quinta-feira, 4 de julho de 2013

Em mim repousa o Cristo.



E Jesus lhe disse: “As raposas tem tocas e os pássaros do céu, ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça”. Mateus, 8,20.


            Quando se colocam o corpo físico ao descanso que a maquina clama a poder continuar suas tarefas e compromissos para com o próximo, seja nas atividades profissionais quanto na vida em um todo, o descanso no travesseiro doce e macio renova nossas energias a continuar a caminha, com animo renovado e força acumulada para continuar a produção para com o bem de todos.

            Claro que há os que descansam para continuar nas amarguras do mal, sendo perverso consigo e com seus semelhantes no caminho escolhido, aniquilando sonhos e evolução em nome de prazeres perecíveis, que se usam momentaneamente, mas que logo se esvai com o uso. De fato compreendemos que o uso desenfreado e mal utilizado de todas nossas ações fará com que os desgastes da própria caminhada se esbarrem num pântano profundo da escuridão do pecado, mas sua condição e justiça serão avaliadas pelo nosso Senhor, lembrando que ninguém caminha para o mal por inocência e desconhecimento, pois o discernimento e a consciência são livres, assim como o livre arbítrio, pois há vida bela que possa nascer da imundice do esgoto, basta encontrar o solo necessário para germinar e expressar a beleza de Deus que há impreterivelmente em cada um de nós, infelizmente, há quem não faz o bom uso desta joia.

            É necessário que façamos de nossas vidas o travesseiro não somente nosso, mas de todos que desejam em nós recarregar suas energias, ao servir de aconchego ao seu semelhante, de fato estará colocando em si a confiança alheia, bem como o porto seguro de que em você poderá encontrar o conforto necessário para continuar seguir em frente em suas ações e missão terrena.

            A mais de milênios que nosso Senhor Jesus de Nazaré clama pelo repouso em nossas vidas, mas o repouso que nos elevará a verdadeira salvação, o repouso da justiça para a renovação de nossas ações para com o próximo, em especial aos desesperados da matéria e da vida, o repouso do bem estar promovendo em seu semelhante sempre a vontade de praticar o bem e viver em harmonia consigo e em especial a todos que estão ao seu redor.

            Como é bom encontrar algo que nos faça relaxar e renovar nossas esperanças, principalmente em refletir nossas ações e mudanças de comportamentos para com o próximo e a vida, a renovação da vida passa por diversas etapas, é a fonte eterna clamando o dom de Deus a ser sempre portador da boa nova e do bem coletivo na sociedade das criaturas do Criador.

            Deixe Jesus encontrar em você a morada de alegrias, felicidade, prosperidade, amor único e infinito, deixe-o repousar a cabeça em você, sirva-se sempre de renovação ao demais, cumpra sua missão, jamais furte seu semelhante deste desejo de fazer em ti o motivo de busca e renovação, mas a busca de todas as renovações de novos tempos e pensamentos nas condutas, bem como o império de Deus movido pela fé na alegria das dadivas e da colheita do amor renovador.

            Mas não seja apenas o conforto para a cabeça, mais sim por todo o ser, no aconchego da paz em poder cobrir em seu semelhante o calor divino renovando sempre as esperanças de todas as coisas, comece então de agora a preparar a colheita de Deus.

            Dr. Bezerra de Menezes.



Nenhum comentário:

Postar um comentário