segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Basta Compreender


José, não tenhas receio de receber Maria como tua esposa. Anjo de Deus.

            É relevante compreendermos a máxima de nossos semelhantes e os desígnios de Deus presente em cada irmão inserido na sociedade terrena para que possamos desenvolver e prosperar na máxima evolução e a cada instante a resposta necessária na confiança divina depositada em cada um de nós.

            Para todos há um proposito divino, ao qual devemos compreender a máxima de que somos eternos estudantes e que não podemos alcançar todas as respostas que nosso íntimo faz ao criador a todo o momento. Cada etapa deve ser vivida na integra com o proposito designado, desde o mineral ao angelical cada fase existencial corresponde a um crescimento peculiar, não há como atropelar a fase e a real condição e querer alcançar o topo do mundo, pois para isto é necessário vencer a vida real e trabalhar com honestidade e afinco cada instante de vida a desfrutarmos e evoluirmos.

            A multiplicação de interesses e ações movida pela individualidade ganha notoriedade nos sentimentos inseridos em cada irmão, principalmente quando a ação do maligno esta presente na sociedade combatendo todos os soldados de Deus com o fulcro de atrair um exército de perdidos e miseráveis da alma a desvia-los em todo sentido único da salvação. A máxima do maligno e de seus interesses corrompem os irmãos e destroem sonhos e abortam evoluções e destinações alheias que são designadas pelo criador, diariamente voltam para o plano espiritual muitos irmãos terrenos que não conseguiram atingir o máximo do proposito, inocentes voltam forçados pela ação do livre arbítrio inserido em cada individuo, bem como aqueles que buscam este fim pelas ações cometidas aplicadas pela lei de causa e efeito.

            Em grande parte da sociedade há a contravenção às leis divinas, para muitos é difícil ou quase impossível aplica-la na integra, mas essa consciência prevalece na realidade daqueles que são fracos e que não creem no Deus vivo de amor e misericórdia e que são facilmente corrompidos pelo encantamento do mal inserido pelo consumismo material, onde para muitos o poder e as riquezas perecíveis são a máxima de uma aparente felicidade, são esses ídolos que em muitos momentos substituem a verdadeira vontade e proposito do Pai em cada um de nós, que causa múltiplas destruições e que causam o desequilíbrio na humanidade.

            Quando o falso profeta materializado na aparência dos prazeres carnais, prevalecerão sobre a sociedade os excessos nocivos que imperam sobre o santuário individual da alma, as consequências serão destruidoras e covardes, pois impede que os irmãos compreendam uns aos outros e em sua magnitude o expõe ao ridículo de grosseiros comportamentos e ações cometidas em nome de um êxtase material, pois a matéria do orgulho e da vaidade já impera sobre sua vontade desde individuo.

As consequências podem ser testemunhadas nas mais severas disputas por um privilegio material, essa guerra cada vez mais sanguinária por uma vantagem egoística e pela busca do sucesso a qualquer preço, tem como principal arma a mentira, a traição, as ciladas e as emboscadas que destroem o espírito, que severamente contrariam a vontade e a lei de Deus formando nessa máxima o excesso de contingente que abrigam o submundo do mal, pois essas atitudes e disputas condenam a alma ao sofrimento moral e individual, pois aquele que faz dos bens materiais seu principal profeta e ídolo estarão consideravelmente perdidos espiritualmente e quando chegar o limite do seu tempo planetário nenhum desses ídolos poderá defendê-lo, pois o vazio existencial será significativo, afinal nada de relevante foi produzido e conquistado e sim possuído sem o devido e justo merecimento, simplesmente usurpou do tempo natural para viver em mundo artificial repleto de mentiras e falso bem estar.

A busca do conforto material é consequência do trabalho bem realizado e em nenhum momento é condenado pelo plano celestial, ao contrario, é compreendido que todo merecimento se conquista através da labuta, o que de fato será considerado com maior atenção e eficácia será o que produzirmos de relevante para o crescimento e a evolução do planeta, o que de fato construímos de verdade e o legado do bem que deixamos a se perpetuar geração por geração.

No momento em que todos compreender o proposito de Deus e enxergar nos nossos semelhantes o sentido, a ação e o entendimento de que somos uma engrenagem da vida eterna e que durante nossa existência havemos de aperfeiçoar a oferta e a produção do amor e do respeito verdadeiro que deve ser produzido em serie, seguindo a íntegra da lei de Deus, a realidade da felicidade será mais fácil, e afastando todos os sentimentos nocivos que contamina a saúde do espírito a serviço da matéria e que são as consequências do orgulho e da vaidade que desencadeia uma constância maléfica do corpo e da mente e que interrompe o progresso individual e coletivo, a luz divina acenderá em nossa escuridão.

A maior dificuldade em viver a lei de Deus em toda sua matéria está em nós mesmos quando contaminado com o preconceito e o mal que nasce em nossa alma, o que resulta nos sentimentos e ações perversos provocados pelo que buscamos nos falsos ídolos e profetas. O que se adquiri com base nesta falsa realidade de fato viver a lei de Deus será para os seus portadores algo impossível, inatingível a sua capacidade e um longo calvário de dor e incertezas, pois ninguém será salvo sem viver a plenitude da lei de Deus e será preciso viver novamente, afinal para fazer parte da morada eterna no Reino de Deus será preciso o homem nascer novamente, como Nosso Senhor Jesus Cristo nos revelou.

Antecipemos nosso merecimento a viver nos mundos felizes, a começar pela vida planetária, afinal é responsabilidade de cada um fazer da sua morada, do seu habitar um lugar melhor para se viver e para isto é preciso que cada um viva a íntegra do respeito às leis do Pai. Reformemos a nossa estrada, busque viver a lei na sua máxima capacidade de absorção e faça do seu mundo a perfeita morada. Aproveite a oportunidade.


Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário