quinta-feira, 18 de julho de 2013

O PODER DA CURA



Jesus convocou os doze discípulos e deu-lhes poder sobre os espíritos impuros para os expulsarem e para curarem toda enfermidade e doença. Mateus. 10,1.

            Vão e façam discípulos por toda nação, em esta autoridade que Jesus convocou seus discípulos a propagar sua palavra e a boa nova para toda nação, ao longo de dois milênios a força de sua palavra e ações soam por todos os cantos, mesmo nas localidades onde ainda imperam outras culturas e a realidades que foge diretamente do proposito divino.

            Não há por parte de Jesus a fraqueza e o desrespeito quanto às crenças existentes no planeta, pois ele crê que a esperança eterna deve caminhar com a liberdade das expressões e não presa a paredes doutrinaria de religiões humanas que se reúnem para estudar sua palavra e com ela fazer-se credenciado a impor exageros e costumes contrários ao que o Mestre tanto nos proporcionou.

            Sem duvidas acreditamos e sabemos como Cristãos que Jesus realmente foi e é o filho unigênito de Deus, sua tarefa não foi se limitar a um grupo ou segmento direcionado a determinados povos, foi para todos aqueles que deixassem sua palavra e verdade fazer parte do seu cotidiano da salvação. Não estamos credenciados a escarnecer e muito menos ter a autoridade de condenar nenhum povo e nenhuma religião humana a que um grupo se reúne, principalmente se a união doutrinaria esteja reunidos em nome a praticar o estudo de suas palavras e fazer ação do proposito ensinado.

Quando apontamos os erros alheios estaremos exteriorizando nossos erros e cometendo acusações muitas vezes injustas onde irmãos cometem contra irmãos. Jesus reuniu seus doze apóstolos e deu a cada um o poder de limpar e expulsar os demônios do pecado, das impurezas que impregnam o espirito de cada um de nós e quando permitimos o poderio do mal de se apossar de nossa razão e sentimento. As impurezas estão em diversos comportamentos que praticamos em nossa vida, não apenas nas manifestações de possessão sobre a matéria, é principalmente no comportamento exagerado e injusto que praticamos dia a dia.

As armadilhas do mal nos cercam por todos os lados, principalmente quando lideres em nome da palavra do Mestre usam do poder de persuasão para arrancar o que de valor cada um tem.  O conforto material bem como a riqueza das moedas não traz a verdadeira libertação, deitar em confortáveis sedas e macios travesseiros não dará ao espírito a paz que tanto buscam, este conforto vem com as ações praticadas diariamente, bem como a limpeza das impurezas de nosso espirito, que vem munido de todas as formas contrarias a paz, traduzidas no rancor, no ódio, da ira, na acusação, na zombaria e traquinagens contra irmãos, no desrespeito a todas as crenças humanas que seguem a verdade em busca da salvação, enfim irmãos são diversas as teias que nos prendemos como alimentos das ferozes aranhas, que se arma para devorar sua preza, aonde muitas vezes pela inocência se prendem e quando despertado, estão presos, amordaçados e vulneráveis a toda perdição.

A estada de Jesus no planeta foi justamente para arrancar dos nossos corações e de nossos semelhantes todas essas armaduras e emboscadas que o imperador do pecado nos impõe. Sabendo ele que a astucia maligna é arrebatador, fez de seus discípulos autoridade para expulsar de nossas vidas todas essas impurezas que sempre dominava e ainda domina nosso ser com bastante propriedade. Quantos pecadores impuros eram libertos pelo mestre, quantos doentes e mortos de todas as formas se aproximavam do Mestre na esperança e munidos de humildade e tendo Ele a compaixão curava a todos. Está autoridade queridos irmãos, não se limita aos discípulos, se estende a todos nós, quando receberam a missão de fazer discípulos por todos os cantos, não foi apenas para ensinar, mas dar a cada um a missão de fazer autoridade contra o mal, expulsando os demônios das impurezas, bem como a autoridade para curar os enfermos do corpo e da alma. Todos nós irmãos temos este poder, infelizmente o que nos impede de fazer são as impurezas que ainda não conseguimos expulsar de dentro de nós, não nos fazemos autoridade para se curar e libertar de todas essas armadilhas preferimos entregar ao comodismo ao invés de realmente nos salvar, lembre-se irmãos que as impurezas esta relacionado à permissão que damos ao impuro para fazer morada em nossa vida. A autoridade que podemos adquirir sobre o mal deve começar pela humildade e serenidade, pelo amor e pela compreensão e sempre acompanhado pela tolerância e paciência que são ingredientes que deve sempre ser acompanhados pelo amor divino a libertar de todas as enfermidades.

Havemos todos de sermos médicos dos enfermos e como tal servir de exemplo contra as mazelas do ser e de toda humanidade, há muitos enfermos do corpo e principalmente da alma que muitas vezes se encontra na cegueira das esperanças. Somos seres totalmente habilitados a ser portador de cura e de luz nas trevas, mas para isto é preciso se curar e acender as lâmpadas da própria escuridão.


Texto ditado pelo espírito de Dr. Bezerra de Menezes ao médium Marcelo Passos.

Um comentário:

  1. MARAVILHOSA LIÇÃO DE AMOR E FRATERNIDADE! SOU ESPÍRITA DE CORAÇÃO E FREQUENTADORA ASSÍDUA DO CENTRO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES E TAMBÉM FREQUENTO A IGREJA BATISTA PENTECOSTAL MISSÃO PARA CRISTO E ME SINTO BEM SENDO ASSIM. TODOS SABEM QUE SOU ESPÍRITA E RESPEITAM AS MINHAS CONVICÇÕES, PRINCIPALMENTE NO QUE DIZ RESPEITO A REENCARNAÇÃO, POIS ELA É PROVA DA JUSTIÇA DIVINA!
    JAMAIS DEIXAREI DE ACREDITAR NA ESPIRITUALIDADE MAIOR.JESUS É LUZ E AMOR E QUERO SEGUIR ADIANTE EM MINHA EVOLUÇÃO, APESAR DE A TER ATRASADO MUITO COM MINHAS IMPERFEIÇÕES, MAS COMO DIZ EMANUEL, ATRAVÉS DO GRANDE CHICO XAVIER, SEMPRE HÁ TEMPO DE FAZER UM NOVO RECOMEÇO! OBRIGADA PELA POSTAGEM MARAVILHOSA. VIVA JESUS!

    ResponderExcluir