quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

O aconchego do ninho


O belo pássaro voa ate o galho mais seguro e lá constrói o seu ninho, para abriga-lo do frio, dos perigos, para ser sua moradia e também proteger seus herdeiros. Constrói com a maior segurança e amor, confiando sempre na sua capacidade. Depois de construído faz da sua moradia o conforto do seu descanso e o abrigo da sua segurança. Têm seus filhotes num espaço onde se há o calor, o cuidado, os ensinamentos para a vida e acima de tudo o amor.

            Assim deve ser o nosso ninho, onde dividimos nossa existência com irmãos dispostos a nos proteger, irmãos que nos recebem como frutos do seu ventre, a fim de ensinar o melhor deles e extrair o mesmo de nós. Quando nossa rebeldia vai de encontro ao amor doado, estaremos destruindo não apenas o desejo maior da salvação, mas sim a evolução de quem nos rodeia.

            Havemos de preparar o ninho do nosso coração, para abrigar os irmãos que desejam tanto pousar em nossa segurança, como depositar suas melhores qualidades, tomando cuidado apenas com o mal querendo destruir a morada segura.

            Dr. Bezerra de Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário