sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

A Verdadeira e Maior das Riquezas


Alegrai-vos e exultai, porque grande será a vossa recompensa nos céus. Jesus.


            Caminhar na estrada do bem com o proposito das boas colheitas como a felicidade, amor e as benevolências divinas não serão algo conquistado simplesmente pela vontade. O querer, os objetivos serão alcançados com muito trabalho e a resistência do mal em suas diversas ofertas a querer perder as ovelhas do Senhor pelos vales da sombra e da morte.

            Nosso querido e amado Senhor Jesus Cristo conforme as escrituras atravessou seu tempo terreno com muitas desconfianças, fora perseguido pelos poderosos, mas amado pelos pobres e excluídos daquele tempo que com os corações livres do orgulho e da vaidade imperial que dominavam os doutores da lei e os sacerdotes do templo, pois tinham o coração puro e conseguira ver no Senhor a salvação de todos os seus pecados.

            Mesmo livres dos pecados, curados pelo Cristo, muitos ainda sofreram com as perseguições desses poderosos que não aceitava Jesus como o Messias por ele ser de família humilde e não ostentar as riquezas materiais que eram cobiçadas pelo ego iminente de suas vidas, onde acreditavam que esses bens eram as prova de um poder divino. O Homem de Nazaré ensinou e mostrou a todos nós que a maior riqueza celestial não esta palpável entre as mãos, é algo impossível de se vê a olho nu, mas totalmente visível à alma, claro para aquelas que permitir enxergar, pois em muitos momentos fazemo-nos cegos para a grandeza do Senhor diante de nós e desprezamos a oferta divina, afinal, em muitos momentos se crê assim como os Saduceus e Fariseus que o brilho reluzente das joias é resultado de uma felicidade e de uma graça e desprezamos as singularidades das obras de Deus.

            A desacerbada visão sobre uma determinada riqueza confundida entre matéria e espiritualidade traz em muitos momentos da caminhada terrena a frustração           na plenitude das realizações almejadas, realidade essa presente nos lares das diversificadas famílias que não conseguem encontrar o equilíbrio para sua caminhada, ou seja, não conseguem nivelar a uma posição solida em busca da real felicidade e a clareza para suas pretensões, a busca pelo acumulo das riquezas perecíveis traz em muitos momentos da ação e do sentimento a deslealdade dessa conquista, onde para obter determinadas riquezas muitos usa de instrumentos perversos do mal, como a mentira, a competitividade covarde onde buscam atropelar o respeito para adquirir e ter vantagens diante da destruição de seus semelhantes e usam artificieis para ludibriar irmãos, perde-los pela vastidão do sofrimento e das dores, e com essas atitudes o abismo espiritual contaminando a alma pelo pecado e quando se apresentar diante do Pai nada de construção poderá fazer-se advogado para defendê-lo da justiça celeste.

            Em nenhum momento será considerado crime contra as leis de Deus a busca da riqueza material e seu conforto proporcional, Nosso Amado Pai quer que tenhamos todo seu universo, mas sem esquecermo-nos da maior fortuna, o bem estar do espírito, esse capaz de fazer compreender toda obra e visualizar a existência como um dom sagrado para a felicidade plena, mas para isto se faz necessário desapropria-se das armas do orgulho e da vaidade, esses sentimentos que crucificaram o Mestre.
Irmãos, a caminhada não é fácil, pelo contrario, muito mais desafiador do que muitos imaginam, pois os artífices do mal ainda imperam sobre a vida de muitos e sobre a alma como esses sentimentos nocivos já expressados e apaga-lo de nossa vida poderá levar muitas novas vidas do espírito para poder merecer o reino de Deus, como nosso Amado Jesus disse: “para merecer o reino será necessário o homem renascer novamente”.

Diante da realidade irmãos, busque a partir do conhecimento divino acessível a todos, a reforma interior para encurtar o caminho a Deus, e para isso será preciso vontade, disciplina e coragem, pois se o desejo real for caminhar na estrada do Pai, saiba que ele designará seus anjos a nos amparar e a guiar-nos para o bem e o Pai claro, estará sempre conosco nos impulsionando para seguir em frente devastando todas as arestas malignas e iluminando todas as nossas escuridões para vencer os males de nós mesmos.


Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo Passos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário