quinta-feira, 17 de outubro de 2013

A poderosa força da fé



Levanta-se e vai! Tua fé te curou. Jesus.
           
            A fé é a força que carregamos em nosso intimo e traz incalculáveis reservas poderosas e é a chave para a solução dos problemas que a humanidade carrega e é o trunfo contra todos os males do perverso. Há enfermidades do corpo e da alma que são solucionados por este grande poder, quando acreditamos no próprio potencial e unimos a força do bem com amor, respeito não haverá mal algum que possa nos vencer.

            Não vamos encontrar a força da fé nos livros, nos poderes aquisitivos, nos bens materiais acumulados com o tempo, pois cada um tem sua força individual capaz de fazer possível todos os desejos e inclusive viver o bem em toda sua acústica longe do poder do mal.

            Acreditar em si e nas oportunidades que Nosso Senhor Jesus Cristo nos prova com inúmeras curas promovidas a irmãos que acionam o maior das forças e aniquilando todos os males, é motivo de espelhar essa força em todas nossas ações. Compreendendo que cada irmão tem suas próprias e incalculáveis reservas para obter o que tanto almeja: A cura, a felicidade, a liberdade e a salvação.

            A sociedade está enferma quanto à falta do uso energética da fé, quando guardamos algo e não se utiliza na sua real importância, perde-se pelo tempo e pelo desuso, e quando necessitar não saberá onde encontra-la, pois estará perdida, e em muitos momentos o desespero pela inexperiência e pela incerteza o sentido sem rumo será realidade, pois consome nas diversas enfermidades que assombram os filhos de Deus.

            A fé destrói com todo o pecado e transforma nossa caminhada em um tapete vivo de esperança e oportunidades, quando se conhece a força do próprio intimo nas diversas obras do criador que nos inspira sempre a buscar a verdade e a força do bem, estaremos sempre prontos a enfrentar as astucia do mal com todas as habilidades de um soldado cristão a defender-se de todos os ataques possíveis, entre eles a lutar pelo maior do amor, que é Deus, a nos fazer todos os milagres se transformarem em merecimento.

            Devemos nos desapropriar das armas nocivas que carregamos e torna-se impeditiva contra a fé verdadeira, que são as armas do orgulho e da vaidade excessiva que atingem o intimo das vulneráveis criaturas, aonde as trevas se faz presente a abriga-se por todos os cantos vazios dos irmãos entregando-os as areias movediças do pecado e da esperança, causando enfermidades que fogem aos olhos da medicina convencional, levando aos homens a eterna infelicidade e as enfermidades sem a esperança da cura física e principalmente espiritual.

            Deus não quer que façamos sacrifícios pela fé como impôs a Abraão naquele tempo, pois ele conhece a nossa fé e deseja que a façamos uso permanente e está sempre em sintonia com a sua palavra e sentido que fala em nossa alma e em nosso coração. Permita escutar a voz racional e equilibrada que emana de nosso coração, voz essa que grita a verdade e o equilíbrio.

Surdam-se os irmãos para está voz que clama no deserto da alma, onde são levados pelo próprio sentido e ações. E ao encantar-se pelo cântico hipnotizador do mal que nos mostram um oásis a falsa realidade estará todos sem sentido, sem um norteador da vida e sem a bússola da única e verdadeira direção, entregando-se ao calor e ao gelado clima das trevas do medo e da dor eterna.

            Mesmo perdidos no deserto movediço e ao clamar pelo amor do Pai e pela sua misericórdia, logo encontraremos Jesus a nos salvar e mostrar a verdadeira força da nossa fé, que nos salvará de todos os abutres do pecado e da morte.

Clamamos Jesus a salvar-nos de todos dos perigos e encantamentos do mal, tenhamos sempre a real e força para vencer as injustas facilidades que nos hipnotizam pelas forças que nos aprisionam ao próprio abismo.

            Realmente querem ser salvos, curados, amados, livres, então se desarme da vaidade e do orgulho nocivo e dê lugar à fé e verá o quanto este poder é incalculável e fundamental a nossa caminhada e o quanto podemos ser perante a humanidade pela fé e seremos todos livres do pecado e das enfermidade e dignos da presença do Senhor em nossa sagrada morada.


            Dr. Bezerra de Menezes.

Um comentário:

  1. Maravilhosas e santificadas palavras desse irmão , de luz tão linda !
    Sua humildade e bondade me impressionam...eu amo esse espírito iluminado pelo seu próprio esforço no bem !
    Foi um Kardec brasileiro. Tudo que ele escreve é verdade , amor e fé.

    ResponderExcluir