotistas do mal, havemos de trabalha para equilibrar nossa caminhada e estar atento aos impulsos na nossa vida, pois como a altivez do mal é sempre presente, saberá ele atingir a intimidade para nos desequilibrar e assim nos fazer perder na nossa caminhada, que poderá ser seriamente comprometida por atos movidos pelos perigosos impulsos, pois ainda vivemos o reflexo da espécie primata da sobrevivência e com o agravante da vaidade e do orgulho vivendo a espreita da nossa existência e pronto a nos fazer cair em tentação.

Saber conduzir a vida com responsabilidade, bom humor, amor, compreensão, respeito e dignidade temos os ingredientes para não se perder na irresponsabilidade e ter o freio importante do impulso, onde mesmo assim seremos sempre testados, mas preenchendo-se da luz divina das trevas que ainda insistimos em carrega-la na nossa alma, estaremos atingindo a grandeza do Reino de Deus em nossa existência real.


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo F. dos Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário