quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Liberdade divina


Quem não está comigo, esta contra mim; e quem não recolhe comigo, espalha. Lucas. 11,23.

            A liberdade é umas das mais agradáveis e cobiçada busca a viver na alegria e na felicidade, podendo comungar os mesmos ares com Nosso Senhor Jesus Cristo na pratica infinita do bem e do amor, brindando com toda a emoção e certeza em trabalharmos e agirmos com ele na infinita bondade.

            Ser livre parte do pressuposto da compreensão a todos os seres vitais sejam orgânicos e inorgânicos, no instituto universal de respeito que sempre deve imperar em nosso ser. Compreende-se que todos os seres são impar e criaturas da obra do Pai e com eles suas estruturas peculiares que é limitada a fronteira da vontade de seu semelhante, não podemos jamais interferir no livre arbítrio alheio, temos o dever de instruir para o bem todos os irmãos, pois ao cuidarmos de quem nos faz necessários, agimos pela vontade de Deus e ao omitirmos estaremos sendo covardes e em alguns casos entregando aqueles ao perigo de se perder pelo universo do pecado.

            O dever da orientação é fruto do amor, assim como a negativa impeditiva quando se limita a uma criança aos excessos nocivos em que para desbravar o mundo não calculam os riscos e muitas machucam com diversas consequências. Assim são todos aqueles que nos cerca, o excesso maléfico em muitos momentos pode-se passar por um inocente pensamento ou ação, mas quem consegue visualizar tem por dever alertar, mas se mesmo assim este irmão insistir no erro, as consequências lhe será proporcional.

            Por isto nosso Pai maior nos enviou e sempre nos envia anjos a proteger-nos e para que todos compreendam a sua vontade, nos enviou Jesus Cristo, como sua imagem semelhança da salvação e fonte de toda vida, por ele fomos ensinados o que permanece intacto a todas as formas de está com ele no paraíso, há nações que não o veem como o Salvador e enviado pelo Criador, mas sabem que existe um homem que dividiu o tempo da historia em nossas vidas.

            Ao aprofundar no ensinamento divino compreenderá o universo que para fazerem-se criaturas melhores não precisa acreditar na figura ilustrativa de Cristo, basta compreender as lições das escrituras e colocar em pratica em toda sua magnitude, pois no código divino é compreendida a existência da historia e da reforma intima necessária para a felicidade e a postura que devemos adotar frente aos nossos semelhantes, bem como entender que todos nós somos diferentes neste universo e que além das diferenças temos nossas fraquezas como também qualidades e devemos sempre preencher nossas lacunas vazias bem como a de nossos irmãos que necessitam do equilíbrio.

            Estar de verdade com Jesus é colocar em pratica tudo aquilo que ele ensinou, não basta apenas conversar incessantemente com ele por meio das orações; que nos são vitais para a existência; mas as ações diárias na compreensão, no amor, na caridade e no respeito devem ser mantidas e reformadas na sensibilidade divina, desfazendo-se do orgulho e da vaidade. Somos livres, mas com o dever de limitar essa liberdade na pessoa de seu semelhante e com ele somar com o bem, não sendo desleais e perversos e muito menos algozes da evolução alheia.  

            Disciplinemos as nossas ações e sentimentos aos ensinamentos do mestre, pois tendo a organização, a presteza do bem e com a sede ao aprendizado único e respeitando as inúmeras obras de nosso amado Deus, bem como nossos semelhantes e suas individualidades, terão a oportunidade e o merecimento de desfrutar a verdadeira liberdade e as beneficias verdadeiras e imperecíveis, como o amor verdadeiro que nunca morre simplesmente se eterniza, pois acreditamos no Senhor.


Dr. Bezerra de Menezes, pelo médium Marcelo.

Um comentário: