terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

O Pai é sempre nosso




            Compreendamos irmãos que somos incondicionalmente filhos do Onipotente, a vida, o existir, o universo é fruto de uma vontade suprema e perfeita daquele que nos é o oxigênio do existir. As variadas formas de vida presente aos nossos olhares representam a mais pura hegemonia que havemos de comungar com a benção divina.

            O universo é formado em lisura com as etapas da evolução existencial, cada mundo representa não somente um existir é acima de tudo nossa condição de abrigarmos no exercito angelical, que fará das nossas praticas espelhos para nossos semelhantes e também como passaporte para a entrada e permanência no reino, em conjunto com todos que amamos.

            O livre arbítrio é uma das garantias que somos resultados daquilo que temos na liberdade de usufruir a vida, praticar e colher os frutos pós a semeadura. Nosso criador nos brinda está liberdade para podermos provar que podemos superar nossos limites impostos sempre por nós, possamos não compreender em muitos casos os resgates e as condições que muitos irmãos abrigam. Somos livres para agir, como também responsáveis diretos da nossa lei de Ação e Reação, de certo que não há como saber da existência e dos efeitos causados a outros irmãos se a experiência não fizer parte do nosso ser. Havemos de experimentar todas as condições, toda forma de vida, a fim de alcançar com satisfação a próxima etapa da evolução.

            Há em nosso ser a fraqueza do mal, como também temos o discernimento necessário para saber doma-lo como uma fera selvagem. Para conseguir imobilizar as ações do mal, devemos compreender o proposto no código divino, nos apresentado e comungado por Jesus Cristo. Mas como sempre há de alerta aos irmãos de Cristo, onde nos pede oração e vigília constante, devemos nos ater quanto a astucia e dissimulação do mal.

            Muitos nos apresentam uma formula do Deus idealizado por uma força intrínseca, onde não apresenta a verdadeira convenção da verdade e se apossam de aventureiros do mal para ludibriar aqueles que por certa ignorância não tem acesso ou busca fazer valer da verdadeira salvação em Nosso Senhor.

            Aos irmãos são enviados anjos a ensinar a palavra e a decifrar o código através de uma força honesta, límpida, esclarecedora e realmente responsáveis por decifrar a palavra, onde encontramos em muitos templos e principalmente fora das paredes rochosas protegidas pelas portas materiais. Compreendamos que o ensino de Cristo é livre, assim como o aprendizado que é universal, nosso senhor não deve ser tomado como propriedade física, particular ou inacessível, ao contrario, ele é Pai Nosso. Por isso irmãos, vamos ate ele, onde nos espera para a salvação eterna.

            Sempre alerta quanto ao Deus que é apresentado de forma errônea aos humildes irmãos do conhecimento, das palavras e do discernimento, onde se privam de muitas situações, que muitos usam da omissão voluntaria para perder os irmãos em inverdades e a interpretação nociva às ovelhas do Senhor.

Pode o homem enganar a muitos por muito tempo, mas não enganará ao Senhor em nenhum momento e a aqueles que são ludibriados pela mentira, receberão a verdade que lhe é de direito, pois Deus é nosso Pai justo.

            Dr. Bezerra de Menezes

            

Nenhum comentário:

Postar um comentário