quarta-feira, 13 de novembro de 2013

A verdadeira face de Deus.



Assim já não sois estrangeiros e hospedes, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus. Efésios. 2,19.

            Buscamos incessantemente conhecer a face de Deus, como é ou como deve ser sua imagem? O Pai todo poderoso criador de tudo o que existe nos apresenta como a brisa serena a nos brindar a existência das oportunidades a estar com ele no imenso paraíso de amor e felicidade.

            Todas as conquistas que almejamos, seja no plano material como espiritual, havemos de elucidar o merecimento da conquista, de uma forma honesta e responsável para poder desfrutar a permanência da aquisição que nos é devida. O trabalho é a forma mais nobre de elevação e conquista do que desejamos, seja nas duas esferas, a proporcionalidade das atividades é medida conforme nossa busca e missão a desenvolver não há outra forma de se conquistar o que queremos.

            Evidente que há caminhos que muitos irmãos buscam como forma de encurtar a chegada, é os tentadores encantamentos do bem estar passageiros e este caminho sempre trará o atrasado na evolução e distanciamento no conhecer a face do Pai.

            O trabalho verdadeiro esse não é apenas aquele que se pratica em busca das conquistas materiais que habitam o planeta divino, que também é abençoado pelo Pai, assim como suas conquistas de conforto, pois a labuta honesta deve sim ser premiada com as diversas conquistas confortáveis que são adquiridas sem esquecer-se da suavidade espiritual na compreensão de nossos irmãos, assim como nossa situação na vida real na espiritualidade, conquistamos méritos pelo trabalho, pois todo merecimento se conquista através do trabalho.

            Mas todo esse merecimento deve ser assessorado com bastante riqueza pelas ferramentas fundamentais da alma e do coração, como a lealdade, o reconhecimento, o auxilio, a serenidade, o amor, a fraterna comunhão em sanar as dificuldades alheias ao seu conhecimento mais privilegiado, seja em qualquer grau de atividade, inclusive aos desafetos do caminho, a gratidão e a solidariedade divina tatuada em nossos sentimentos e ação perante o universo de Deus a poder fazer de nosso universo uma perfeita oferenda de sentimentos puros e verdadeiros, as inúmeras diferenças nos mostra que somos indivíduos da vontade divina a serviço da vontade de nossos irmãos.

            Quando desejarmos ver a face de Deus e suas formas, lembre-se de que podemos vislumbrar sua imagem em nossos semelhantes. Nossos olhos não nos permite naturalmente enxergar a própria face, apenas visualizamos o universo diante do horizonte e neles podendo sempre encontrar as diversas faces do criador, como havemos de permitir que ele também faça imagem em nossa intimidade pelos nossos sentimentos, como o amor coroado a nossa consciência de que todas as nossas praticas resultará em tudo que desejamos e merecemos inclusive o privilegio de ver a imagem refletida de Deus em nossa alma.

            Enfim, seria Deus negro ou branco, ocidental ou oriental, alto ou baixo, novo ou velho, homem ou mulher, qual sua religião? Se partirmos por esta vertente em nossa consciência a face do altíssimo, estaremos limitando nossas ações e sentimentos perante a sociedade e excluindo os demais outros irmãos em suas peculiaridades, por isto que os amigos e amigas planetárias ainda não estão preparados para ver a verdadeira face do Pai, sendo necessário o progresso diário de todas as tarefas universal, sendo o trabalho continuo nas reformas de todos os nossos conceitos, afinal, Deus esta em tudo e em todos sem qualquer distinção e quando nosso coração estiver livre do seletíssimo padrão social impostos pela hipocrisia das leis do homem estarão avançando para atingir a porta do Reino e a entrada nele em face de nosso amor universal espalhado por toda criação do Onipotente.
           
            Não limite a imagem de Deus em seus semelhantes, pois sua face está nas vidas orgânicas e inorgânicas, espalhados na natureza como formas vegetais, minerais, animais, humanas e angelicais, assim como os diversos planetas irmãos aos que neste habitam os irmãos em Jesus.

            Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário