segunda-feira, 4 de março de 2013

Ser taxativo para bem contra as pretensões do mal



            A eterna luta entre o bem e o mal na existência da vida nos desafia em constantes mutações entre nossa conduta em relação ao que realmente desejamos para nossa caminhada, se desejamos continuar no pecado ao qual o mal tanto nos facilita a abriga-lo dentro das acomodações ilusórias ao qual sempre nos apresenta, ou caminhar para a salvação com as tentações presentes a nos hipnotizar com o canto tão doce, mas bastante venenoso a nos perder ou ser firme nas convicções e corajoso a enfrenta-lo e ser taxativo ao dizer que a presença dele é nocivo e indigesto a nossa vida.

            É notório que o afastamento do mal de nossa existência é algo muito subjetivo, pois como o planeta se mistura entre os dos mundos, à presença assídua desta cólera em meio às ovelhas de Cristo é mais presente do que nossa consciência pode alcançar, pois o mal é tão ardiloso e bastante inteligente que com bastante facilidade tende a angariar adeptos sem qualquer cerimonia, e quando muitos irmãos se dão por consciência o mal já impera seu ser.

            Orar e vigiar como sempre alertamos nossos amigos, não é simplesmente um alerta que repetimos por querer, é porque realmente nossa preocupação deve ser constante, pois todos nós abrigamos em nosso ser a inocência que é sempre descoberto pelos dragões do mal, mesmo que nossa oração e vigília seja presente na existência e tem na consciência do certo e o errado, mas abrigamos em nosso intimo esta pureza, mesmo que as condutas perante a sociedade seja questionável quanto as praticas vivenciadas.

            Quando o mal se apresentar a nós com seu encanto, seja taxativo em querer caminhar sempre no caminho bem, mesmo que a escolha nos apresente situações mais desafiadoras, mas certamente não teremos que reconhecer e voltar atrás e recomeçar tudo novamente, senão, poderá ser tarde demais e nossa encarnação não se cumprir a verdadeira missão que nos foi designado.

            Sabe como poderá identificar o mal quando nos apresenta como uma criança inocente? Quando deixar que a obra de Deus abrigue seu ser, confie em nosso maior pastor, Jesus Cristo, pois ele jamais deixará suas ovelhas se perder, mesmo que com a aproximação dos lobos. Pode ser difícil? Pode. Mas seja taxativo sempre, pois Deus estará sempre conosco, basta simplesmente senti-lo ao seu lado, olhe ele ao seu redor.

            Dr. Bezerra de Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário