domingo, 1 de dezembro de 2013

Sinais de Deus



Muitos povos e nações poderosas virão procurar o Senhor Todo Poderoso em Jerusalém e suplicar o seu favor. Zacarias. 8,22.


            Para muitos irmãos as inúmeras mensagens do plano espiritual no sentido da reforma interior vão de encontro às mazelas da sociedade materialista e pouco ou totalmente descrente do mundo de Deus, o ceticismos faz imperar as ações e ofuscar com propriedade o sentido do respeito e da historia que faz permanente a inúmeros ciclos da vida que se finda com o passar do tempo.

            Passaram-se milênios de inúmeros profetas que fizeram difundir a vontade do criador, tantas encarnações e oportunidades nos são reais e a palavra permanece intacta e sem qualquer distinção entre tempo e comportamento.
                       
            O que distancia povos da verdadeira palavra e vontade do criador é em muitos momentos a inercia da busca da verdade, preferem adquirir conhecimentos com base no estudo alheio, e quase nunca buscam os vestígios da vida que há no próprio interior. Quem nos acompanha nesta vastidão existencial é importante para nosso crescimento e nossa evolução, mas havendo de aprender com esses para elevar nosso autoconhecimento para as praticas do bem próprio e principalmente habilitando-se para praticar o bem universal.

            Devemos nos ater para as palavras dos inúmeros irmãos difundidos nas mais diversificadas associações de ensinamentos, seja da palavra e da vontade de Deus quanto das lições acadêmicas, havemos de respeitar a todos, mas buscar sempre o aperfeiçoamento, ora, nosso Senhor ao longo da existência nos presenteia inúmeros profetas a ensinar a sua vontade e sempre um com conhecimento mais apurado que outros, essa realidade existe para que saibamos que não há quem detenha melhor entendimento que seu semelhante, o que há é a partilha de bens infungíveis para que a soma do conhecimento proporcione sempre o ápice do comportamento democrático na fase do entendimento universal de nossos semelhantes.

            Podemos conhecer com bastante propriedade qualquer tema, mas sempre nos faltará algo a nos completar e nessa constância que havemos de comungar a vida e respeitar a todos, quando deixamos de nos aproximar de determinados irmãos por diferenças múltiplas ou mesmos deixamos de gostar de alguém por aparências e culturas bem como a fé que acompanha individualmente este irmão, nos furtará em muitos momentos da aquisição de bens que serão inerentes da alma para o crescimento e a evolução mundial, compreendamos irmãos que Deus nos faz presente e condições em situações mais desafiadoras que possamos vivencia-la, sim, sempre que nos encontramos em xeque contra nossa própria vaidade e orgulho lá está a mão de Deus a nos trabalhar na reformar no instituto da humildade de reconhecer seus erros e dar sempre o primeiro passo para a civilidade divina, ou seja, ser portador universal da vontade de Deus.

            Seria cômodo que as provas de Deus que nos desafia fosse igualada com a nossa vontade, está sempre ao lado das pessoas que nos traz conforto e uma posição privilegia de conhecer a realidade do mundo e da vontade de Deus, perdoar quem nos comete falhas leves ou medianas que não contrariam com veemência nosso dito comportamento social e aqueles que nos são queridos seria fácil e não perdoar aqueles que temos certa resistência e ao qual somos desafiados a reformar um passado de débitos, não estaria trabalhando a verdadeira face de Deus em trabalhar a própria intimidade espiritual para tornar nossa existência um caminho mais fácil para o Reino do Senhor.

            Os sinais de Deus estão por todos os lugares e principalmente nos momentos em que nosso ser é levado a está ao lado e ao convívio de irmãos que nos desafia a tranquilidade aparente, seremos sempre desafiados a reformar nossa vaidade e nosso orgulho transformando-os no mais importante instituto da humildade e espelhar em Jesus nos desafios que ele passou frente aos seus algozes, perdoando de verdade e fazendo-se grande sem para isto desejar o mal aos seus irmãos.

            O verdadeiro perdão esta em nossas orações e no amor que se desprendem aos seus inimigos, pois são eles que os responsáveis pela verdadeira pavimentação da estrada para o almejado e cobiçado Reino de Deus na plena felicidade. E se ao dar o primeiro passo do perdão a reciproca não for coincidente com o seu desejo, lembre-se de que sua consciência e seu dever divino estarão cumpridos e não condene jamais o comportamento e atitudes alheias contraria ao seu comportamento, sentimento e ação, busque sempre nas orações tocar no acorde da alma as melodias de amor que transcende o tempo material.

            Busque nos sinais de Deus encontrar-se dia a dia para merecer o reino de Deus e lembre-se que o perdão é o maior dos antídotos contra todos os males e para viver a intensidade do amor e para que o perdão seja real, desarme-se do orgulho e da vaidade nociva, pois são eles os responsáveis pelo prolongamento difícil da caminhada e ao qual nos é sempre interrompido com as ofertas do maligno a perder-se pelo infinito evolutivo.

            Viver nesta acústica não será uma tarefa fácil, mas impossível não, basta disciplinar-se e querer, apenas isso.

            Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário