sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Momentos da mudança



José tomou o menino e sua mãe e foi para a terra de Israel. Mateus.


            Há momentos que somos convidados pelo destino natural a tomar as rédeas das próprias ações, inseridos num seio familiar as necessidades do aproveitamento as oportunidades oferecidas são decisivas para a própria historia existencial. O momento das mudanças ocorre para que possamos colocar em pratica todo o aprendizado e o que será determinante para a caminhada com a liberdade natural do espírito.

            Deixar para traz quem amamos e com quem convivemos faz parte do ciclo natural, mas o que sempre deverá permanecer são as boas lembranças e os bons exemplos que devem prevalecer num espaço especial no santuário do coração. Num instante em que tudo parecia ser eterno, agora a realidade da distancia que machuca pela saudade. Os amigos de infância e da vida, a família distante, os entes amados que encerram seu ciclo terreno e voltam para a morada espiritual faz parte do mistério dessa mudança e que traz uma significante bagagem de riquezas imperecíveis na alma e os valores incalculáveis que carregamos por todo tempo até o momento do reencontro.

            Quando propuser e viver as mudanças, a realidade é certa formamos novos elos de amizade, ganhamos a proporção da alegria em compartilhar das experiências produzidas pelo coração e o mais importante, a manutenção do passado vivo em nossa existência.

            É preciso permanecer com o coração sempre à vontade e livre para viver novas experiências desde o ciclo familiar as mais novas amizades, aproveitando a todo o momento as oportunidades de viver o estado de alegria e felicidade fazendo parte da graça divina e sabendo que onde há a presença de Deus há sim a razão de existir e praticar sempre o bem.  

            Propagar o bem e a felicidade é dever de todos, afinal somos frutos deste sentimento do Senhor que nos fez pelo amor e mais do que justo pratica-lo. Ao rendermos homenagem a aqueles irmãos que permanecem sempre vivos em nossa vida nas boas ações e exemplos de real grandeza e crescimento evolutivo, trabalhamos para fazermos individualmente melhores do que somos e podemos ainda ser. A humanidade terrena ainda caminha em passos lentos para a verdadeira felicidade, mas peregrinos, com erros e acertos todos os espíritos permanecem nessa caminhada.

            Mas a relevante mudança deve acompanhar um conjunto de situações, começando com o interior, o mais importante e principal fonte da salvação e do justo merecimento de nossas bênçãos, ainda aprende-se muito, mas aplica-se pouco. Em muitos momentos a mudança pode parecer invisível ou mesmo sem novidades a que desejamos, os efeitos podem ainda não alcançar as desejadas proporções, mas ela é fundamental, mesmo que os erros sejam graves e para muitos irmãos sujeito as mais severas punições eternas, mas quando o agente do pecado tem a iniciativa de corrigir seus erros este terá a presença permanente dos anjos do Senhor para auxilia-lo.

            Quando um irmão pratica erros, arrepende e deseja mudar para melhor, grande parte da sociedade o recebe com desconfiança e mesmo descrença a suas atitudes e seus comportamentos, pois ainda são movidos pelo preconceito que ainda insiste fazer parte da existência da fraqueza humana a que não contempla outrem a nova oportunidade e a nova confiança.

Evidente que as ações que praticamos há a máxima consequência da causa e efeito perante a coletividade em que se encontra inserida, mudar para melhor é divino, o que não significa que os erros cometidos se apagam instantaneamente como o desejo de reforma, há de colher a consequências e aprender nesta escola a graduação máxima do bem. De certo que as chagas serão amenas, mas a proporção justa dos erros é determinada exclusivamente pelo nosso Criador.

A consciência e ação individual serão determinantes para o estado de mudança, é preciso buscar no passado as sujidades produzidas pelo choque de interesses sórdidos e os excessos lascivos que impede o espaço para que novos e bons exemplos façam parte dessa bagagem. Buscar o apoio nas pessoas que lhe foram e são importantes, tanto no passado quando no presente, proporciona ao espirito a alegria e o bem estar, por isso unte o que de bom fora e é vivido e conjuntamente com nossos amados seja o pilar e a base para a construção de um novo lar no terreno prolifera da alma.

Não tenha medo da mudança viva-a na intensidade na busca da vitória, mesmo que cause dor e desconforto, mas a partir do momento em que confiar em si aguarde a recompensa justa do criador.


Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário