quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Alfa e Omega




            A existência nos proporciona a experiência de esta em contato com os lados da face de ser, entre o bem e o mal. A classificação de nossos irmãos nos é mostrado na codificação de Allan Kardec, onde através de irmãos espirituais foram pontuados a graduação do ser, entre bons e maus espíritos.

            Os maus são classificados em cinco categorias, assim como o bem, muitos irmãos se encontram no planeta classificados em uma das primeiras categorias negativas do espirito, ou seja, nos maus espíritos. Cada graduação mostra as mazelas de irmãos e até de elevada posição social mesmo, mostra condições inferiores da personalidade. Não vamos classificar aqui cada etapa, quiçá numa situação propicia.

            Vamos aqui mostrar que somos constantemente avaliados em nosso grande arquivo vital e não somente nesta encarnação e sim nas demais ao qual tivemos o privilegio de participar. Assim somos como o grande arquivo, com suas divisórias, os arquivos não se equivalem, somos assim em nossa encarnação. Há nossas pastas e cada uma diferencia uma das demais. Mas cada uma representa a importância deste grande arquivo, a encarnação e até mesmo a condição espiritual do individuo.

            Somos esta avaliação irmãos, não preocupemos em saber o que esta no passado, pois esta não é da nossa alçada, pelo motivo que o passado é apagado do nosso memorial. O que é da nossa obrigação é trabalhar para evoluir, onde se entende que cada um de nós atingirá a perfeição, evidente que muitos irmãos terão frustrada sua encarnação para evoluir, necessitando de novas experiências a apagar o passado, resgatando os déficits. Nosso espírito jamais deixara de existir como acontece com o corpo material, haveremos de experimentar novas oportunidades e novas vidas ao proposito de se tornar perfeitos na condição de filhos do criador.

            Por isto aproveitem para modificar os pensamentos e as praticas diárias, apesar de muitos irmãos caminharem na estrada do pecado, nosso criador não se faz das fraquezas humanas nos julgamentos precipitados, simplesmente acolhe cada um que queira impor para sim a pratica do bem e do amor ao próximo e a si mesmo.

            Dr. Bezerra de Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário