segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Nas sedas do abraço divino





Ninguém explore o próximo. Teme a Deus. Porque eu, o senhor, sou vosso Deus. Levi. 25,17.

            Surgem entre nós diversos profetas enviados pelo onipotente a nos salvar perante as armadilhas e areias movediças do pecado, são ciladas que faz com que diversos momentos da nossa fé que deve para sempre ser inabalável, se sinta ameaçados e mesmo mortos perante a fera roais que existe nessas criaturas, nos apresenta sempre em pele de cordeiro e escondendo em seu mais profundo ser, a peste e o aniquilador das espécies de Deus.

            Entre as diversas armadilhas estão aqueles que se apresentam como profetas, como nosso próprio amado mestre Jesus nos alertou quanto o surgimento dos falsos profetas enviados pelo pai. Como já são alertadas mesmo no código divino, as criaturas são seres vulneráveis ao pecado e prezas, que em muitos momentos não mostram qualquer tipo de resistência e se entregam ao encantamento da serpente que hipnotiza os seres como os pássaros inocentes prontos a serem devorados por completo.

            É-nos sempre exposta a obrigação em respeitar e cumprir das leis de Deus em toda sua plenitude, entre elas ao de amar e respeitar o próximo em toda integra para que a nossa caminhada, a nossa evolução seja por completa comungada por todos aqueles que nos cercam. No momento onde há a exploração e o desrespeito quando ao seu semelhante, não queira que as bênçãos do céu estejam sobre a fronte, mas queira esperar a sentença da justiça divina. Os irmãos podem supostamente creditar a ira do Senhor como meios de temê-lo, como sempre fora dito desde a passagem de Jesus sobre nossa humanidade, Deus nosso Pai nos ama incondicionalmente por sempre acreditar que podemos mudar e fazer de nossas vidas algo de bastante relevância à sociedade dele na eternidade. A lei de ação e reação sempre será a justiça agindo contra nossos atos errôneos da existência, como um pai que ensina pela severidade o seu filho ao caminho do bem, e quando este desvia sua conduta será restringido de alguma penalidade para que possa com isto refletir suas ações.

            Nosso Pai maior tem a mesma postura irmãos, quantas vezes erramos e pecamos e pedimos perdão a ele, como sempre nos perdoará, mas ao persistirmos nestas condutas nocivas ao próprio intimo, nossa ação sofrerá sempre uma reação, isto se pode creditar a um castigo? Não. É amor sim, é a conduta que nos será em experiência vivida para que cresçamos sempre na própria evolução. Mesmo errando e pecando sempre, nosso Pai nos oferece sempre as mesmas qualidades e as mesmas bênçãos essenciais no próprio ser, nos sentidos e sentimentos que desfrutamos um novo despertar da comunhão divina das bênçãos oferecidas.

            Respeitar e amar ao próximo deve sempre ser na mesma proporção que tanto clama ao seu intimo e com maior desprendimento e maior sentido de amor e respeito, pois ao alegrarmos no semelhante o seus êxitos, estaremos prontos a caminhar para a própria e única felicidade. A sua ação para com o irmão será reflexo para sua própria reação quanto às bênçãos e a justiça de Deus, compreendendo que as limitações e mesmo confortos materiais jamais traduzirá a verdadeira condição para a salvação e sim um instrumento para que use sempre em beneficio ao seu semelhante da forma melhor em repartir o alimento da alma.

            Respeite sempre a Deus para que jamais tenha que o temer, ao contrario, sempre ama-lo e esperar as recompensas que lhe é devida e justamente ofertada pelo merecimento, sendo que as nossas praticas como dever, sendo de amar, respeitar e sempre ser caridoso não será jamais instrumento de barganha para benefícios desejados, é mérito e bônus, que no momento certo será retribuído, não anseie suas praticas como de valores a serem por direito reivindicado, lute e trabalhe dia a dia para que as conquistas desejadas sejam plenamente desfrutadas. Os desafios diários da labuta e das provações quanto ao se energizar para novos dias são instrumentos e ferramentas para vencer com fé e com resignação os merecimentos diários, para que num futuro desejado ao que tanto almejamos que é a nossa instalação eterna no reino de Deus sendo vividas nas mais confortáveis sedas do amor e dos travesseiros do conforto da alma para com nosso merecimento a serviço sempre dos nossos iguais.


