sexta-feira, 8 de março de 2013

O amante a moda antiga




            Somos diariamente testados em nossa melhor qualidade frente a astucia o mal que tanto nos persegue a ser perder por esta areia movediça que esta a nossos pés prontos a nos afundar num mundo obscuro e desconhecido.
           
            Tratar o mal deve ser como aquele amante a moda antiga, pelo romantismo, com delicadeza, que oferta flores e doces a fim de conquista-lo para que viva o melhor do amor, se vamos de encontro a ele conforme nos testa, somos sérios candidatos a sofrer mais com que nos afronta. Afinal, o antidoto contra o mal é o amor e o bem, com estas características e comportamento não só dominaremos o mal, como conseguiremos leva-lo a viver o pleno amor.

            Devemos entender que amor, é uma vastidão de sentimentos e ação, não apenas aqueles manifestados pelo casal é sentir no próximo e enxerga-lo o melhor, mesmo que em sua crosta só haja as trevas, pois o pesar da balança pode esta tombada para ambos os lados, tanto para o bem quanto para o mal, o ponto de equilíbrio que nivelamos nosso ser, tem de ser pesado mais para o lado do bem, mas a pesagem devemos ser responsáveis para onde e melhor nos convenie, pois Deus nos mostra o melhor caminho a todo instante, mas sempre respeitará nosso livre arbítrio, ao qual deve ser pesado e julgado apenas por ele e mais ninguém.

            Oferte flores a sua vida todos os dias, não necessariamente materialmente no sentido concreto, mas viver sua beleza estonteante em todo ser e ser cobiçado por todos os amantes da vida.

            Dr. Bezerra de Menezes
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário