quarta-feira, 18 de junho de 2014

Direitos Limitados


             Encontramos na sociedade encarnada e também desencarnada em comunhão planetária e existencial diversas práticas que contraria os mandamentos de Deus psicografados por Moises no primeiro livro da humanidade, o livro de pedra, aquele que desde então determina qual deve ser a nossa postura diante a humanidade em obediência a vontade de que nos proporcionou a existência, ao Criador, itens essenciais para a própria salvação e também nas suas práticas a levar consigo outros mais, servindo-se de espelhos para os nossos iguais.

O laboratório planetário é essencial para todos os existentes e possuidores de vida, seja ela em qual grau evolutivo se encontram, e, nas diversas criaturas de Deus. Tendo inclusive Jesus, a missão de nos salvar e também a estagiar no planeta para fazer de si e nos seus exemplos o norteador para todos nós. Podem muitos duvidar da sua existência e até mesmo renega-lo, mas todos de alguma forma desfrutam do seu legado, seja na divisão do tempo, seja nas praticas de amor que muitos praticam naturalmente na vida, como no seu mandamento deixado a todos, amai-vos uns aos outros como eu vos amei, e nas oportunidades que nos são devidas graças ao sacrifício deste Santo Verbo, a começar pela nossa salvação.

Nos degraus da evolução passamos por diversas etapas e dificuldades para atingir cada ponto a mais na nossa capacidade progressista e no exercer da vontade do Criador nesta infinita caminhada que jamais se cessa e sim se transformam em novas atribuições perante os nossos semelhantes e todas as criaturas inseridas em união de acordo com as determinações do altíssimo. Começamos por conhecer os dez mandamentos, ao qual aquele que os segue com paciência e determinação, aliada à disciplina pessoal, saberá trabalhar cada ato com responsabilidade e naturalidade como espera do Pai, e atingindo uma dianteira muito importante nesta caminhada, tendo de Deus a confiança de poder trazer e salvar demais outros irmãos que se encontram perdidos pelo pecado e a missão de fazê-los encontrar o caminho do bem restabelecendo a aliança com Deus na pratica benéfica da saúde existencial.

Mas nem tudo são como as flores convenientes como desejariam muitos com base no egoísmo e no individualismo que carregam no ego, principalmente no planeta azul, onde nele se comungam em sua casta todas as práticas do pecado, onde é liderado pelo seu mais astuto líder, o maligno, aquele que trabalha para desviar todas as ovelhas do bom pastor e que sempre vem formando ao seu redor um exército de soldados que deserdam da casa de Deus pela pratica moderna do mal e que diariamente aumenta seu contingente. O perverso soube colocar nos filhos de Deus a essência pecaminosa da vaidade, do orgulho e de todas as praticas nefasta do pecado com os desvios dos atalhos perigosos dos vales da morte e do sofrimento que atinge a muitos com total adiposidade e conjectura a sentimentos impregnados na destruição do espírito e no segmento ao reino de Deus.   

A prática comum do erro e do pecado contraventora da vontade e das leis de Deus acaba se tornando um comportamento normal e cultural em diversas nações em que praticam seus excessos em conformidade acomodada de seus membros, realidade essa é que vemos muitos que se apossam de poderes e direitos indevidos e mesmo ilimitados para praticar crimes eternos na sua alma por atos inconsequentes, basta os irmãos relerem os dez mandamentos e verem como se aplicam ao contrario em varias nações ditas desenvolvidas.

No cotidiano vemos indivíduos reivindicando direitos indevidos e apossando-se de algo que se julgam merecedores pelo simples fato de querer ser mais sagaz que o outro, querendo obter vantagens e tendo a maldade da mentira, da deslealdade, da traição, das ciladas, das emboscadas, das maledicências como arma principal e fazendo da ingenuidade do espírito alheio a bandeira de uma falsa e injusta vantagem e apossando-se de diversos bens materiais e imateriais que não lhe pertencem por direito, tornando assim cada ato errôneo uma divida a mais na sua responsabilidade e na sua existência, onde todos os débitos serão somados e contabilizados.

Lembrando que aos olhos do Criador nenhuma ação da criatura humana é esquecida ou ignorada, cada ato, cada pensamento, cada desejo é contabilizado e julgado exclusivamente por ele, assim como o reconhecimento da vontade individual de todas as criaturas nas ações de reforma, retirando da sua essência todos os atos do mal e substituindo pelas ações continuas para com o bem, tendo assim as proporções dos débitos contabilizados favoravelmente a quem quiser por vontade própria ser liberto de todas as artimanhas do mal impregnadas na alma que adquiriram para si e o mais importante saber é que a todo o momento somos acompanhados e amparados por anjos iluminados, claro respeitando o livre arbítrio individual. Para mudar favoravelmente de verdade é preciso vontade e acreditar exclusivamente em si e no Deus vivo e misericordioso que não abandona ninguém e que simplesmente respeita as nossas escolhas, sendo que as consequências são proporcionais a cada busca.

É-nos dado todo o direito e a responsabilidade de salvação, amparo e a condução da nossa existência e de outros irmãos a um caminho do bem, respeitando as limitações e a evolução peculiar, respeitando os mandamentos para a condução do direito devido, merecer de verdade todas as conquistas através do trabalho honesto, respeitando os bens materiais e a imateriais alheios e não cobiçando para si o que não é devido, mas conquistável pelo saber, pela persistência, pela boa vontade, pelo bom humor e pelo direito que andam unidos pelo caminho do bem.

Parece difícil mesmo singelas as palavras, mas totalmente possível a qualquer um e a quem quer realmente a salvação. E não classificar como um fenômeno ao se deparar com irmãos que segue e que é obediente de verdade ao Criador, esse não é diferente de ninguém, é irmão como você e que também tem suas misérias e fraquezas, mas que simplesmente optou para si a paz e a felicidade completa amando de verdade como Jesus nos ensinou. E repito, pode parecer difícil, mas não impossível, afinal onde está a sua fé?


Dr. Bezerra de Menezes, escrito pelo médium Marcelo Passos.

Um comentário: