quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Governar Homens com Justiça



Bendito o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e resgatou seu povo, e fez surgir em nosso favor um poderoso Salvador, na casa de Davi, seu servo. Lucas. 1,68-69.


            O governo de Deus sobre nossas ações traz consequências justa para nossa realidade e existência, nada nos falta sem o devido merecimento e as oportunidades que temos para desenvolver o caminho real de felicidade trazem a liberdade para usufruí-la ou não atendendo a um direito de todos na escolha do seu caminho.  

Praticar o bem é a máxima de todos os espíritos a caminhar com Cristo rumo ao reino de Deus na sua infinita bondade e misericórdia, lembrando que o Senhor é bom, mas justo, as consequências dos nossos atos é determinante para aplicação da devida justiça, há aqueles que aceitarão com resignação sua sentença, mas muitos se voltarão contra Deus crendo reivindicar uma sorte que não lhe faz direito. Diante da justiça de Deus agradeça todas as oportunidades de reformar seus erros e louve por não lembrar muitas vezes dos atos que levaram a peculiar consequência, pois a vergonha poderia ser muito maior.

Quando compreendemos o verdadeiro proposito da justiça de Deus, principalmente quando a vivemos na proximidade da sua aplicabilidade sobre nossa sorte e de nossos semelhantes, onde não nos voltamos contra o Pai e acatamos com humildade o que é determinado teremos todas as oportunidades para de fato resignar os nossos pecados e caminhar como espíritos livres por um mundo feliz.

Mas quando a revolta de nossa parte consome nossa razão contra os desígnios de Deus, a felicidade se torna um bem inacessível à realidade de muitos irmãos que em grande escala arguem a Deus as razões de sua dita severidade sobre sua sorte, muitos desejam a felicidade e a libertação de seus pecados, mas poucos reconhecem que o maior impedimento do progresso está em si próprio e poucos buscam reforma-los, compreendamos que Deus não mudará o curso de suas leis a favor de nenhum irmão que se diz injustiçado, ao contrario, suas leis são únicas e imperecíveis, e aplicadas igualitárias a todos, o que havemos de fazer é segui-la na sua acústica e não deixar se corromper sobre o governo do mal.

No mundo planetário é dado ao homem o poder de governar uma nação, que podem ser representados por presidentes, reis, imperadores, ditadores, todos trazem a confiança do Senhor para que amenize as chagas e encontre as formulas para auxiliar o seu semelhante e seguir o caminho da verdadeira salvação.

Enganam-se aquele que crer que a politica dos homens não é uma das formulas eficientes para ajudar um ao outro encontrar o caminho da resignação e da salvação, quando um irmão se propõe a conduzir os interesses de um povo, traz em sua missão a máxima e a responsabilidade desta condução, quando os seus comandados encontram o motivo para ser feliz e disfrutar do que há de melhor na matéria, seu espírito consumirá a máxima alegria da vida e o combustível para girar essa infinita engrenagem que é a vida em respeito da coletividade.

Um povo infeliz com sua nação devido à má condução de seus interesses nas mãos de que o confiou sua caminhada enfrentarão inúmeros e mesmo injustos obstáculos, estes governantes de fato terão consequências e será responsabilizado perante o Senhor, principalmente quando os interesses pessoais movidos pela soberba e o poder material dão lugar ao verdadeiro governo dos homens, estes que se postam como algoz de uma nação terá um débito moral pelas vidas interrompidas nas mais variadas formas progressistas, pois seu governo não atende ao maior de seu lema, a justiça. Quando esses interesses egoísticos dão lugar a um mau governo, eis que surge o maior dos males, a injustiça, onde as consequências do mal farão com que muitos sofram consequências desagradáveis e realmente injustas, pois o que era para ser de fundamental direito é usurpado pelas ações malignas.

Administrar riquezas terrenas não esta apenas em apossar de bens pecuniários e aplicar nos serviços de interesses coletivos que é um direito de todos. Um verdadeiro governo esta em conduzir sua nação ao progresso do espírito, mesmo que muitos ainda não creem na vida eterna, mas fazer a eternidade de muitos irmãos é dever de todos e não somente no governo dos homens, fazer o progresso do próximo é um dever de todos e levar a felicidade para o mundo alheio é obrigação principalmente a aqueles que caminham para a salvação eterna, afinal ninguém é salvo egoisticamente, quem pratica o egoísmo esta em qualquer estrada jamais na estrada da salvação.

Amar uns aos outros atende a máxima em extirpar do coração o egoísmo destrutivo, amar está em sentir sem esperar a reciprocidade, fazer com que seus semelhantes caminhem no sentido da felicidade plena e tornando possível essa realidade, mesmo que não seja compreendido e sem cobrar taxa de reconhecimento por qualquer bem praticado. Assim deve compreender todos aqueles que pleiteia comandar os interesses de uma nação, independente da forma de governo e cargos, honre com justiça este compromisso com o mesmo desejo que tem para que Deus em sua suprema e divina justiça atue sobre sua existência.


Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário