terça-feira, 5 de novembro de 2013

Evolução e transformação




Os que vivem segundo a carne gostam do que é carnal. Os que vivem segundo o espírito apreciam o que é espiritual. Romanos. 8,5.

           
Transpassam os anos, séculos, milênios e as mudanças evolutivas no plano comportamental passam por diversas modificações e as necessidades individuais se acumulam conforme o aumento tecnológico e material no mundo terreno. O planeta enriquecesse com inúmeros irmãos com as suas mais peculiares evoluções e a missão de trazer a todos as oportunidades para facilitar a comunicação, a paridade e as necessidades múltiplas de aproximar todos numa velocidade maior a amenizar o sofrimento e os regastes universais.

            O planeta é rico de ideias, opiniões, tecnologias, mas tudo isso traz para a matéria a sensação de satisfação vivida e usufruída, todas essas oportunidades são oriundas dos planos espirituais que no dia a dia evoluem na descoberta de novas experiências para avançar nas necessidades em encurtar os caminhos evolutivos numa forma mais veloz e ao mesmo tempo eficiente no mesmo plano do bem que nunca se modifica, vive-se.

            Todas as facilidades que os irmãos encontram no planeta é fruto da ciência espiritual, nada que se constrói, transforma e vive-se é por acaso. As descobertas no campo da ciência e na cura das necessidades corporais orgânicas são resultado de pesquisas que somam conhecimento e experiências que são vividas no campo planetário, aqueles irmãos de inúmeras etnias são levados a experimentar com eficiência todas as descobertas a remediar os males do corpo e significantemente o espirito.

            Infelizmente o que afastam a verdadeira experiência para com a evolução é a presença relevante dos males presentes no planeta de provas e expiações; aos que os irmãos leitores deste se encontram. Planetariamente a experiência é fundamental para o progresso do espirito na resistência quanto às tentações malignas a tentar todas as necessidades de romper com as teias inimigas prontas a prender-nos em suas mais perversas ordens de sucumbir o bem divino de nossa alma.

            A Terra é o imenso laboratório do espírito, somos peças fundamentais de transformação e somos constantemente experimentados contra os venenos que nos são apresentados pelos falsos cientistas do bem, que mostram formulas a querer fazer de nossa vida e de nossa existência uma célula venenosa e cancerígena a vida de outros irmãos, a começar pela própria perdição envenenada e entranhada nas ações e sentimentos.  

            Quando estamos impregnados com as substancias nocivas, como: ódio, rancor, inveja, egoísmo, entre uma serie de evidências maléficas, somos aguçados a viver na íntegra da matéria e afastar completamente das vitaminas da existência, os fluidos e a vivencia espiritual, tão mais relevante que qualquer substancia material a nos facilitar e comungar a vida em compartilhamento.

O plano espiritual é tão mais importante em nossa existência e é tão viva em nossa realidade que todas as nossas ações são refletidas nas duas esferas, material e espiritual, sendo que quando entregamos a matéria para a matéria a consumir em pó a morada da alma, não mais é cobrada com o perecer do tempo e sim mantem-se inerte para a paleontologia futura nos estudos históricos. Já as ações são refletidas na alma e transmutam na forma a viver novas experiências e resgates, pois ninguém subirá ao Reino de Deus sem ter saudado todas as dividas evolutivas.

A imensa disparidade planetária faz das experiências evolutivas este grande laboratório espiritual, ao compreender essa realidade havemos de modificar para melhor nossas ações e sentimentos para com nossos semelhantes e principalmente a nossa realidade. Somos experimentos conscientes e com o qual havemos de facilitar nossa saúde universal de forma gradativa e eficiente, para quando formos acionados sermos vida na morte de nossos semelhantes, como remédio vital para a cura das nossas enfermidades do tempo e da alma.


Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo Passos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário