terça-feira, 15 de outubro de 2013

O Sentido, o Caminho, a Verdade e a Vida.



Pois quem pede, recebe; e quem procura, acha; e a quem bate a porta, abre. Lucas. 11,10.

            Os desejos que mais aguçam ao coração e ao sentimento de todos os irmãos é a felicidade e a salvação, entender a feliz e notória alegria jamais será pauta única de sua plena realização, a busca do estado de felicidade parte do principio alheio, onde a nossa felicidade inicia-se pela natureza que deparamos com os nossos páreos.

            Serem felizes está em uma constância diária na reforma intima e nos conceitos que também reformulamos com nosso entendimento, o planeta material favorece o julgar aos irmãos pelas imperfeições de suas ações e sentimentos, como tivéssemos autoridade para a desqualificação e a sentenciar e promulgar a esses que causam diversos embaraços seja pelas ações conscientes ou não.  Mas qualquer indicio de erros alheios contra nosso intimo universo longo fazemo-nos de falsos profetas, ora, como podemos ditar o comportamento alheio se ao indagar o próximo em suas fraquezas e não o permitimos a reforma da consciência aos erros que lhe são devidas pelas inexperiências e fraquezas.

            A infelicidade abate sobre o coração e a consciência de muitos destes irmãos que vivem uma célere atividade e conceitos desacerbados aos demais que lhe são afins em toda esfera social. Irmãos, a escola planetária nos comunga com todas as experiências possíveis, evoluímos em determinas esferas e regredimos em outras, há matérias que somos hábeis e outras que somos completamente desinformados, necessitando sempre da evolução do próximo a corrigir nossas ignorantes informações e mesmo nossa conduta frente à sociedade divina.

             Aqueles que desconhecem as próprias fraquezas e julgam-se superiores por se qualificar em importantes posições sociais frente aos demais irmãos, candidata-se ao fracasso evolutivo e a infelicidade plena de sua encarnação. A humildade jamais deve ser vista como posição humilhante ou mesmo uma fraqueza evolutiva, ao contrario, quem engrandece na humildade estará equiparando-se ao coração de Jesus e sendo portador do amor e da compreensão, sendo estes os ingredientes principais para a real e plena felicidade, que é vivida da forma mais sutil e completa da existência.

Os nossos pecados, erros, fraquezas e omissões nos é sentido pelas inexperiências do ser e que seus reveses são praticados com ações, reconhecer as fraquezas é pedir a Jesus para nos salvar dessas armadilhas, lembrando que Cristo veio para salvar os pecadores, os humilhados, os excluídos e que a vontade de modificar precisa iniciar pela própria vontade e esforçar-se para merecer o pedido. Cristo não virá até nós contra a nossa vontade se não quisermos a salvação e a verdadeira felicidade, respeitará a vontade e claro, estará sempre por perto para amparar as quedas no momento em que a dor for insustentável. Pois ele é o caminho, a verdade e a vida, ninguém será salvo senão por ele.

Busque enriquecer-se das dadivas de Deus e compreender o próximo e realmente ser merecedor da almejada felicidade plena no reino da salvação, busque incessante Deus em todas as formas e sentidos, pois ele esta por todos os cantos, a começar pela própria existência, mesmo que muitos ainda o desconhecem no próprio coração.

Dr. Bezerra de Menezes.

Um comentário:

  1. Tenho que agradeçer a este Mestre por tantas bençãos recebidas dele

    ResponderExcluir