            Dr. Bezerra de Menezes.



7 comentários:

  1. Eu acredito na força da união. Quanto mais componentes tiver a corrente, maior será a sua força. O que Deus espera de nós? A união. A igualdade, a divisão. Hora, como evoluir se ainda temos uma grande desigualdade social, onde poucos com muitos e muitos sem nada. O crescimento individual se dá no momento em que se doa a um irmão. Como podemos dormir tranquilo em nossas camas e cobertores, bem alimentados, se existe um irmão dormindo nas calçadas cobertos por pedaços de papelão, famintos ? È nesse momento que devemos ter atitudes e tentar colocar esse irmão em condições melhores. Alguem perguta: Mas esse irmão já é acostumado nessa vida errônea e não aceita mudar seu habitat. Ainda assim, se fizermos uma vez e ele retornar, deveremos fazer outras vezes para que possa entender que o caminho é outro. A insistência tem que ser constante. Enquanto houver um irmão precisando de ajuda, o planeta não se transformará em dias melhores. Precisamos estender o braço e trazer esse irmão para o nosso lado e somar. A minha energia com mais a energia dele fazem duas energias e assim por diante, aí a corrente se fortalece cada vez mais e melhor, por que terá foco. Eu endosso as palavras do Dr bezerra. Abs Anibal

    ResponderExcluir
  2. ...
    É muito fácil creditar a situação do próximo julgando-o que não aceita ajuda e acostumou com esta situação, é porque ainda o coração dos homens continuam fechados e acomodados na própria preguiça e inercia quanto ao próximo e suas necessidades.

    Um irmão faminto passa perto de nós pedindo um alimento, muitos desdenham. Muitos veem irmãos cobertos de papelões e tem vergonha de comprar uma manta mesmo barata, com o sentimento de vergonha de que o outro irá dizer, sendo que muitas vezes esses irmãos nos são colocamos em vista para aprender o valor do que tem e saber dividir.

    Se tens vergonhas de acolher seu irmão necessitado, como quererá que o Senhor se orgulhe de nós?

    ResponderExcluir
  3. É isso ai meu amigo. Isso chama-se atitude. E atitude não é para todos. Todos os dias nos deparamos com circunstâncias do dia a dia que não resolvemos não por falta de capacidade, ou de tempo, ou de condições diversas, mas, sim por falta de ATITUDE. Veja o exemplo de Cristo, que por onde sempre pregava, tomava as atitudes necessárias para colocar suas palavras aos homens que o ouviam e que pudessem compreender do que estava falando. boa noite!

    ResponderExcluir
  4. Dr Bezerra, boa noite! O homem nasce, cresce, vive e morre. Nesse percurso natural da vida, ele tem um nome, uma identidade. O espirito encarna numa materia em constante evolução espiritual conforme sabemos através de atitudes, estudos, comportamentos, conceitos, fraternidade entre outros. Com certeza ele irá progredir e retornar ao mundo espiritual com mais informações e maturidade. Minha pergunta: No que consiste nesse homem agora desencarnado, a continuação da sua evolução uma vez que encontra-se do outro lado? Quais os meios utilizados para atingir esse fim ? Esses questionamentos faço para que eu mesmo possa respondê-los. Anibal

    ResponderExcluir
  5. Qual o tempo que se leva, em média, para que um espirito que desencarnou recentemente possa a vir a comunicar-se conosco ?

    ResponderExcluir
  6. Caro Anibal,

    O mundo material é apenas uma passagem em experiencia, sendo a vida espiritual a realidade, o ser evolui no mundo espiritual em suas diversas habilidades e coloca no planeta frutos de sua evolução. Eis uma explicação para diversas tecnologias que desfrutamos neste planeta e de diversas formulas, pois nascem e são constituído num plano superior e colocado a disposição no planeta para que todos tenha o privilegio de usufruir.

    Na casa de Deus há muitas moradas e entre as quais irmãos das mais variadas formas evolutiva e no planeta são todos participantes destas experiencias, em aprender com todos o sentido de ajudar uns aos outros a crescerem.

    O espirito somente adquiri as experiencias em comunhão com as diversas etapas e diversas experiencias para que atinja a condição angelical. Quanto tempo será preciso? Nosso livre arbítrio responderá.

    A comunicação de irmãos que partem para com quem fica no planeta depende também de sua evolução, não há regra unica para todos, há sim o merecimento e o desprendimento da matéria, para que o contato não seja nocivo para ambos.

    Há irmãos que se manifestam no momento do desencarne, como muitos podem passar toda estadia no plano espiritual sem sequer comunicar conosco. Lembrando que quem aqui vive, ou seja no planeta, não tem força e nem autoridade sobre o plano espiritual, pois aqui ainda é um planeta em desenvolvimento do ser. Eles que nos guiam, pois muitos que dizem ter o contato privilegiado com o plano espiritual, muitas vezes imaginam que o comportamento lá de equipara ao daqui, quem dera, pois quem no planeta esta para evoluir, ainda esta impregnado de vaidades e orgulhos, algo que se perde no plano espiritual, e por isso não é dado a autoridade os encarnados de ditar seus desmandos.

    Espero irmão ter esclarecido algo a você.

    ResponderExcluir
  7. Irmão Marcelo boa noite! Esclareceu com sabedoria, embora eu tendo a discordar de alguns pontos. Em primeiro lugar quero agradecer a sua atenção e colaboração. Tenho alguns conhecimentos espiritas desde os meus 17 anos da minha formação adulta. Apesar da minha atividade de trabalho no dia a dia, sempre me interessei no espiritismo. Realmente, estou passando uma fase da minha vida muito dificil,como se fosse uma das maiores provas da minha missão aqui na Terra. Perdi, recentemente, minha querida mãe Zeze, dia 12/06/13, as 14:10 hs no Hospital São Camilo de Volta Redonda/RJ. Lutei desde o inicio do ano corrente para reabilitar sua saúde mas infelizmente o câncer pulmonar foi mais rápido e forte do que minha vontade de cura-la. Perdi uma batalha do qual desejava imensamente ganha-la. Sabemos que temos uma vida "útil" aqui na Terra e qdo. chega a hora, não temos escolha (livre arbitrio" de opinar. Essa perda tem sido muito dolorosa,e qdo a saudade bate, o coração fica menor do que um caroso de uva, apertado, e ponho-me a chorar até esvaziar esse sofrimento. Bem sei que esse comportamento não é bom para mim e nem para ela pois fica condicionada com o que aqui acontece e não consegue se despreender. Por outro lado, como posso inibir meus sentimentos de amor de manifestar o que estar guardado? È muito dificil, porem, a cada dia estou tentando controlar essa emoção. Sinto, constantemente sua presença, rezo todos os dias pela manha para que tenha a paz e o entendimento necessário para ela seguir sua nova missão. Sempre fui muito ligado com minha mãe e sei, o quanto ela estar tambem sofrendo por essa separação, ainda mais por ter deixado o meu irmão caçula que sempre morou com ela no Rio, que é uma pessoa especial. À noite, Procuro conversar para que ela sinta segurança de que eu cuidarei com todo o carinho e responsabilidade do meu irmão Alex. Meu amigo, não é tarefa facil o meu momento. Gostaria de saber de como ela se encontra no plano espiritual para que eu tambem possa me confortar e aliviar essa tensão. Soube que ela estar com os espiritos superiores, mas constantemente, retorna para vivenciar como estar sendo tratado meu irmão. O que vc pode me ajudar para tranquiliza-la e que eu possa ter alguma informação de que ela esteja bem? Na minha condição corpórea, eu não posso ir até onde ela estar mas, atraves dos amigos espirituais poderemos encontrar uma boa solução. Obrigado! Anibal

    ResponderExcluir