terça-feira, 11 de junho de 2013

Salvando para salvar



Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Mateus 5,7


           
            O carrossel da vida e da evolução de cada um traz novas experiências, nenhum espirito retrocede na evolução, simplesmente trabalham e escolhem os caminhos que melhor se identifica. O livre arbítrio a lei da vida é a responsável pelas nossas escolhas bem como onde estaremos.

            No planeta, assim como nas colônias espirituais comungaremos com irmãos com variados sentimentos e evolução, todos caminhando para a condição do anjo. Cada um de nós caminha para esta situação no reino de nosso pai e para isto devemos acima de qualquer sentimento peculiar entender o próximo como sempre deseja que lhe entendam nas suas escolhas e ensinamentos da vida.

            Somos como o recém-nascido no mundo, sem defesa e necessitando sempre do próximo, do mais evoluído e do mais forte para poder nos amparar na firmeza de cada passo e alimentar nossas necessidades. Quedar fará parte dos nossos primeiros passos e inclusive da vida evolutiva, onde sempre contaremos com apoio de todos para reerguer e continuar a caminhar. Um tombo pode trazer serias consequências, assim como nossas praticas e ações diárias, o voluntariado das nossas ações para qual escolha caminhemos será determinante para a própria sorte no reino de nosso pai.

            A tolerância para ensinar o ser em evolução é a combustão para o funcionamento da vida, compreendam que a cada ensinamento é a oportunidade que se oferta a evoluir cada ser. Seguindo os passos do Mestre Jesus onde ensinava, curava e perdoava os nossos pecados e como no presente continua a fazer e ensinou que a imensidade de ser humilde e caridoso é o principal caminho da salvação.

            Quantos irmãos errarão conosco e erraremos também, este é o fundamental ciclo das nossas vidas, é preciso entender e não errar na mesma proporção ou exagerar nas ações erradas que nos é afrontada, compreender a evolução e a instabilidade do ser e buscar sempre concretar seus passos na misericórdia divina, onde cada erro proporcionado no caminho do acerto é determinante para o entendimento da vida e do caminhar divino.

            A misericórdia nada mais é que a extensão do amor ao próximo como a si mesmo, é buscar de todas as formas visualizarem as obras de Deus mesmo nos erros e inclusive nos mais perversos irmãos que devem ser dignos da mesma misericórdia.

A cada irmão errante será dado à oportunidade do acerto, ao malfeitor a oportunidade da resignação e da dignidade, ao triste a oportunidade da felicidade, ao aleijado a oportunidade da cura, aos cegos a oportunidade da visão, ao mudo a oportunidade da fala, ao surdo a oportunidade da audição, ao assassino a oportunidade da vida, ao suicida a oportunidade da reflexão, ao faminto a oportunidade do alimento, todas estas situações serão ofertada ao seu agente de se regenerar com a oportunidade de sentir e evoluir no próprio ser, eis a misericórdia divina.

Quem errar contra si, oferte a oportunidade do acerto; como? Dando a oportunidade de expor o Cristo que há em seu coração e em sua vida, compreendendo sempre ser ele o único e verdadeiro caminho, a verdadeira verdade e a verdadeira vida. Ele é o caminho único da misericórdia. Aos que sentarão a sua esquerda e a sua direita a mesma oportunidade de salvação. E então aonde você se sentará?


Dr. Bezerra de Menezes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário