quarta-feira, 13 de março de 2013

Cuidados com suicídio inconsciente nosso de cada dia




            Nossas ações diárias no planeta são determinantes para nossa sorte e nossa condição evolutiva nos planos nosso de cada dia, nossos pensamentos e ações determinam para onde caminhamos, o planeta é o desafio de cada irmão do que tange a própria vontade frente aos desafios tão aguçado permanente no dia a dia.

            Muitos desdenham a própria condição e partem para uma aventura sem precedente, querer explorar tudo que a vida proporciona é relevante desde que o coração sensível, o amor e caridade estejam imperando na vida de todos.

            Nos vales sombrios do mundo espiritual abrigam muitos irmãos que tiverem varias conquistas materiais, mas total vazio espiritual, a inveja, a intolerância, a raiva, o ódio, o egoísmo, o deboche, as armadilhas contra seu próximo, principalmente se este esta em evolução e quem se faz superior pela posição social e material, ofusca e atrapalha o crescimento destes irmãos, mesmo que seja o crescimento profissional, existencial, tudo isso e as ações voluntarias a favor do mal que praticamos em nosso dia a dia, são diagnósticos da autodestruição do ser, pode muitos entender e achar que são exageros a explanação desta situação. Mas irmãos, o que passamos a vocês nada mais é do que a realidade que vivencio no mundo espiritual e as chagas que nossos irmãos se encontram nestes vales.

            Quando uma paixão desenfreada entre um casal, a obsessão leva a prisão moral, física de outros e este fim leva ao desfecho muitas vezes trágico, o autor se torna suicida duas vezes, por destruir sua encarnação e levar a morte muitas vezes prematura de outro, muitas vezes a morte prematura não seja na logica concreta, é quando coloca outro irmão a mercê da própria sorte, retirando dela qualquer oferta de crescimento.

            Os vícios também levam a condição de suicídio, com maior agravante a aqueles que facilitam o ingresso de outros irmãos a se perderem por este caminho sem fim, os viciados dos males do planeta terão sua cota a ser prestada diante do Criador, onde o mesmo entenderá a fraqueza deste, mas não o furtará a resgatar a interrupção da vida, precocemente. As substancias entorpecentes a disposição da sociedade material, é oriunda das criações daqueles Dragões que trabalham contra a obra maior e importante de Deus, os seres. E faz escravos muitos irmãos planetários, fracos espiritualmente a ser representantes de suas drogas e faz destes, os algozes de outros irmãos que também são prisioneiros do mal.

            A leviandade do mal sobre os irmãos é mais perversa do que muitos irmãos podem conscientizar, o uso maléfico que muitos se apossam da maquiagem do bem, nada mais é que a escola negativa de conquistar “alunos” deste crescente mal. E muitos irmãos se entregam ao suicídio inconsciente por também não haver estrutura espiritual e força de vontade para combater a astucia do mal sobre nosso ser. Onde a perdição também se reflete em muitas colônias espirituais, pois o principio do livre arbítrio também se faz presente e é lei, respeitando a liberdade de escolha.

            A vida material e espiritual irmãos, é muito sensível, por isso tenhamos a sensibilidade da percepção do mal e se houver ao seu lado familiar, amigo, conhecido entranhado neste abismo, não de as costas e muito menos menospreze sua condição, são doentes do corpo e da alma, a atenção não pode ser despercebida e muito menos taxado de ridículo aos nossos olhos, se coloquem sempre em vigília e oração, pois a omissão, mesmo em oração, também irmãos, nos será cobrado e podemos também esta no rol dos suicidas inconsciente por ter as condições físicas, morais e principalmente espiritual do resgate a aqueles que estão em primeira instancia ao nosso redor clamando ajuda. Pode quem estiver afundado na perdição não ter plena ciência e consciência do mal que faz para si e para os demais e nesse momento que a paciência, a compaixão e tendo sua consciência e coração em plena escola de Cristo de amparar. E jamais feche as portas do coração, pois Deus jamais fecha as portas da misericórdia para qualquer filho, independente das escolhas que fazem.

            Dr. Bezerra de Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário