terça-feira, 13 de agosto de 2013

Não deixe o maior dos tesouros em desuso.



Onde estiver o vosso tesouro, ai estará também vosso coração. Jesus.

            Queridos,

             A harmonia que nosso Senhor Deus Pai criador nos trouxe a humanidade, vem da certeza que carregamos dentro de nós, o maior dos tesouros, o amor, para muitos a manifestação afetiva reflete-se na verdadeira adoração e mesmo sentimentos que traduzimos a aqueles que nos causam determinados afetos e sentimentos felizes.
           
            Irmãos, o sentimento maior não esta simplesmente no sentido que exteriorizamos em favor de alguém, muitas vezes nossos maiores tesouros ficam presos e amordaçados sem qualquer esperança de liberdade, quando junto com eles respondem os preconceitos e as feridas que deixamos ditar a nossa frente e fazemos diversas vitimas de nossas armas letais, as armas do sentimento.
           
            É compreendido como nosso Pai nos compreende que o homem tem a tendência aos devaneios para o mal, quando Deus propôs a Noé que construísse a arca e nela abrigasse os animais de todas as espécies, assim como sua família e esposas de seus filhos, e que durante quarenta dias e quarenta noites a terra seria inundada pelo diluvio, pois a vertente do homem naquele tempo se perdia pelo mal e com isso trouxe tristeza ao coração de Deus. Ao terminar todo o diluvio e a exterminação das espécies, o próprio Pai se arrependeu e a partir de então, não mais causaria estes efeitos para exterminar toda humanidade. E então nos enviou diversos profetas a corrigir todos os nossos erros e até os atuais momentos da evolução, continua a nos brindar com diversos apóstolos que se vestem de determinadas lideranças para assim fazer a sua vontade sobre os homens e criaturas e muitos ainda são incompreendidos pelos preconceitos impregnados na alma, onde determinados irmãos ainda são zombados e mesmos crucificados por traduzir simplesmente, a prática do amor e desprendimento da matéria.

            Entristece nosso Pai quando sentimentos tão perversos ainda continuam a impregnar o coração dos homens, no sentido de continuar a destruir seus páreos em nome de forças maiores que o verdadeiro sentido do amor.
           
            A humanidade não aprendeu ainda a pratica do amor na sua integridade, evidente que diversos irmãos privilegiados, compreendem este sentimento e busca coloca-lo em pratica no melhor de suas possibilidades e caminhada. Pois ninguém será salvo sem o ápice do amor fazendo pódio maior de suas ações.  Viver o amor, não esta simplesmente viver nas fartas colheitas de sentimentos e fartas ceias de alimentar da alma, esta fundamentalmente aprender a conviver com as pragas e as doenças que causam a falta deste amor e sendo o antidoto contra essas doenças. O ensinamento aos irmãos em desenvolvimento, esta na limitação e nos conselhos para o bem que praticamos em nosso dia a dia, o não, é o maior dos sentidos do amor, é nele que regramos nossos irmãos em desenvolvimento espiritual a conhecer os limites das ações. Pois ao findar o diluvio e com isto fazer a aliança com todos nós, descendentes de Noé, nosso Pai nos trouxe a verdade de como deveríamos de certo postar-se diante da vida. Com Moises trouxe simplesmente seus mandamentos para que seguíssemos na sua acústica e única verdade do amor e da salvação e em Jesus trouxe o amor e os exemplos de superação própria.

            Os seres ao longo do tempo têm perdido as diversas oportunidades de se salvar e voltar a viver no Jardim do Éden na convivência com Deus. Viver a felicidade, o amor, o bem estar é tão simples e fácil que o homem consegue desvirtuar a estrada para barganhar pelo orgulho e vaidade, por diversas vantagens e completo vazio existencial, onde diversas vidas serão necessárias e em muitos casos, diversos sofrimentos aos nossos olhos na humanidade como testemunhos das chagas de nossos irmãos.
           
            É preciso que estudemos dia a dia os ensinamentos de Deus, mas não para tê-lo como conhecimento egoístico, mas para fazer disto, ponte de resgate de nossos irmãos a vida e a salvação. E ensinar como o maior dos tesouros esta dentro de nós. Não deixe esta joia se perder pelo tempo e pelo desuso, pois se não usa-la conforme é programado, o que de valor terá a apresentar ao nosso Senhor quando lhe for arguido, o que fizestes com o tesouro maior que lhe foi dado? O que responderia neste momento? Faça esta pergunta a você neste momento e tente encontrar as respostas, lembrando, que bens materiais não poderão responder pelo seu sentimento, pois a caridade, não esta no que simplesmente se oferece a amenizar momentaneamente no assistencialismo um irmão e afastar de ti a cruz deste irmão, esta na verdadeira beneficência que você propõe a doar e a salvar seu próximo de todas as formas, principalmente, salvando seu espirito.

            Veja como pode ofertar seus tesouros maiores aos seus irmãos, e verá que cada doação um coração seu a atuar sobre o bem, conserve sempre e não deixe que as traças do tempo corrompa seu brilho, pois se assim o fizer, quanto tempo mais serão necessárias para resgatar o tempo perdido? Então, aproveite e doe o melhor de si.


            Dr. Bezerra de Menezes.

Um comentário:

  1. Dr Bezerra, excelente sua narrativa. O AMOR,uma palavra de 4 letras mas com um significado infinito de vocabulários. O Amor é uma dádiva de Deus onde o homem em sua várias etapas de vida consegue parar e refletir a sua consciência. È atraves desse Amor que alimenta os seus ideais e as suas perspectivas de vida. È como se fosse sempre o ponto "zero" para se recomeçar algo. Na verdade é o sentimento mais profundo do ser para se aproximar de Deus. Essa energia é tão grande e poderosa que nasce e não acaba mais, não tem fim. Em sintonia com a Lei do retorno, a cada faísca de amor que emitimos volta em dobro para nosso espirito. Talvez, seja uma das formas de evolução. Um abraço! Anibal

    ResponderExcluir