sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Acústica divina para a salvação





Depois de fazer sair à multidão, Jesus entrou, tomou a mão da menina e ela se levantou. E a notícia espalhou-se por toda aquela terra. Mateus. 9,25-26.

            Deitados estão àqueles inertes dos objetivos e da vontade de crescer, mortos estão os afastado de Cristo e revoltados com o Pai, principalmente quando as vontades egoísticas não são atendidas pelo pai que tanto nos ama, vários se revoltam e de costas para o Pai permanecem e se fazem irredutíveis aos sinais e proteção do Senhor.

            A lei do livre arbítrio que nos fora dado em comunhão pelo Pai, é nossa fortuna e a mais preciosa joia da divindade, somos todos predestinados a um objetivo de crescimento e evolução, mas com liberdade de escolhermos nosso próprio caminho e por qual setor caminhar, se é para o bem ou se para o mal, lembrando que, também somos os únicos responsáveis pelas consequências de nossas escolhas.

            Quando em terra esteve o unigênito, diversos enfermos e mortos de esperança e de um objetivo se aglomerava ao lado do Messias para que pudesse acender a esperança entrevada no intimo e amordaçada por grupos de supostos sábios e doutores da lei. Nada diferente com a realidade presente dos amigos leitores, quantos ainda são sucumbidos da sua vontade pelo egoísmo de seu semelhante e quantos de nós também imperados pelo egoísmo sucumbimos à vontade de quem esta ao nosso redor, principalmente quando este apresenta uma inferioridade externa e ignoramos totalmente seu intimo e desejamos imperar nossa vontade numa ditadura sem precedentes.

            O egoísmo em sua magnitude causa sérios danos sem pedir licença, invade nosso ser e corroem todas as estruturas essenciais para a manutenção da vida e progressos evolutivos, essas e outras atitudes nocivas que insistimos em manter dentro de nós, prejudicam não apenas a nossa morada divina, afeta com veemência e agressividade todos que nos faz moradas e afins, onde um fruto envenenado poderá comprometer toda safra de frutos sadios, transforando toda saúde em enfermidades sem precedentes e entregando a agonia lenta e dolorosa da alma.

            Uma vastidão de irmãos se encontra nas trevas da agonia, da dor e das enfermidades múltiplas a que se submetem, frutos do abuso dos sentimentos errôneos que muitos ainda insistem em manter, como sempre nos foram alertados por diversos irmãos que no planeta se abrigaram e os presentes enviados da vontade do Senhor. Como novamente apresentamos a lesividade dos sentimentos e ações prejudicam a saúde plena de nosso espírito e não vamos se fadigar em alertar, contra estes males presentes no egoísmo, na inveja, na intolerância, nas cóleras, na irá, no rancor, no ódio, entre diversas moléstias que traz tristezas, choros, doenças do corpo e da alma, mortes e a agonia eterna.

            Estudar a palavra de Deus e vive-la na acústica é o nosso combate a essas enfermidades presentes na humanidade material e espiritual, são as ofertas que o maligno tem a nos presentear, engana-se que a moda do mal trará benefícios, poderá até um momento atender as necessidades imediatas, jamais se sustentará por muito tempo, pois as enfermidades em viver nestas condições serão a nossa colheita.

Compreendendo que ao chamar o Mestre de verdade e arrependidos de todos os pecados e ações contrarias as leis divinas, afinal, elas existem justamente para aprendermos a valorizar e a respeitar o próximo como a nós mesmo queremos e devemos ser respeitamos magnanimamente, e  arrependendo de verdade ao chamarmos pelo Mestre, ele estará conosco para nos ajudar a levantar do leito do sofrimento e da morte.

            Dr. Bezerra de Menezes.


            

Nenhum comentário:

Postar um comentário