segunda-feira, 9 de setembro de 2013

A única porta.




O Reino dos Céus é semelhante a um homem que semeou boa semente em seu campo. Mateus. 13,24.

            É compreendido que as forças que nos inspiram vêm de diversas obras divinas a nos brindar a vida, temos o exemplo do código divino que ensina não apenas as palavras do evangelho, mas os rumos e das mudanças profundas que havemos de passar para poder caminhar rumo ao Reino de Deus.

            São exclusivos de cada ser os rumos que provocam no seu destino, há em cada um uma programação de todas as experiências que havemos de vivenciar para podermos a cada instante evoluir nos planos de Deus. A passagem nos planetas para o crescimento não ocorre sem um sentido, cada ser representa um proposito, uma colheita e diversas missões para fazer por merecer os desejos pleiteados, inclusive a salvação.

            A nossa missão começa no momento em que somos colocados na vida, com o passar das experiências nos é apresentado todas as estradas e os caminhos para aprender com as experiências que havemos de vivencia-la. O bem e o mal são instrumentos que faz com que devemos conhecer a nós mesmos em nosso mais profundo ser, os caminhos são esses, e a nossas escolhas? As nossas consequências.

            Ao receber a semente da vida, nos é dado todos os instrumentos para conduzi-la e formar excelentes frutos, dependemos sempre de nossos semelhantes para poder propagar estas beneficias a todo campo vital de oportunidades. Veja ao nosso redor, quantas vidas e quantos destinos diferentes, como há frutos venenosos e como há frutos sadios. A semente são os mesmos irmãos, o cuidado e o zelo é que diferenciam as colheitas que havemos de consumi-la, qualquer semente é capaz de florir mesmo sem as fontes originais de sua propagação e de sua estada à vida. Os exemplos do bem esta a nossa volta, olhe para si e veja sua estrutura. Olhe como há dentro de cada ser, um fecho de luz muitas vezes ofuscada pelas trevas do pecado que persiste em permanecer em nosso intimo e distribuir os venenos aos irmãos ao redor.

            Nos planos espirituais diversos irmãos chegam a todo instante com seu corpo espiritual coberto por diversas enfermidades oriundas dos atos praticados no planeta, os excessos cometidos na matéria refletem com agressividade no corpo mestre que a nossa alma, os exageros na vaidade e no orgulho são as grandes chagas que o espirito pode carregar em seu intimo. A nossa embalagem requer bastante cuidado para que nosso espirito possa disfrutar sua evolução com bastante qualidade. As colheitas do passado jamais deve ser objeto de revolta na vida presente, se as dificuldades vividas tornam o andar mais vagaroso e mais deficiente, não queira saber os motivos, senão estagnamos e atrasamos a evolução e as revelações de imediato à fronte e na consciência que se cessará para o progresso. Não há como evoluir sem a justiça atuando em nosso ser, não há castigo, há consequências de todos nossos atos, seja para o bem, como para o mal.

            Se a pratica do bem viver em seu intimo e o mal de seu irmão lhe afrontar as barreiras da tolerância, lembre-se do exemplo do Mestre que por toda sua caminhada se fez justo e manso de coração, jamais deixou que as feras do mal apossassem de seu intimo e fizesse escravos de suas vontades e carrascos de demais irmãos que muitos aprisionam em suas agressividades, no entanto, mesmo fazendo o bem genuíno recebeu em seu corpo as feridas de nossas injustiças e dos nossos pecados, mas não deixou que sua alma fosse atingida. Siga sempre o exemplo de Jesus, perdoe seu semelhante, não ore em vão a oração que o próprio messias nos enviou por inspiração de Deus, faça-se grande e superior, mas superior pelo bem e não pelas hierarquias que persiste em humilhar os pequenos da matéria, mas gigantes de Deus.

            Vamos plantar as sementes propagadoras do bem, afaste os inimigos da vida e da salvação que tanto insiste em fazer da humanidade um mar de perdidos, um oceano de pecadores ofertando suas qualidades ao maligno perverso.

            A preguiça em sintonia com a vaidade e o orgulho tornam as belas colheitas em poucas opções de benefícios e até mesmo a perdição de toda árvore, as dificuldades que muitos impõem para não fazer o bem são inúmeras, a moda desfilando pelos tapetes do fogo ardente do mal e a passarela da morte pronta a aplaudir os manequins do pecado, surge a cada tempo dos arredores de nossa alma, o perfume sedutor do mal encanta com bastante precisão e muitas vezes sem dificuldades, porque ainda muitos não aprenderam a seguir o caminho de Cristo e fazer de todas suas lições a um proposito de meta e objetivo, salvando-se e salvando.

            O tempo se finda irmãos e as portas estão se cerrando para o mal, e acolhendo o exercito do bem, não deixe as chagas da ilusão possa atrasar seu alistamento para a infantaria da salvação das almas perdidas. Os caminhos da salvação passa por uma única porta, Jesus Cristo, liberte-se do mal e vá para os seus braços e proteja-se e leve consigo outros mais, pois na estrada de Deus, não há limites, ao contrario, há muitas vagas para serem preenchidas, a começar pela sua.

            Dr. Bezerra de Menezes.


            

Um comentário: